Chevrolet Astra: melhora bem-vinda mas chance perdida

Chevrolet lançou ontem a linha 2009 do Astra. Acho que a marca perdeu uma boa chance de mudar para melhor algumas coisas no modelo. Mas como melhorar um carro muito bom, que é líder do segmento?

Já que a GM preferiu não investir num “update” visual, ela poderia ter feito duas coisas: abaixar o preço do carro e/ou aumentar a sua lista de equipamentos de série. Ela não seguiu nenhuma das opções mas, pelo menos, manteve o valor do Astra inalterado (sugerido de R$ 45.664) e ganhou mais potência no motor, ficando também menos poluente e, teoricamente, mais econômico.

Em relação aos equipamentos, o airbag duplo poderia ser de série (e vai ser daqui a poucos anos – se o Astra durar até 2014, o que é pouco provável). Já que isso não é possível no momento, ela poderia “acabar com a farra de acessórios” das concessionárias e colocar, como item de série, faróis de neblina. Ajuste de altura dos faróis e banco traseiro bi-partido também seriam bem-vindos – realmente o alerta luminoso de troca de marchas (Upshifting Light) já vem de fábrica.

De qualquer forma, o Astra continua sendo um ótimo carro. Sei que o seu visual está ultrapassado (mas este é um item subjetivo), assim como a sua plataforma é superada. Mas o modelo tem ótimo espaço para quatro adultos, bom acabamento (que, na versão Advantage, poderia ser mais luxuoso, como na Elegance), bom espaço no porta-malas e bom desempenho (melhor que o Vectra GT, por exemplo, por causa do peso), que agora melhorou ainda mais com os 12 cv extras de potência da versão melhorada do motor 2.0 Flexpower (133 cv/ 140 cv). Resta saber se ele ficou realmente mais econômico, o que seria muito bem-vindo para o carro.

Fotos: Chevrolet/Divulgação

Comentários (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *