Cruze hatch e as futuras apostas da Chevrolet

Quando vi o Cruze pela primeira vez, pensei que, finalmente, a GM teria um produto de ponta para brigar novamente, em pé de igualdade, com os sedãs médios no Brasil, já que o Vectra está um passo atrás. Obviamente, temos que esperar a chegada do novo sedã da Chevrolet ao nosso mercado para ver o que vai acontecer.

Mas, nos últimos dias, comecei a ler e a acompanhar notícias e informações sobre a versão hatch do Cruze que, se chegar com o visual bem próximo ao das projeções do post, tem tudo para ocupar um lugar na minha garagem um dia (para quem não sabe, sou fã de hatches médios) – e de milhares de outros brasileiros. Seria a aposta ideal da Chevrolet para enfrentar os adversários mais fortes do segmento. Por mais que o veterano e bom Astra seja o líder da categoria, ele já está ultrapassado para concorrer com o Hyundai i30 (em breve vou fazer um post polêmico sobre ele), com o Ford Focus e com os futuros Fiat Bravo, Peugeot 308 e Volkswagen Golf VI (que pode ser anunciado quase oficialmente no próximo dia 26, para chegar em 2012). E o Vectra GT também já não tem muito fôlego para “combater os inimigos” diretos.

Então, o Cruze hatch mataria o Vectra GT. Isso porque o Corsa europeu, que já foi flagrado em testes no Brasil, ficaria no lugar do Astra – de acordo com o blog do meu amigo e caça-segredos Marlos Ney Vidal. Já imaginaram a nova geração da Chevrolet no mercado?

A linha teria o Spark no lugar do Celta; o Agile; uma nova picape compacta (para o lugar da Montana); o Corsa europeu no lugar do Astra (não sei com qual nome – mais provável seria Astra), o Cruze no lugar do Vectra; o Cruze hatch no lugar do Vectra GT; um jipinho derivado do Agile, para brigar com o EcoSport; a (totalmente) nova S10, além de outras possibilidades, como o “sedanzão” Malibu. Seria bom também que a nova linha viesse acompanhada de novos motores, mais modernos, com melhor desempenho, boa média de consumo e menos poluentes.

Uma ideia poderia ser equipar o Cruze e o Cruze hatch com o propulsor 2.4 Ecotec, de 171 cv de potência e 22,2 mkgf de torque. No Captiva, o propulsor não “anda tanto e bem muito”. Mas levar um carro de 1.678 kg (vazio) não é fácil. Num veículo com, pelo menos, 300 kg menos, a diferença seria muito grande. Vamos esperar para ver.

Como o novo Astra europeu é um sonho muito distante, pensar no Corsa europeu como Astra e no Cruze hatch como Vectra GT parece mais aceitável.

Comentários (15)

  1. Tô postando o comentário da faculdade, por isso serei breve. O Cruze é muito bonito e torço para que ele seja um carro bom, pois o Astra fez história no segmento. Renato, à noite, quando chegar em casa, eu gostaria de te fazer uma pergunta (pelo espaço dos comentários mesmo) sobre o preço do atual Astra. Um abraço!

  2. Bobagem. Vai chegar aqui pelado, com o motor beberrão “Monza Evolution” e com “aquele” preço que só as montadoras nacionais conseguem oferecer.
    Meu otimismo com super lançamentos tende a zero, a menos que venham da Kia, Hyundai ou outra empresa emergente. Essas sim são ousadas.

  3. Se vier do jeito que está na foto ai sim vai incomodar ( e o Cerato que nem cosquinhas fez nos outros)e muito, tá na hora da jurássica impactar com um lançamento neste modelo no Brasil, e aposentar o Vectra de vez por todas.

  4. REALMENTE MUITO BONITO,CASO LANÇE O CRUZE ACHO QUE QUEM SAI DE LINHA PRIMEIRO NA GM É O CORSA, ENQUANTO VENDER BEM TODOS VÃO SE CANIBALIZANDO,O QUE CAIR MUITO NAS VENDAS……

    Marcus Quintanilha

  5. Espero que a GM surpreenda, e tenha coragem de lançar novidades no nosso mercado. Poucas tem coragem de lançar carros novos aqui. Mais se o velho e Bizarro vende bem, pra que lançar algo novo!? Como diz o ditado, ” Não se mexe em time que está ganhando!
    Esqueça as 4 grandes montadoras, mude, diversifique, existe muita vida alem das 4 grandes! Pode apostar!!!

  6. Seria muito bom hein Parizzi?
    Bom pra todos!
    Gostei muito do visual do carro principalmente a dianteira! A traseira vou ter que acostumar mais um pouco….hehe

    Ah, e esse carro é quase um cupê né? rs

    Agora me explica essa info aí do dia 26 (GOLF 6 meu Deussss!) hehehe

    Abraço!

  7. Uma pena não se chamar Astra, mas de qualquer forma se vier, será meu preferido na escolha de um hatch médio. E o Vectra GT nessa história? Acho que o sensato seria passar o nome Astra para o Vectra GT em vez de fazer um Corsa(que achei feio) com nome de Astra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *