Chery vem com tudo com o Cielo a R$ 41.900

A marca chinesa Chery anunciou os preços das versões hatch e sedã do seu mais novo lançamento, o Cielo, que começa a ser vendido em breve. Ambos custarão o mesmo valor: R$ 41.900. E, como de costume, os modelos virão com uma boa lista de equipamentos de série.

É sempre assim para os chineses: oferecer mais por menos. O Cielo vem equipado com direção hidráulica, ar-condicionado, rodas de liga leve de 16 polegadas (205/55 R16), rádio CD Player com reprodução de arquivos em MP3 e entrada auxiliar USB, sensor de estacionamento traseiro, airbag duplo e freios com sistema ABS.

Debaixo do capô está o motor 1.6 16V a gasolina que desenvolve 119 cv de potência a 6.150 rpm e 14,98 mkgf de torque entre 4.300 rpm a 4.500 rpm. O modelo conta com um câmbio manual de cinco marchas e freio a disco nas quatro rodas. Toda linha do novo Chery possui três anos de garantia.

Segundo o site da Chery do Brasil, as versões hatch e Sedan do Cielo têm o mesmo peso, 1.375 kg, e praticamente as mesmas dimensões, respectivamente: 4,280 m e 4,285m de comprimento; 1,792m e 1,794m de largura; 1,467m e 1,464m de altura; e 2,55m de entre-eixos (ambos). O tanque é igual para os dois, 57 litros, mas o sedã tem porta-malas maior: 395 l, contra 337 l.

Porém, de acordo com o site da Chery internacional, o peso e o comprimento são diferentes, o que faz mais sentido. As medições de largura e altura são as mesmas. Mas, enquanto o Cielo hatch pesa 1.350 kg e mede 4,28 m de comprimento, o Cielo Sedan pesa 1.395 kg e mede 4,352m de comprimento.

Em termos visuais, o Cielo agrada bem mais que o jipinho Tiggo. Enquanto a dianteira tem linhas atuais, com faróis de dupla parábola, a traseira é diferente dependendo da carroceria. Na hatch, os faróis lembram gotas e invadem a lateral. Outro detalhe que chama a atenção é o vidro traseiro, aparentemente muito pequeno. Encerrando o hatch, a parte de trás da sua lateral lembra, um pouco, a do velho Mégane hatch vendido no Brasil. Já o sedã tem a parte traseira bem chinesa, com lanternas maiores e tampa do porta-malas volumosa.

Então, quando chegar às concessionárias da Chery, o Cielo oferecerá tamanho e equipamentos de hatches médios com preços de compacto premium. Diferente do Tiggo, o carro com o nome brasileiro em homenagem ao nadador campeão Olímpico César Cielo tem mais chances de dar certo.

Texto que escrevi para o Jalopnik Brasil.

Fotos: Chery/Divulgação (fotos atualizadas em outubro de 2012)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *