Citroën C3 2012 tem poucas e quase inúteis novidades

O Blogger ficou fora do ar por alguns dias, o que me impediu de comentar sobre as grandes “novidades” da linha 2012 do Citroën C3. Tudo bem que o título do post está pegando um pouco pesado, mas o compacto francês recebeu apenas uma alteração que quase posso chamar de melhoria. O resto é balela.

O visual do C3 2012 ganhou faróis com lentes escurecidas e novos conjuntos de rodas, ou seja, não mudou. O preço continua partindo de salgados R$ 37.990 na versão GLX 1.4, que é até bem equipada, mas fica devendo em segurança: ABS e airbag duplo não são nem opcionais. De série o carro tem ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e, promocionalmente, bancos com revestimento em couro e rodas de liga-leve.

O único ponto que quase posso chamar de novidade na linha 2012 é o sistema de som da Pioneer, que tem CD Player, entradas USB, para iPod e Bluetooth. Digo “quase” porque não ficou claro no site da Citroën se o equipamento é de série ou opcional para as versões do C3 2012. Levando como base a ficha técnica disponível no site da marca, já para a linha 2012, o sistema de som é opcional para todas as versões do C3. Se for isso mesmo será uma pena.

A Citroën se deu ao luxo de fazer um trabalho de evolução praticamente nulo na linha 2012 do C3 porque, para o ano que vem, já como linha 2013, a marca prepara o lançamento do novíssimo C3, que será completamente refeito usando como base a plataforma da dupla AirCross e C3 Picasso, que chega em breve.

(foto: Citroën/Divulgação)

Comentários (10)

  1. Este é um modelo que está fazendo hora extra. Não vale o preço sugerido, têm um design duvidoso além de ser “meio afeminado”. Porém há consumidores pra isso!!

  2. O adriano, vc acha o carro meio afeminado? pra mim e totalmente, o típico carro de mulher, tanto que a maioria nas ruas pode olhar que são mulheres que estão no volante dele.

  3. Feio ou bonito, de mulher ou de homoafetivo, velho ou ainda na moda…continua tendo um ótimo conjunto, e ainda tem um bom custo benefício, principalmente se comparado aos se concorrentes, na maioria pangarés da 4 grandes!

    Hugoas.

  4. Primeiramente, nunca ouvi falar que carro tem sexo. . . . segundo, corrigindo alguns equívocos cometidos pelo Parizzi, o Citroën C3, seja ele de entrada ou top de linha, vem com direção ELÉTRICA e não hidráulica como citado na matéria. Atualmente vejo esse modelo de entrada da Citroën como a melhor relação custo/benefício no mercado. Vai equipar seus concorrentes (Fox, Punto, Polo, Agile etc) com os equipamentos que vêm nele pra ver quanto vai custar. Na versão Exclusive 1.4, tudo bem que faltou o ABS, mas com ar automático digital, sensores de chuva e crepuscular, airbag para motorista e passageiro e muito mais por 42 mil. . . cite algum outro que sai por esse valor contendo os mesmos equipamentos de série. Portanto, apesar da idade, vejo como um ótimo negócio. Quanto a sua dúvida em relação ao novo sistema de som, Parizzi, no site da marca mostra que é de série em qualquer versão. Vem como opcional, mas a custo zero na hora de montar o veículo.

  5. Quando se fala em carro feminino, é aquele que caiu nas graças da mulherada tanto este C3 como o Honda Fit assim como o Ford Ka modelo antigo, se o smart ou o mini fosse mais barato seria o ideal para elas.

  6. o Carro é extraordinário e pelos itens que oferece o preço sugerido é incrível, além de todo o conforto, espaço interno, tecnologia, segurança e economia de combustível, eu posso confirmar o quanto é ótimo o carro pois na faculdade fiz um trabalho no lançamento do C3 e pude conhecer cada mínimo detalhe. Antes de ficarem falando besteiras que o carro não é bom e que é de mulher e não sei mais o que, faça um curso de mecanica pra saber realmente o que estão falando…

  7. Trocarei de carro agora e sofro o dilema de convencer meu pai (já que ele quem pagará) de que o C3 é a melhor opção para mim. Ele e os amigos, acredito que tb pelo preconceito de que o carro é muito feminino, dizem que não é a melhor opção, que é um carro caro para se manter… Enfim, como estamos a procura de um carro automático, as opções que me foram oferecidas foi a de um Fit, Sandero e Picanto, e argumento foi o custo de manutenção. Mas se não se quer muito custo, ou eu troco por outro Corsa, ou outro do estilo. Alguém pode me dizer mais bons argumentos? 🙂

  8. Cara, tb acho o conjunto dele mto bacana. Só o ar condicionado “elétrico”, que funciona integrado à direção, já é um grande atrativo, pois não gasta combustível nem faz o carro perder potência qndo ligado.
    Infelizmente, não sei se por papinho do vendedor ou o que, mas não consegui o som Pioneer de série no Exclusive 1.4. Disse que só vem de fábrica nos 1.6 automáticos, mas pelo que vi os vendedores comentando na hora de minha pergunta, o fato é que não sabem ao certo se vem ou não. Enfim, ficarei com o Sony ou Kenwood que ganhei “promocionalmente”.
    Quanto ao design… sim, é um pouco antigo, porém acho um tanto esportivo, principalmente se considerar a frente dele. A parte de trás, se colocar um aerofólio não muito gritante, também fica um pouco mais agressiva. Esse negócio de ser carro de gays ou mulheres é besteira. Gostei mto do conjunto dele e me baseio tb nas opiniões de amigos e conhecidos que já tiveram ou andaram em um. Show de bola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *