Peugeot lança 307 2.0 Flex e dá um “tapa no bumbum” do Sedan

Peugeot-307-Sedan-Brasil-flex-visual-traseira
Peugeot/Divulgação

Depois do Golf, agora foi a vez do Peugeot 307 ganhar motor 2.0 bicombustível. Além disso, o 307 Sedan, que sempre teve a traseira como seu ponto mais criticado, ganhou um tapa do “bumbum” – no visual da traseira.

Analisando a foto, o modelo tem lanternas com nova lente, logotipo em nova posição e uma barra cromada da placa com o nome da marca. Melhorou um pouco, mas ainda está longe de ser um carro harmônico. Já o motor 2.0 16V bicombustível desenvolve 151 cv de potência e 22 mkgf de torque com álcool e 143 cv e 20 mkgf com gasolina. É o carro flex mais potente do Brasil, superando até o futuro finado Chevrolet Vectra Elite 2.4 Flexpower. Segundo a marca, a elevação da taxa de compressão do motor foi a principal causa para o ganho de força. O 307 SW, importando da França, continua com a motorização à gasolina.

O 307 Sedan será vendido nas versões Presence e Presence Pack, ambas 1.6 16V flex (110 cv / 113 cv), e a topo de linha Feline 2.0Flex. Todas trazem de série airbag duplo, ar-condicionado,freios ABS com disco nas quatro rodas, banco do motorista com regulagem de altura, coluna de direção ajustável em profundidade e altura, computador de bordo, retrovisores elétricos,vidros elétricos e rodas de aço de 15 polegadas com calotas.

A Presence 1.6 tem preço sugerido de R$ 52.900. Por R$ 57.900, você leva a Presence Pack, que vem equipada ainda com faróis de neblina dianteiros, aparelho de som com leitor de CD e arquivos em MP3 e comandos na coluna de direção, rodas de liga leve de 16 polegada,frisos de proteção lateral, dianteiro e traseiro na cor do veículo e grade com acabamento cromado.

A topo-de-linha, Feline, que pode ser encontrada por R$ 69.900, sai da fábrica com câmbio automático sequencial de quatro velocidades, retrovisor interno eletrocromático, acendimento automático dos faróis (sensorcrepuscular), ar-condicionado automático digital de duas zonas, conexão Bluetooth para aparelho celular, sensor de chuva, piloto automático,retrovisores externos com rebatimento elétrico, teto-solar elétrico com fechamento automático na chave e volante e bancos com revestimento em couro, além do propulsor 2.0 flex.

O próximo a ganhar motor 2.0 16V flex é o Citroën C4 Pallas. Vamos ver se as mudanças no motor e, principalmente, na traseira vão dar um gás nas vendas do 307 Sedan. O hatch sempre foi mais bem aceito que seu irmão sedã.

O que você achou das mudanças?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *