Muitos nomes podem fazer uma confusão danada

Você chega na concessionária e diz ao vendedor: “estou aqui para comprar um Fiat Palio Weekend Adventure Locker 1.8 E.TorQ Dualogic”. É um nome realmente longo para um carro. O que aconteceu com “quero comprar uma Fiat Elba S”? Antes era simples assim. Hoje vivemos num mundo com profusão de marcas e nomes.

Usei a Fiat apenas para ilustrar os extremos, já que outras marcas também exageram no comprimento dos nomes e dos “adereços” dos veículos. Veja a GM, que vende o Chevrolet Meriva Premium 1.8 Flexpower Easytronic. Tudo bem que o Flexpower não aparece no nome oficial, mas fica exposto na traseira do veículo.

Temos ainda mais exemplos de nomes longos, como Volkswagen Polo Sedan Comfortline I-Motion 1.6 VHT (Total Flex) e Renault Mégane Grand Tour Dynamique 1.6 16V Hi-Flex.

O nome longo pode realmente causar uma confusão na cabeça das pessoas. Vamos novamente ao primeiro modelo citado no post. “Adventure” é até passível de entendimento, pois está ligado a palavra “Aventura”. Mas será que o consumidor comum, que pouco se importa com detalhes do carro, vai entender o que significam “E.TorQ”, “Locker” e “Dualogic”? O mais provável é que ele se confunda com tantos nomes. Talvez ele até se sinta intimidado, o que pode atrapalhar na escolha e compra do automóvel

Até entendo que a Fiat queira “vender”também suas tecnologias. Para quem não se lembra, “Locker” se refere ao bloqueio eletrônico do diferencial dianteiro; “E.TorQ” se refere à nova linha de motores da FPT (Fiat Powertrain Technologies); enquanto “Dualogic” é o nome do câmbio manual automatizado comercializado pela marca italiana como automático. Mas vender um único modelo com tantos nomes é complicado. Quase precisamos de uma legenda.

Fiat – Marca
Palio – Modelo
Weekend – Carroceria perua (station wagon)
Adventure – Versão
1.8 – Cilindrada do motor
E.TorQ – Nome do motor
Locker – Possui bloqueio eletrônico de diferencial (vendido atualmente como opcional)
Dualogic – Equipado com câmbio manual automatizado que permite trocas de marcha automáticas

Vendo isso até sinto saudade dos carros mais antigos. Que tal comprar um Chevrolet Omega CD, ou um Fiat Tempra 16V, ou um Volkswagen Gol GTI, ou um Ford Escort XR3? É inegável que a simplicidade, no mínimo, aparenta ser bem mais amigável na hora de escolher (e comprar) um carro.

O mercado nacional ainda tenha vários modelos com nomes curtos e mais charmosos hoje – isso é fato. Mas será que a profusão de nomes e marcas (de tecnologias) é mesmo uma tendência? Espero que não.

(foto: Fiat/Divulgação)

Atualização (02/05/2011)
Imaginem quando o motor E.TorQ evoluir para Multiair? Mais um nome para a salada da Fiat.

Comentários (7)

  1. Esta “salada de palavras” usadas pelas montadoras para valorizar seus modelos realmente confude e acaba sendo um tanto quanto ridícula. Tempos atrás, os nomes dos veículos eram bem mais fáceis de entender e pronunciar. Parizzi, aproveitando o assunto, gostaria de propor uma matéria sobre quais carros das décadas de 80 e 90 deveriam voltar ganhando uma repaginada para os tempos atuais além de qual categoria deveriam se encaixar. Abraços.

  2. SEL deve ser Super Executive Luxe…..

    Veja que simples Mercedes-Benz 180 CGI (Charged Gasoline Injection)….muito simples!!

    Eu tenho um Variant 1975 e chama Variant 1600, pronto! Mais nada! Simples! E tem toca-fitas! Poderia chamar Variant 1600 Radio-K7 hehehehehehehe

  3. Antes eram chamados de vendedores hoje consultor de vendas, mostruário de loja hoje chama-se Portfólio, e assim para valorizarem seus produtos aumentam o nome para justificar o exorbitante preço cobrado pelos carros, antes tinhamos Opala SS, Comodoro, Chevete SL 1.6, Ford Corcel I e II, Brasilia e por aí vai.

  4. Caro Renato Parizzi,

    Me desculpe por mudar de assunto, mas gostaria de saber informações sobre o Fiat Freemont.
    Esse modelo deve ser mesmo comercializado no Brasil com a marca Fiat?
    Qual seria sua vantagem sobre o Dodge Journey já a venda no Brasil?

    Grato pela atenção!

  5. No meu Ford Maverick GT (Gran Turismo?)302 V8 estou colocando injeção eletrônica, módulo de ignição e a caixa de marcha é de uma Ford F1000 de 5 marchas com overdrive (sabe lá Deus o que isso significa..). Acho que o nome poderia mudar para…

    Ford Maverick GT 302 V8 IE MI 5M.F1000.20%.over.

    Até que ficou legal…

    Me lembrou aqueles produtos “tabajaras” vendidos pelos “cassetas”….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *