O dia a dia do mercado brasileiro de carros

No último sábado (13/09), separei boa parte do dia para olhar carros novos. Fui a várias concessionárias, olhei anúncios de jornal e conversei com muitas pessoas. Por causa disso, resolvi fazer um balanço dos “eventos e leituras” do dia.
CrossFox: Caro e com suspensão elevada de série!

A Volkswagen, em um anúncio de jornal conjunto entre seis concessionárias, vende o CrossFox por “APENAS” R$ 48.690, com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, novas rodas e o mais “atraente”: suspensão elevada!

Agora, o melhor da Volks está “guardado” para o anúncio do Fox 1.0 2009, por “baratos” R$ 29.690. Entre os equipamentos publicados no jornal, o carro já tem, de série, supercalotas, relógio digital e, o mais sensacional: instrumento combinado com iluminação por leds! Fiquei tão atraído por esta fantástica lista que resolvi comprar não apenas um Fox 1.0, mas uns três Fox! Assim fico com dois de reserva…

Já a Chevrolet está comemorando seu aniversário com um ótimo equipamento para o Celta (série MG). Uma concessionária publicou que o compacto tem, de série, encosto de cabeça nos bancos traseiros e DIANTEIROS! É muita cara de pau colocar no anúncio que o carro tem, como item de série, encostos de cabeça dianteiros. Ao invés disso, a montadora deveria investir em segurança e colocar, em todos os seus modelos, encosto de cabeça (ajustáveis em altura, no cado do Celta) e cinto de três pontos para todos os ocupantes!

Não fui a nenhuma revenda da Fiat, mas entrei no site para montar alguns carros. De uma maneira geral, os modelos têm preços iniciais interessantes. Mas, basta equipá-los com ar-condicionado, por exemplo, que o valor sobe, pelo menos, mais R$ 4.000. Adeus boa relação custo/benefício…

Algumas revendas da Ford adotam um estilo de anúncio no jornal que leva o consumidor a achar que o preço dos carros 0 km está mais baixo. Em letras “normais”, o novo Ka 1.0 parece custar R$ 23.990 e o Fiesta hatch 1.0, R$ 25.790. Porém, nas letras miúdas logo acima do valor do carro, temos o seguinte texto: “Entrada R$ 2.200”. Ou seja, o Ka custa 26.190, e o Fiesta, 27.990.

Honda Civic terá essa dianteira provavelmente a partir de dezembro

Quando visitei a concessionária da Honda, notei um ponto que, até pouco tempo atrás, não era muito comum. O Civic está com bônus (R$ 2.000) e com mais alguns “extras”, como IPVA 2008 e emplacamento pagos e bancos revestidos em couro grátis. Será que a Honda está com medo da Toyota, já que o Corolla vendeu mais que o Civic em agosto? Ou será que ela quer “desovar” a atual linha para a chegada do Civic reestilizado (igual ao norte-americano) que, segundo um concessionário, pode acontecer em dezembro?

Finalizando o post, estive em algumas concessionárias da Renault olhando um Sandero para um amigo. Na primeira, depois de muito negociar, conseguimos um Sandero 1.6 8V Expression por R$ 41.000, com airbag duplo. Mas não fiquei satisfeito com esse valor (achei muito alto para um carro que oferecia pouco). Continuei conversando e consegui o mesmo carro, na versão Privilege (a topo de linha), também com airbag duplo, por R$ 42.000 (preço de tabela: R$ 45.070) – conjunto bem mais interessante. Praticamente fechamos o negócio, mas resolvemos visitar outras concessionárias da marca, como “manda a cartilha de um comprador”.

Valence: concessionária não mantem preço previamente combinado do Sandero. Uma vergonha!

Não conseguimos nada na segunda. Na terceira, eles apenas igualaram o preço. Por questões de respeito a quem nos fez o melhor preço primeiro, voltamos à primeira concessionária para fechar o negócio. Porém, para a nossa surpresa, a atendente nos disse que não poderia mais fazer o preço de R$ 42.000 para o Sandero 1.6 8V Privilege com airbag duplo! O preço seria R$ 43.000!! Na mesma hora indaguei: “mas, duas horas atrás, você nos disse que o preço era de R$ 42.000!?!”. Ela disse sim, mas que assim mesmo não poderia manter o preço – mesmo depois de conversar com o gerente. Na mesma hora levantamos e, antes de ir embora, eu disse: “Vocês perderam uma venda certa”.

Voltamos na outra concessionária e compramos o carro por R$ 42.000. Então, se você for a Renault Valence, em Belo Horizonte, tome cuidado: eles não costumam cumprir os preços que eles mesmo ofertam. Lamentável.

Fotos: Volkswagen/Divulgação, Honda/Divulgação e Renault/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *