Volkswagen: Novo Gol mais caro que o Fox?

O Invertia (dica do internauta Rock) publicou uma notícia interessante hoje. O novo Gol, previsto para chegar ao mercado nacional em julho, pode custar mais caro que o Fox.

Segundo Olivier Girard, sócio-diretor da Trevisan Consultoria, o “modelo raposa” poderia virar o veículo de entrada da Volkswagen, o que deixaria o Gol mais próximo do Polo. Na entrevista, Girard afirma: “(A diferença vai ser) muito mais de design, de estética, do que demudanças tecnológicas. Ele não vai mudar de padrão. A tendência é o Gol superar o Fox básico em preço. Das duas uma: ou a Volkswagen desiste de vender esse Fox básico ou ele se torna o modelo de entrada da montadora. Eu acredito que ela deve continuar com o Fox e deixar o Gol um pouco mais caro, como um segundo modelo”.

Eu já acredito no oposto. Acho que a Volks vai manter o Gol G4 como carro básico de toda linha, vai tirar o Fox de entrada do mercado e deixará uma versão do novo Gol mais barata que o Fox, entre a “raposa” e o atual Gol G4. Não sei se a VW arriscaria aumentar o preço do veículo mais vendido de sua história, deixando a cargo do Fox, um carro que não me agrada, a função de ser o carro de entrada da marca.

Entretanto, segundo algumas fontes que já viram o novo Gol, o carro ficou melhor que o esperado. Visual é um “item” subjetivo, mas parece que ele superou as expectativas em todos os sentidos! Mas uma vez digo que não vou opinar sobre o carro agora. Mas, segundo uma das fontes, ao vivo, o novo Gol está espaçoso, com melhor acabamento – isso é fácil para quase qualquer carro contra o Gol atual, que é apertado e mal acabado – e com design que mistura harmonia e esportividade. Além disso, dizem que o carro pode ter alguns mimos em todas as versões, como freios ABS (não acredito).

O novo Gol deve chegar ao mercado com duas opções de motor: 1.0 VHT, que desenvolve 72 cv (g) e 76 cv (a) de potência a 5.250 rpm, e 9,7 mkgf (g) e 10,6 mkgf (a) a 3.850 rpm; e o 1.6 VHT, que tem 101 cv (g) e 104 cv(a) a 5.250 rpm e 15,4 mkgf (g) e 15,6 mkgf (a) a 2.500 rpm. Já o inédito 1.4 Total Flex deve ficar para depois, provavelmente em 2009 (ou talvez nunca saia do papel). Para o Salão do Automóvel, em outubro, a Volkswagen deve (re)apresentar o Voyage, sedã derivado do novo Gol.

Fotos: Reprodução da edição de junho de 2008 da Quatro Rodas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *