Alta Roda – Influências do passado no automobilismo de competição

Porsche Le Mans

Automobilismo de competição tem demonstrado longo histórico de contribuições aos automóveis convencionais utilizados em ruas e estradas de todo o mundo. Claro que categorias de ponta como Fórmula 1, protótipos do WEC (em inglês, Campeonato Mundial de Resistência) e de Rali desenvolvem projetos sofisticados cujas inovações são bastante caras e dificultam a migração direta para carros do dia a dia.

Continuar lendo

Fiat Argo praticamente sepulta o motor 1.6 E.TorQ

Motor Fiat 1.6 16V E.TorQ

Motor Fiat 1.6 16V E.TorQ está com os dias contados

Palio, Strada, Grand Siena, Idea, (Palio) Weekend e Punto: todos eles tiveram em comum praticamente a mesma oferta de propulsores. Mas, um “coração” nunca foi muito popular. Agora, a chegada do Fiat Argo praticamente sepulta o motor 1.6 E.TorQ.

Continuar lendo

Alta Roda – Bons ares no Salão do Automóvel de Buenos Aires

Salão Automóvel de Buenos Aires 2017

Realizado nos anos ímpares, o Salão do Automóvel de Buenos Aires alterna-se nos anos pares com o de São Paulo. Naturalmente é bem menor em área de exposição e nas edições anteriores tinha em geral poucas novidades. A mostra que estará aberta até o próximo dia 20 dessa vez surpreendeu. Até modelos previstos para estrear primeiro aqui e depois lá foram exibidos no centro de exposições La Rural.

Continuar lendo

O que esperar do novo Fiat Argo 2018?

Fiat Argo 2018 HGT

Fiat Argo HGT 2018

A espera valeu a pena. O Fiat Argo 2018 finalmente chegou, ficou muito bonito e, principalmente, tem um grande potencial de mercado – exatamente o que a marca ítalo-brasileira precisa nesse momento, com urgência. Mas existe espaço para melhorar.

Continuar lendo

Alta Roda – Novo Argo redime a Fiat

Fiat Argo 2018

Fiat Argo 2018

Se os hatches compactos ainda representam de longe a preferência dos brasileiros, apesar de todos os avanços dos SUVs e crossovers, o ano de 2017 ficará caracterizado pela renovação e atualização tecnológica dos projetos em nível poucas vezes vistos na história da indústria. O primeiro a chegar é o Fiat Argo, cujas vendas já se iniciaram, enquanto o novo Polo vai demorar um pouco mais (ver abaixo).

Continuar lendo

Alta Roda – Indústria automobilística: Mudar ou desaparecer

Que a indústria automobilística mundial terá de se reinventar nas próximas duas décadas ninguém mais duvida. Alguns especialistas acreditam em prazo ainda mais curto – talvez 10 anos – para mudanças profundas em direção à mobilidade diversificada e onipresente. A consolidação, porém, seria gradual e irreversível porque certamente a produção tende a se acomodar não muito acima de 120 milhões de veículos/ano (hoje em torno de 85 milhões).

Continuar lendo

Nissan Kicks brasileiro chega com potencial de emplacar de vez

Nissan Kicks 2018 Brasil

Nissan Kicks 2018 agora é fabricado no Brasil

Nissan Kicks brasileiro: sem limites mensais e com potencial para emplacar de vez. É assim que vejo a tão esperada (e, de certo ponto, até demorada, mas compreensível) nacionalização do SUV lançado oficialmente em agosto do ano passado. Antes importado do México em duas versões, o Kicks será vendido agora nos acabamentos S, SV e SL – além do aguardadíssimo modelo modelo voltado para pessoas com deficiência (PcD) e taxistas.

Continuar lendo

Alta Roda – Alternativas de mobilidade automotiva

waze app

Waze

Mobilidade automotiva: a tendência dos motoristas brasileiros de utilizar novas tecnologias que facilitem sua vida no trânsito pesado do dia a dia fica amplamente demonstrada pela rápida aceitação dos sistemas de navegação por GPS. Era um acessório relativamente caro no começo, mas a introdução nos telefones inteligentes impulsionou sua utilização. Hoje, os chamados navegadores portáteis caíram em desuso.

Continuar lendo

Alta Roda – Sensacionalismo barato nos testes de segurança da Latin NCAP?

Crash teste da Latin NCAP com uma picape

Ford Ranger no crash teste da Latin NCAP

Fica difícil de acreditar que o Latin NCAP continue a ignorar a diferença entre apontar falhas de segurança em testes de colisões e lançar confusão e dúvida em razão de protocolos de testes malfeitos. O objetivo da organização parece ser o confronto, em busca de fama, sem construir base propositiva adequada à realidade da região.

Continuar lendo