Fiat Linea 2010: em busca do terreno perdido (e nunca alcançado)

O Fiat Linea, embora muito bonito, ainda não caiu no gosto do brasileiro. Muitos questionam o preço; outros a mecânica; alguns dizem que ele está uma categoria abaixo de Civic e Corolla. Para tentar mudar essa situação, a montadora italiana vai lançar, muito em breve, a linha 2010 do seu sedã. Porém, todas as informações já estão disponíveis no site da marca.

O Linea agora passa a ser vendido em quatro versões: LX, HLX, Absolute – todas com motor 1.9 16V flex e opções de câmbio manual e manual automatizado Dualogic -, e T-Jet, com propulsor 1.4 16V turbo e transmissão manual. As principais novidades da linha 2010 são: o preço mais em conta; a versão de entrada LX; o antigo Linea 1.9 básico passa a se chamar HLX; e a estranha perda declarada de potência e torque do motor 1.9 16V nas versões LX e HLX.

Linea LX: menos equipado, mais fraco, com garantia menor e mais barato

A única nova versão é a LX, de entrada, que custa R$ 53.990. Em relação a HLX, ela não tem rodas de liga leve de aro 15″, sistema ABS nos freios, além de não ter apóia-braço central dianteiro com porta-objetos e volante revestido em couro com comandos do rádio. Mas o modelo sai de fábrica com ar-condicionado, direção hidráulica, airbag duplo, banco traseiro bipartido, volante com regulagem de altura e profundidade, rádio CD Player integrado ao painel com RDS e leitor de MP3, freio a disco nas quatro rodas, entre outros equipamentos. Entre os opcionais, destaque para os itens “perdidos” (rodas de liga leve e freios ABS), bancos revestidos parcialmente em couro, sistema Blue&Me NAV e o câmbio Dualogic. Com este último, o preço sobe para R$ 56.800.

Outro item que parece ter sido subtraído da versão LX é a garantia. Todos os Lineas do site da Fiat tem o selo com 3 anos de garantia (veja abaixo), menos o LX, como vocês conferem na foto acima – um print do site da montadora. Mas vamos esperar o lançamento oficial da nova linha para confirmar essa informação. Atualização: O Linea LX também tem 3 anos de garantia.

Linea HLX 2010: a mesma coisa do 2009; só muda o nome

Por mais R$ 2.560 você pode comprar o Linea HLX, que tem preço sugerido de R$ 56.550 (lembrando que os valores variam de acordo com cada região). A versão HLX nada mais é que o Linea 1.9 16V 2009, só que R$ 450 mais barato e como linha 2010. Ele continua equipado com volante revestido em couro com comandos do rádio, freios a disco nas quatro rodas com ABS, airbag duplo, rodas de liga leve de 15″, banco traseiro bipartido, volante com regulagem de altura e profundidade, rádio CD Player integrado ao painel com RDS e leitor de MP3, entre outros equipamentos, além de ter 3 anos de garantia (veja o print logo acima).

Além de mais equipado, a lista de opcionais do HLX também é mais atrativa do que a do Linea LX, com destaque para Kit High Tech (sensor de chuva, sensor crepuscular e retrovisor interno eletrocrômico), ar-condicionado digital, kit parafuso antifurto das rodas (um por roda), side bags dianteiros + window bags (inclui apoios de cabeça dianteiros com sistema anti-whiplash), sensor de estacionamento, siglas Essence nas colunas laterais traseiras (???), piloto automático e o câmbio manual automatizado Dualogic (Linea HLX Dualogic: R$ 59.350).

Linea Absolute Dualogic

A versão topo de linha (mas não esportiva) continua sendo a Absolute, que tem preço sugerido de R$ 64.850, já equipada com todos os itens da HLX, mais câmbio Dualogic, ar-condicionado automático digital, bancos revestidos parcialmente em couro, sistema Blue&Me, cortina pára-sol no vidro traseiro e rodas em liga leve 6.5 x 16 + pneus 205/55 R16 (inclusive o estepe). Entre os opcionais, vale citar Blue&MeTM Nav, Kit High Tech (sensor de chuva, sensor crepuscular e retrovisor interno eletrocrômico), kit parafuso antifurto das rodas (um por roda), side bags dianteiros + window bags (inclui apoios de cabeça dianteiros com sistema anti-whiplash), som Hi-fi com subwoofer e rodas em liga leve 6.5 x 17 + pneus 205/50 R17 (inclusive o estepe).

Linet T-Jet

Na linha 2010, a versão esportiva T-Jet tem uma boa novidade: o preço, cerca de R$ 5.000 mais barato que o 2009. O Linea turbo pode agora ser encontrado por R$ 68.450 com praticamente todos os equipamentos da versão Absolute, com pequenas diferenças: o T-Jet tem spoiler na tampa traseira, câmbio manual, rodas em liga leve 6.5 x 17 + pneus 205/50 R17 (inclusive o estepe) com acabamento esportivo e bancos revestidos em microfibra + tear (revestimento parcial em couro é opcional).

Mistério debaixo do capô
Outra “novidade” no mínimo curiosa do Linea é a perda de potência e torque do motor 1.9 16V flex nas versões LX e HLX. A Absolute continua com os mesmos 130 cv e 18,1 mkgf  com gasolina e 132 cv e 18,6 mkgf com álcool. Já a HLX tem a mesma potência do Absolute, mas com menos torque: 18 mkgf (G) e 18,6 mkgf (A). A nova versão de entrada, LX, tem 127 cv de potência com álcool e gasolina e o mesmo valor de torque do sedã HLX. Vale citar que todos os números de torque e potência são alcançados com a mesma rotação do motor: 4.500 rpm e 5.750 rpm, respectivamente.

Aposto que a intenção da Fiat é “agregar ainda mais valor” às versões com o aumento de potência e torque. Se você quer a LX, ela tem 127 cv de potência. Se quiser a HLX, além dos equipamentos extras, o carro tem mais força. Se quiser o topo de linha, Absolute, saiba que ele tem mais torque que a verão HLX. Por mim tudo deveria ficar como estava antes: 130 cv e 18,1 mkgf  com gasolina e 132 cv e 18,6 mkgf com álcool para todo mundo.

Linea LX: R$ 53.990
Linea LX Dualogic: R$ 56.800
Linea HLX: R$ 56.550
Linea HLX Dualogic: R$ 59.350
Linea Absolute Dualogic: R$ 64.850
Linea T-Jet: R$ 68.850

Depois de ver os conteúdos, as diferenças e os preços, pergunto: será que o Linea agora é páreo para o Civic? Será que o Linea vai vender mais? Só o tempo vai dizer as respostas, mas acho que o Linea vai ficar um pouco mais popular nas ruas, especialmente por causa da versão LX, que, no mínimo, será uma atração e tanto para os taxistas.

Atualização (10/05/09) – Confirmado pela Fiat
A redução de potência deve mesmo ter acontecido para atingir um público mais específico: os portadores de necessidades especiais. “O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é instituído de acordo com cada Estado. Quando destinado ao uso exclusivo do portador de deficiência física, impossibilitado de utilizar veículo comum, é aplicado em veículos nacionais ou importados, com até 127 cv, nos termos estabelecidos na legislação estadual”, ou seja, neste caso, até 127 cv de potência o ICMS está suspenso.

Atualização (12/05/09)
A Fiat lançou hoje, oficialmente, o Linea 2010. Apenas para confirmar: todas as versões têm três anos de garantia e a LX tem 127 cv de potência para competir no segmento de veículos voltados para os portadores de necessidades especiais.

Fotos: Reprodução do site da Fiat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *