Carro conceito é bom, mas é pouco

De uma maneira geral, gostei do Salão do Automóvel de São Paulo. Mas acho que ficou faltando AQUELA atração; aquele carro que você olhasse e ficasse a pensar horas sobre ele. Vou dar três exemplos: Ferrari Enzo, Lamborghini Reventon ou Lamborghini Estoque. Foi muito legal ver o Pagani Zonda, Chevrolet Camaro (um dos carros mais bonitos da atualidade na minha opinião), Ford Mustang Shelby, Lamborghinis Gallardo e Murciélago, Lotus Elise, Ferraris 430 e 599 e os Maseratis MC12, GranTurismo e o Quattroporte (o carro dos “meus sonhos”). Mas nenhum deles era realmente uma novidade.

Maserati Quattroporte – O CARRO (crédito: Maserati/Divulgação)

Talvez algumas pessoas pensem que eu estou reclamando de barriga cheia. Mas não é bem assim. Como amante de carros, quero sempre ver mais modelos; carros diferentes; inéditos; superesportivos, etc. Os conceitos são boas atrações, mas, na maioria dos casos, eles não se sustentam como a estrela de um estande. É sempre bom ter outros modelos para compor um conjunto atrativo. Vejam dois exemplos práticos (Renault e Volks).

A Volkswagen tem um estande grande e diversificado. Além do conceito SpaceUP!, os visitantes podem ver carros que estão chegando ao Brasil, como o Tiguan, o Passat CC e o EOS. Além disso, novas versões foram mostradas, como o Polo Bluemotion, que chega ainda em 2008, e Gol e Fox Bluemotion (previstos para 2009). Nas versões Bluemotion, os modelos receberam “alterações mecânicas e eletrônicas para diminuir os índices de consumo, como um novo escalonamento de marchas e a reprogramação do gerenciamento da injeção eletrônica” – texto do Daniel Camargos, do jornal Estado de Minas. Os carros receberam pequenas alterações estéticas e têm pneus mais finos.

Conceito é legal, mas não é tudo

Já a Renault tem um dos estande mais fracos do evento. As mulheres de lá são muito bonitas, como você pode ver abaixo. O conceito Sand’up é uma atração legal, assim como os pequenos carros criados pelo centro de design da marca e o bólido de Fórmula 1. Mas é só isso. Sandero e Logan Sport? São muito sem graça; Megane Extreme? Nada de mais…

A Fiat tem o FCCII, mas trouxe também o 500, Punto T-Jet, Punto Hot Wheels, Stilo Blackmotion e Linea Monte Bianco. Todos são atrações legais e interessantes. A Chevrolet mostrou dois conceitos (GPiX e Volt) e dois americanos que vieram para ver a aceitação do público brasileiro (Traverse e Malibu). Ficou faltando um modelo mais próximo da nossa realidade, como, por exemplo, o Vectra reestilizado.

Fotos: Renato Parizzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *