Honda City já em julho?

Finalmente estou conseguindo blogar de novo! Já estava sentindo muita falta! Estou bastante ocupado com o Vrum e fazendo algumas matérias extras, como a de capa do caderno de Informática do Estado de Minas desta quinta (11/06). Mas vamos logo falar de carros!

A revista Quatro Rodas de junho veio repleta de segredos, e três deles me chamaram bastante a atenção. O primeiro, como está no título do post, fala que o Honda City será lançado no dia 17 de julho. No final de 2008 recebi a mesma informação de uma fonte da Honda, que só não me disse o dia.

Porém, essa mesma fonte me confirmou, recentemente, que o City será feito aqui e não mais na Argentina (pelo menos por agora), como a revista Auto Esporte também divulgou. Ela disse também que o sedã estaria previsto para chegar no segundo semestre de 2009. Então pensei em várias coisas: julho já é segundo semestre; a Honda pode ter mudado os planos entre a minha conversa com a fonte e a publicação da matéria; as fontes podem estar erradas; o carro vai mesmo chegar em julho. Em menos de 30 dias teremos a resposta definitiva.

Fotos acima: Honda/Divulgação

A verdade é que o sedã derivado do Fit está praticamente pronto, rodando em testes avançados, já que seu visual não vai mudar e sua motorização está pronta: 1.5 16V flex, que desenvolve 115 cv de potência com gasolina e 116 cv com álcool.

Segundo a publicação da Abril, o City custará entre R$ 58.000 e R$ 62.000 com motor 1.5, o único disponível no lançamento. Ele está disponível com câmbio manual e automático, sem paddle-shift, que fica apenas para Civic (e o Fit EXL). Versões mais simples, com a motorização 1.4 flex, também estão nos planos para o futuro, com preços um pouco acima de R$ 50.000.

Reprodução da internet/quatrorodas.com.br – 10/6/09

Nova raposa
O outro segredo que me chamou a atenção é a foto de capa da Quatro Rodas, que vocês conferem acima, mostrando o novo Fox. Finalmente o Fox vai ganhar uma identidade própria e deixar de ficar no meio do caminho. É como eu já disse: o Fox nasceu para ser o Gol, querendo ser o Polo, e acabou não sendo coisa nenhuma. Pelo visto ele vai ficar com o visual mais bonito, agressivo e robusto, além de ganhar melhorias de acabamento, dando adeus ao ridículo painel de instrumentos. Agora sim ele vai poder ser chamado de Volkswagen (vide Golf e Polo, principalmente). O Fox “de verdade” está previsto para ser lançado já em julho.

Debaixo do capô italiano
O terceiro e último ponto que foi publicado diz respeito aos motores Fiat. A revista afirma que o lançamento do Bravo vai esperar os propulsores da Tritec ficarem prontos, uma vez que as vendas do Linea não decolaram. Aí vem a informação que quero comentar, copiada exatamente da página 54 da Quatro Rodas de junho, sobre os motores da Tritec: “Além das versões 1.6 e 1.8, a Fiat desenvolve um 1.6 turbo para substituir o 1.4 turbo importado de Punto e Linea. Será o primeiro motor turbo e flex de série do mundo”.

Será que a Fiat já está pensando em substituir uma motorização que nem completou um ano de Brasil? Fica a impressão que o motor 1.4 turbo está apresentando problemas. Também parece que as vendas da linha T-Jet está em alta e a demanda pelo propulsor está enorme, justificando sua produção local. Mais uma vez prefiro não chegar a conclusões e prefiro esperar um pouco mais para ver o que acontece.

Só um último comentário. Uma fonte da Honda me contou que o CR-V pode receber mudanças num futuro não muito distante – ainda em 2009. O modelo receberia um pequeno face-lift, entre outras coisas. O assunto já está sendo trabalhado e discutido dentro da fábrica brasileira e de outras partes do mundo. Assim que eu souber de mais informações, vou postar aqui no De 0 a 100 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *