Finalmente Fiat Bravo é lançado no Brasil

Depois de uma longa espera, finalmente a Fiat está lançando no Brasil o seu novo e super aguardado hatch médio, o Bravo. O modelo chega para ser o que o seu antecessor, Stilo, nunca conseguiu ser: um sucesso de vendas. Qualidades para isso o novo modelo tem.

Seu visual será o principal argumento de vendas. O carro é realmente muito bonito, não importando o ângulo que se olha ou tira foto. Ele deve causar algumas dores nos pescoço durante seus primeiros seis meses no mercado nacional.

Para conquistar o público a partir de 1º de dezembro, o Bravo será vendido com duas opções de motor: o nacional 1.8 16V E.torQ, com câmbio mecânico ou Dualogic, e o importado 1.4 T-Jet, com câmbio de 6 marchas. Ao todo são três versões de acabamento: Essence (R$ 55.200 manual e R$ 57.800 Dualogic), Absolute (R$ 62.250 manual e R$ 65.200 Dualogic) e T-Jet (R$ 67.700, a partir de março de 2011).

O preços são competitivos para o segmento, embora eles pudessem ser ligeiramente mais baixos. Pelo menos a versão Essence, a de entrada, poderia já vir equipada de série com sistema ABS de freios, assim como acontece na Absolute e na T-Jet.

Segundo informações da Fiat, mesmo com variações de peso, o Bravo tem o mesmo desempenho e média de consumo, nas versões equipadas com a motorização 1.8 16V E.TorQ:

. Velocidade máxima: 191 km/h (gasolina) / 193 km/h (etanol) // 206 km/h (gasolina – T-Jet)
. De 0 a 100 km/h: 10,3 s (gasolina) / 9,9 s (etanol) // 8,7 s (gasolina – T-Jet)
. Consumo na estrada: 16,1 km/l (gasolina) / 11,2 km/l (etanol)
. Consumo na cidade: 11,3 km/l (gasolina) / 7,9 km/l (etanol)

O Bravo pesa gordos 1.340 kg (Essence – manual), 1.345 kg (Essence – Dualogic), 1.355 kg (Absolute – manual), 1.360 kg (Absolute – Dualogic) e 1.370 kg (T-Jet). Acho bem complicado conseguir a média de consumo acima. Mas vamos esperar as análises da imprensa especializada e, principalmente, dos consumidores. O tanque de combustível tem capacidade para 58 litros.

Novidades “tecnológicas”

Como de costume, a Fiat inovou bastante em algumas características e equipamentos do Bravo, o que deve agradar muita gente. Por outro lado, muitos outros vão ficar com o pé atrás na hora de investir no veículo italiano.

Entre os destaque mais comuns, vale citar direção elétrica Dual Drive, sistema ABS de freios com EPS, Blue&Me, Blue&Me NAV, faróis de Xenon, sensor de estacionamento dianteiro, ar condicionado digital Dual Temp e espelhos retrovisores externos rebatíveis.

Veja a lista das novidades que devem agradar, com explicações da própria Fiat.

. Rádio NAV. A grande novidade na gama Fiat, o sistema agrega rádio RDS (Radio Data System), MP3, CD player, funções de trip computer e sistema de navegação por satélite (GPS). A interface do dispositivo é uma tela de cristal líquido de 6,5 polegadas, 256 cores e resolução de 400 x 240 pixels.

O GPS orienta o motorista por meio de instruções sonoras e visuais, e a posição do veículo está sempre atualizada por satélite. As principais informações e funções fornecidas pelo sistema de navegação são:

– Instruções escritas e faladas, com indicações da distância do veículo ao seu destino e a hora prevista de chegada. As instruções vocais são feitas com antecedência, para que o motorista tenha tempo de sobra para cumpri-las;
– Cartografia detalhada, representando a posição atualizada do veículo, o percurso e o destino;
– Agenda de navegação que permite a memorização dos últimos 10 destinos solicitados;
– Nome da via na qual o veículo se encontra;
– Escolha das opções de percurso de acordo com as preferências do motorista;
– Função zoom, para análise mais detalhada.

Na tela principal são exibidas diversas informações, como data e hora, informações do áudio, modalidade ativa (NAV), localização do veículo por meio de ícone e escala de visualização no mapa. Já na tela de navegação há bússola que indica a direção do carro (em graus); longitude, latitude e altitude; número de satélites disponíveis; destino, distância até ele e horário previsto de chegada (se a navegação estiver ativa); e trip computer.

. Logo Push. Com ele é possível abrir também o porta-malas pelo externo, pressionando o logotipo Fiat localizado na parte central da tampa.

. Night Design. Uma iluminação noturna nas maçanetas das portas e também no habitáculo.

. Kneebag. O Fiat Bravo  chega com duplo airbag dianteiro de série em todas as versões, e pode ser equipado ainda com mais cinco. O kneebag, pela primeira vez em um modelo nacional da Fiat, funciona para ajudar a evitar lesões nos joelhos do motorista. E mais, os sidebags (laterais dianteiros) e os windowbags (para a proteção das cabeças dos ocupantes). O modelo também traz apoios de cabeça com sistema anti-whiplash (anti-chicoteamento).

. Cornering. De série em todas as versões do Fiat Bravo, este inovador dispositivo concilia faróis de neblina com a função adaptativa de cornering. Ao entrar em uma curva bem fechada ou ao fazer uma manobra, com as luzes baixas acesas, o farol de neblina do lado correspondente à curva será automaticamente acionado. Isso auxilia a visibilidade do motorista, para que ele faça a curva com a máxima segurança. Este sistema pode ser desativado pelo My Car Fiat.

. Hill Holder. Este recurso ajuda o motorista a efetuar saídas sem trancos em aclives ou declives. Em subidas, funciona com o carro parado e o motor ligado, pedal de freio pressionado e 1ª marcha engatada. Em descidas, com a marcha-à-ré engatada. Na fase de arrancada do veículo, o dispositivo conserva a pressão de frenagem sobre as rodas dianteiras durante cerca de dois segundos, ou até que o pedal do acelerador seja pressionado.

. Sinalização frenagem de emergência. As luzes de emergência se acendem automaticamente no caso de uma frenagem brusca, avisando outros motoristas e ajudando a evitar acidentes.

. Sinalizador de mudança de faixa. Para mudar de faixa basta dar um toque na alavanca de seta na direção desejada, imediatamente as luzes indicadoras serão acionadas rapidamente por cinco vezes.

. MSR (Motor Schleppmoment Regelung). Parte integrante do ESP, este controle suplementar de segurança intervém quando a velocidade do automóvel é reduzida bruscamente em condições de baixa aderência. Nessa situação, o MSR libera, progressivamente, mais torque para o motor, evitando o travamento das rodas.

. ASR (Anti Slip Regulation). Também parte integrante do ESP, este sistema de controle da tração intervém automaticamente no caso do veículo patinar. O ASR pode ser desativado através de um botão localizado no painel.

. Safe Lock. Quando ativo, o Safe Lock impede a abertura das portas por dentro. Trata-se de um útil dispositivo de segurança que ajuda a impedir furtos de objetos no interior do veículo. A Fiat recomenda seu uso sempre que o carro for estacionado.

Ativa-se o Safe Lock pressionando-se o botão de fechar as portas no telecomando duas vezes. Para desativá-lo, basta destravar as portas no telecomando, destrancar as portas virando a chave na fechadura da porta do motorista ou dar a partida no veículo. O equipamento é de série em todas as versões do Fiat Bravo.

Agora veja a lista dos equipamentos que devem agradar, mas que podem gerar uma dor de cabeça (e vazio no bolso).

. Sensor de pressão dos pneus. O Fiat Bravo possui quatro sensores – um no aro da roda de cada pneu –, quatro antenas ligadas aos sensores e uma centralina. Os pneus são constantemente monitorados, e qualquer alteração é transmitida ao motorista por um sinal sonoro e também por intermédio de uma luz-espia dedicada. Este sensor monitora e avisa quando:

– Pneu vazio
– Pneu furado
– Pneu cheio demais
– Pressão dos pneus inadequada à velocidade

Olhando a luz, o motorista sabe qual é a anomalia e em que pneu ela aconteceu.

. Skydome. Com ampla área envidraçada, o novo teto solar Skydome do Bravo é composto de dois painéis de vidro, sendo um fixo e outro móvel. O acionamento da lâmina móvel é elétrico, por meio de um botão no teto; ela pode deslizar até a posição de “spoiler”, até o fim do curso ou até o botão ser pressionado novamente. Cada painel tem ainda uma cortina, que pode ser toda aberta ou toda fechada manualmente. Esse tipo de teto solar é exclusivo do novo Fiat Bravo no seu segmento. Não sendo caro e problemático como o Sky Window do Stilo, vai ser ótimo.

Finalizando, veja o equipamento que deve agradar profundamente aos amantes de esportivos, mas que pode fazer um buraco profundo na carteira se estragar.

. OVB. Como já era esperado, a versão esportiva do Bravo, a T-Jet, é equipada com o importado motor 1.4 turbo a gasolina que desenvolve 152 cv de potência e 21,1 kgfm de torque a 2.250 rpm. A única opção de câmbio disponível para esta versão é o manual de seis marchas.

Para aumentar a esportividade, e para ser mais um dispositivo para dar defeito e ser caro de consertar, o Bravo traz overbooster, que é acionado pela tecla OVB localizada no painel do carro. A partir da ativação desta função a curva de pedal do acelerador é comutada para uma curva mais agressiva. A abertura da borboleta então é alterada para um valor maior em uma mesma posição de pedal.

Com a tecla OVB acionada, toda vez que o motorista pisar mais de 10% do curso do pedal do acelerador, a central de injeção irá autorizar a Válvula Waste Gate a se manter mais fechada, aumentando a sobrepressão no motor de 0,9 bar para 1,3 bar. Na prática,  esse aumento de sobrepressão trará um ganho de torque na faixa de 2.000 rpm até 4.000 rpm, passando por um pico de 23,0 kgfm a 3.000 rpm. Com esta função ativada a direção elétrica fica mais firme, garantindo assim mais segurança.

Versões

Minha maior decepção com o Fiat Bravo foi o espaço interno, especialmente no banco traseiro. Quem vai na frente tem mais conforto e o motorista encontra facilmente uma ótima posição de dirigir. Mas, para quem for atrás, prepare-se para um pouco de aperto. Como referência vale lembrar do Punto, mas numa versão ampliada. Pelo menos o porta-malas tem excelente capacidade, com 400 litros de espaço.

Como dito acima, o Bravo será vendido em três versões:

– Essence 1.8 16V Flex com câmbio mecânico
– Essencec 1.8 16V Flex com câmbio Dualogic
– Absolute 1.8 16V Flex com câmbio mecânico
– Absolute  1.8 16V Flex com câmbio Dualogic
– T-Jet 1.4 16V Turbo com câmbio mecânico de 6 marchas

O motor 1.8 16V E.TorQ já não é nenhuma novidade, desenvolvendo 130 cv de potência a 5.250 rpm e 18,4 kgfm de torque com gasolina a 4.500 rpm e 132 cv e 18,9 kgfm com etanol nas mesmas rotações.

Fiat Bravo Essence

Todas as versões do Bravo trazem o ISOFIX, gancho universal para fixação de cadeira infantil, airbag duplo, ar-condicionado manual, direção elétrica com função “City”, roda em liga leve 16”, faróis de neblina com sistema cornering, freios a disco nas quatro rodas, piloto automático, rádio CD com MP3, espelhos retrovisores externos elétricos, Safe Lock, vidros elétricos dianteiros e traseiros com sistema one touch e antiesmagamento, volante com regulagem de altura e profundidade, tampa do reservatório de combustível com abertura elétrica, banco do motorista com regulagem de altura, para-sóis com espelho e iluminação, porta-luvas e porta-malas iluminados, banco traseiro bipartido 1/3 e 2/3, cinco apoios para cabeça com regulagem de altura, anteparo para motor e câmbio, ganchos para fixação de carga no porta-malas, chave com telecomando para vidros, travas e porta-malas, entre vários outros.

Fiat Bravo Essence Dualogic

Ele traz todos os equipamentos de série da versão Essence, mais câmbio Dualogic Automático.

Para ambas as versões Essence, a lista de opcionais inclui freios com ABS, ar condicionado automático Dual Temp, som Hi-Fi com subwoofer, Blue&Me ou Blue&Me NAV + volante revestido em couro com comandos do rádio, teto solar elétrico Skydome, espelho retrovisor interno eletrocrômico, sensor crepuscular, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, rebatimento elétrico dos retrovisores externos, apoia-braço dianteiro com vão refrigerado, apoia-braço traseiro, além de bancos revestidos parcialmente em couro nas cores preta ou marrom. A versão Dualogic oferece, ainda, o comando do câmbio no volante, ou borboletas.

Fiat Bravo Absolute

A versão possui os mesmos itens de série da versão Essence mais: ar condicionado automático Dual Temp, Blue&Me, ABS nos freios, Night Design, sensor traseiro de estacionamento, volante em couro com comandos do rádio, apoia-braço dianteiro com vão refrigerado, além de apóia braço central banco passageiro, rodas de liga-leve 17”, maçanetas e guarnições abaixo dos vidros cromados, tapetes em carpete com bordado Absolute, mais tecidos e detalhes de acabamento exclusivos.

Fiat Bravo Absolute Dualogic

Além de todos os equipamentos de série da versão Absolute, esta tem também câmbio Dualogic Automático e comando do câmbio no volante.

As duas versões Absolute oferecem, como opcionais, teto solar elétrico Skydome, sensor de pressão dos pneus, som Hi-Fi com subwoofer, Blue&Me NAV, Rádio NAV, sensores de estacionamento dianteiro, retrovisores externos com rebatimento elétrico, espelho interno eletrocrômico, sensores crepuscular e de chuva e bancos parcialmente revestidos em couro, mais os airbags: kneebag, sidebags e windowbags.

Fiat Bravo T-Jet

A lista de itens de série inclui todos os equipamentos presentes na versão Absolute, e ainda câmbio de 6 marchas, ESP (sistema de controle de estabilidade) + Hill Holder, rodas de liga-leve exclusivas 17”, botão Overbooster no painel, faróis dianteiros escurecidos, saída da descarga dupla cromada, volante, pinças de freio pintadas de vermelho – pela primeira vez na gama Fiat –, freio de mão e pomo da alavanca do câmbio em couro com costuras vermelhas, pedaleira e apoia-pé esportivos, spoiler, minissaia, além de diversos detalhes de acabamento que diferenciam a versão esportiva do novo hatchback.

O cliente pode equipar ainda o seu Fiat Bravo T-Jet com faróis de xenônio, sensor de pressão dos pneus, teto solar elétrico Skydome, Rádio NAV, Blue&Me NAV, espelho interno eletrocrômico, sensores crepuscular e de chuva, som Hi-Fi com subwoofer, rodas em liga-leve 18” + pneus 225/40, bancos revestidos parcialmente em couro, mais os airbags: kneebag, sidebags e windowbags.

Pós-venda

Indo na contra-mão do segmento, a Fiat Automóveis oferece dois anos de garantia contratual para o Bravo, contra trê da maioria dos concorrentes. O modelo italiano tem ainda cinco anos para garantia de corrosão perfurante. Durante a vigência da garantia geral, o dono do Bravo tem direito a assistência 24 horas Confiat, que executa serviços de urgência como reboque, socorro mecânico e veículo reserva em qualquer local do Brasil.

As revisões programadas acontecem a cada 15 mil quilômetros. A mesma quilometragem vale para as trocas de óleo, a não ser que haja utilização severa: neste caso, a empresa recomenda trocar o óleo a cada 7,5 mil km. Caso o carro rode menos do que isso, as trocas de óleo devem ser anuais. (fotos: Fiat/Divulgação)

Comentários (32)

  1. Bonito, mas achei o “Puntão” com o preço bem alto, principalmente sabendo que eles virão pelados de fábrica e os opcionais mais interessantes serão caríssimos.

  2. E o Bravo ganha do i30 e do Focus? Acho bem difícil… inclusive, o i30 ta saindo por 53 mil aqui em Brasília, lembrando que é o modelo 2011. Bravo por 55 mil é piada!

  3. Bom tem tudo para dar certo! Realmente está mais interessante em questão de recursos! Mas será que com o Kia Cerato Hatch e o New Fiesta Hatch realmente o Bravo vai conquistar o lugar top de venda que o i30 está dominando?

    Estamos evoluindo em questão de carros no Brasil! O interessante que eles estão lançando os carros, porém com muito mais equipamentos de sério e com um preço quase igual!

  4. Apesar de toda as parafernálias, lantejoulas, adereços e os babilaques, o i30 vai continuar dominado o mercado, assim como o Puntão Linea que mais parece avião fabricado em Portugal não decola nem com catapulta, a Fiat pode botar as barbas de molho na quantidade que pretende vender, a Fiat pode sim baratear o preço e tentar vencer o i30, como fez com o Linea versão de entrada.
    Pergunto: será que com o lançamento do Bravo não vai matar as vendas do Punto?, ou vice e versa?..

  5. Lembrando que quem vem conquistando o top de vendas nessa categoria é o Focus, i30 é o 2°. Novo Fiesta Hacht vem pra competir com Punto e não com Bravo. Este por sinal é uma opção interessante vai ser uma briga boa com Focus e i30.

  6. Em minha opinião, a FIAT meterá a mão e fará um relativo sucesso com este carro, principalmente com as versões “top de linha” entre os “farofeiros de final de semana”, mesmo com as mencionadas tecnologias para um carro como este acho que com o tempo, o Bravo se juntará ao finado Stilo e ao agonizante Línea..

  7. O Focus só está na frente do i30 por que é flex e o i30 não, o que, inclusive, não está fazendo a menor diferença pra ninguém com esse preso absurdo do álcool.

  8. Bom colocamento! Eu tenho 2 carros em casa flex e só coloco gasolina! o único lugar que o alcool é barato é em São José do Campos em SP, custa tipo 1,20 o litro, aqui que é uma facada! Dai sabemos tb que carro na gasosa ainda sim é melhor! O que adianta usar alcool e ganhar 2 CV amais!? Nada!!! Só para testes mesmo! Andando com sua familia você não vai fazer teste de velocidade! Aliás carro somente a gasolina bebe quase 20% a menos! Tenho um Ka 2002 e faz 13,5 km/l na cidade! O novo Ka não passa de 10,5 km/l com o mesmo motor rocam!

  9. Sem dúvidas Van Petten. Eu não abasteço meu carro com álcool há muito tempo. E o mais importante, esse combustível acaba por reduzir o tempo de vida de peças do motor, como as velas, muito mais cedo do que a gasolina. Ou seja, mesmo quando o álcool compensar mais que a gasolina, deve-se analisar ainda as manutenções do veículo, que serão mais frequentes. No final, o álcool nunca vale a pena…

    O que acontece com o i30 é que os consumidores estão com o receio de comprarem um veículo que não é flex e que mais tarde pode se tornar, o que vai desvalorizar o carro na revenda. Daí o Focus liderando o segmento. Carro por carro o i30 é claramente superior…

  10. Ford Ku qualquer bundão tem um, quem disse que o focus está na frente do i30 em vendas?, vejam os números:
    Focus Hatch 21.582
    i30 31.524
    mesmo juntando com o focus sedã ainda assim não ultrapassa o i30
    Focus sedã 7.539, junte os dois valores do Focus e façam as contas.
    FENABRAVE.

  11. Também nao vejo vantagem nenhuma em abastecer com alcool o carro, e nao seria fator para eu deixar de comprar um carro ou nao, acho que várias pessoas também compartilham desse mesmo pensamento que o meu, basta olhar as vendas do i30.

  12. Imparcialidade p/ que né…

    Enfim, montei um Bravo com tudo que se tem direito no site da Fiat, e ficou o mesmo preço de adivinhem o que? Isos mesmo, o Honda Sheety EXL. Yeah, ao invéz de ter um carro com qualidade européia, com vários ítens só vistos em carros de categoria superior, levar uma carroça japonesa que nem japonesa é visto que é feita p/ países emergentes [tb só emergentes mesmo p/ comprar um lixo desses].

  13. A propósito, o i30 de entrada pode custar mais barato, mas na 1ª revisão e o preço de ambos se equivalem, e imagina se vc bater um…

    O amigo de meu pai sofreu um leve acidente em sua Veracruz[es], quebrou um pouco da ponta do para-choque afetando aquela parada refletora e simplesmente quenrando o plático externo da parte de dentro do farol esquerdo. Só metade do farol custa 2 mil reais, o refletor? 800! Nem vou citar o valor do para-choque pois alguem pode enfartar. Fora 1.500 réis de mão de obra FORA DA CSS, nela deve dobrar o valor de tudo.

  14. Bom a meta incial a fiat eh vender apenas 1.500 unidades, ou seja ela pelo menos por enquanto não quer passar os concorrentes mais fortes, i30 e focus, acho que ela nao vai querer cometer o mesmo erro que fez o linea uma piada.

  15. Estou decido a comprar um bravo pois este ford focus não tem revenda este tal i30 é incognita como sua frabrica, vectra gtx é o mesmo que astra acho que vou correr o risco pois pelo menos bonito este carro é.Vou fazer iqual ao tirica que os paulistas elegeramdepois de ter eu conto pra vcs se é bom carro.

  16. Comprei o Bravo essence mecanico 2011/2012 especialmente pelo designe…Quanto a isso estou extremamente satisfeito, contudo, noto que o consumo nem de perto é aquele apresentado pela FIAT. Percebo que com alcool na cidade é de aproximadamente 6,5km/l, gasolina 8,5 km/l

  17. A um mês comprei um Bravo Essence, posso dizer que é um carro prazeroso de dirigir (tem bom desempenho), confortável, moderno, e com um certo refinamento no acabamento.

    Eu estava na dúvida entre o I30, mas por ser importado e somente gasolina me incomodou, lembrando que o mercado prefere flex. Além disso o I30 está realmente pra mudar…

    Outra opção era o Focus 1.6, mas achei muito caro por trazer motor fraco e acabamento sem graça (além de também ser importado, e lá fora já existir uma nova versão).

    Quando conheci o Bravo (por último) identifiquei alguns fatores favoráveis:
    De certa forma o carro ainda é novidade.
    É fabricado no Brasil.
    Apólice de seguro foi a mais baixa dos que eu estava em dúvida.
    O preço e desempenho estava na média.

    Diante destas características, optei pelo Bravo 1.8 Essence com alguns opcionais, que deixaram o carro do jeito que eu necessitava, sem extrapolar no preço. Estou muito satisfeito com o carro, e considero uma ótima compra.

  18. Eu comprei um Bravo Essence 2011/2012 com opcionais, estou satisfeito com o conforto, desempenho e o design na minha opinião apesar de já esta na europa desde 2007 foi o que mais me agradou no quisito modernidade e beleza, só achei o consumo um tanto alto.

  19. Este é sem duvidas o melhor carro que ja comprei… sempre fui fã da volks, mas tive que optar por um carro que não fosse tão caro quanto um corolla ou civic, e o Bravo caiu como uma luva, realmente o carro é muito bonito, moderno, confortavel e com um acabamento que o Focus nem sonha em ter, considero uma ótima compra e pelo amor de deus, nem vem com essa de i30, pq pra comparar aquele carro com uma BMW, só se for um coreano doido…. nem em sonho, o i30 é feio, tem manutenção cara e vem de uma fabrica que esta com fama nova…porem sem nenhuma tradição… vai la saber quanto tempo vai levar pra virar uma carroça pq mico ele vai virar em pouco tempo… isso é certo!

  20. Meu, vocês são tudo uns cabeção!!! comentam sem conhecer porque ouviu alguém dizer. O carro é FODA, comprei um e é um absurdo de bom. I30, tô fora, Focus. Cadê a FORD, viche sumiu. Vocês compram carro para vocês ou para os outros olharem. Eu compro carro para mim. Para me satisfazer e posso dizer com certeza, o Fiat Bravo é show, quem duvida, vai fazer um test-drive. Comprei, gostei, motor bom, porta malas excelente para a categoria. Fora o que todos aqui chamam de MIMOS. Ar dual temp, rebatimento automático do retrovisor, compartimento refrigerado, bancos em couro estilizado do bravo, follow-me home, air bags, abs, controle de pressão da frenagem, rodas aro 16, vidros one touch, anti esmagamento, blue and me, regulagem de altura e profundidade, indicador noturno de estacionamento etc, etc, etc é muito bom

  21. Fiz test drive ontem em todos os concorrentes e fechei com o Bravo! O melhor sem sombra de dúvidas. Já conhecia o europeu e pela primeira vez um modelo nacional não me decepcionou. Experimentem antes de condenar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *