Futuro Toyota nacional pode custar menos de R$ 30 mil

Por essa, pouca gente esperava, nem as marcas concorrentes, especialmente a Honda. Que a Toyota está construindo uma fábrica em Sorocaba (SP) para lançar um veículo menor e mais em conta no Brasil em 2011, isso já sabemos. Mas, segundo o jornal Valor Econômico, o novo modelo pode ser mais barato do que muita gente imaginava: menos de R$ 30.000.

Considero esse valor bastante otimista e animador. Mas, depois dos salgados valores do City e do New Fit, só vou acreditar mesmo quando o preço for anunciado oficialmente. Vale citar um trecho da reportagem do VE: “Segundo fontes que participaram dos últimos projetos da Toyota, as equipes de engenharia tiveram muita dificuldade para conceber um carro que fosse barato e que, ao mesmo tempo, atendesse aos reconhecidos padrões de qualidade japoneses.”

De qualquer forma, fica clara a intenção da Toyota de querer crescer de forma agressiva no Brasil. Para se manter a maior do mundo, a marca precisa ter uma presença mais marcante nos grandes mercados emergentes, como o nosso, da Índia e da China. Falando na Índia, a marca japonesa também está construindo uma planta por lá, nos mesmos moldes da fábrica brasileira, com o mesmo objetivo: lançar um veículo compacto (o mesmo que será vendido no Brasil) para ganhar mercado.

Sobre o automóvel em questão, ainda não foi confirmado qual será o modelo. Algumas pessoas dizem que será um carro inédito. Outras falam que ele será um primo (pobre) do Yaris (foto acima), já avaliado pelo De 0 a 100 na versão sedã. É esperar para ver…

Comentários (13)

  1. Que venha mais um verdadeiro automóvel porém com este preço só acredito vendo, a Volks é o maior produtor mundial de veículos, Toyota é lider mundial vendas.

  2. Bem, se pelo menos existe a intenção de fazer um carro de qualidade mais barato, já é um ganho para consumidor. Vamos esperar pra ver. Torço por isso, afinal todas as montadoras terão que correr atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *