Fiat Palio 2009 sem surpresas

A Fiat anunciou hoje a linha 2009 do Palio. Muitos esperavam que o carro viesse com alterações mais significativas, visando abafar e combater o lançamento do novo Gol. Embora a estratégia da montadora italiana tenha sido interessante, acrescentando direção hidráulica como item de série para as versões ELX e mantendo o preço de todas os modelos, fico com a impressão que faltou um “algo mais” para combater o novo Volkswagen.

A Fiat tinha tudo para contra-atacar com mais força. Ela aguardou a chegada do novo Gol, provavelmente já tem algumas unidades do Volks em Betim para testes; já conhece todos os detalhes de acabamento, equipamentos e comportamento; mas nem por isso alterou o Palio de maneira mais radical. Talvez os italianos tenham ouvido as críticas dos consumidores sobre o fato da montadora mudar os carros rápido demais; talvez eles tenham ficado com medo de “queimar o filme”; talvez eles mudem o Palio para a linha 2010 já no início de 2009. São muitas possibilidades. Entre elas, fico com a última. Segundonúmeros divulgados Quarto Rodas, de janeiro a maior de 2008, o Palio Fire (carroceria antiga) éresposnável por 69% do mix de vendas, seguido pelo ELX 1.4 com 18%, ELX1.0 com 11% e 1.8R com 2%.

O mais interessante é que o lançamento da Strada pode revelar algumas tendências futuras da Fiat. Uma delas seria adotar a frente do Siena/Palio Weekend em todos os modelos, menos nas versões Fire, que ficariam com a dianteira do atual Palio. Neste caso, segundo o grande Marlos Ney Vidal, o Palio também teria a nova dianteira, deixando a frente atual do G4 também somente para a linha Fire.

Voltando ao Palio 2009, esse “algo mais” que eu citei acima poderia ser, por exemplo, alguns cavalos a mais para os motores Fire Flex 1.0 e 1.4. Eles continuam com os mesmos 65/66 cv e 80/81 cv, respectivamente. O propulsor 1.0 do Siena ELX desenvolve 73 cv com gasolina e 76 cv com álcool. Já o 1.4, que fez a sua estréia no Punto e que também equipa o Palio Weekend (e erroneamente não equipa o Idea), gera 85 cv (g) e 86 (a). Com as mototorizações VHT Total Flex, o novo Gol tem 72/76 cv (1.0) e 101/104 cv (1.6).

De qualquer forma, acho que a Fiat não queimou o seu cartucho mais importante agora. Mexer no Palio requer muito cuidado e calma. Em 2009, ela vai combater o novo Gol e chamar a atenção de outras formas, como o Stilo Dualogic; novos Siena, Strada e Weekend; toda família Adventure com bloqueio eletrônico de diferencial Locker; e, principalmente, com o sedã Linea, previsto para setembro. Isso sem falar nos possíveis lançamentos do 500 e da versão turbo do Punto.

Fotos: Fiat/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *