Qual carro comprar: quarteto de dúvidas

O professor Robson está com uma dúvida sobre qual carro ele deve comprar. De forma bem racional, ele está buscando a “MELHOR relação CUSTO X BENEFÍCIO” esses quatro modelos: C3 Picasso GLX com câmbio automático, Nissan Livina SL 1.6, Nissan Livina 1.8 com câmbio automático ou Chery Tiggo.

Para o Robson, Idea e o Meriva, além de bem menores e mais velhos, quando equipados à altura, ficam muito mais caros, por isso estão totalmente fora do comparativo!

Veja as impressões iniciais do Robson sobre cada um dos quatro carros em questão:

Citroen C3 Picasso GLX: além da novidade, da beleza parece bem resolvido em termos de espaço interno e tecnologia, principalmente com cambio automático.
Nissan Livina 1.6 SL: é o mais barato dos quatro e o espaço interno (inclusive entre-eixos) é maior que o francês, mas não tem câmbio automático.
Nissan Livina 1.8 SL: além do bom espaço bom, é mais completo que o 1.6 e tem um motor mais potente e tão econômico quanto o 1.6, além de ter o câmbio automático.
Chery Tiggo: o Chinês entra por ser o SUV mais barato (regulando em preço com o francês e o japonês), mas é bem maior que os demais, tanto interna quanto em capacidade do porta-malas. Ele também tem um motor maior: 2.0 de 135 cv.

Resposta do blogueiro

Nissan Livina 1.6 e 1.8

A versão SL do Livina é mais legal por ser completa, com ar-condicionado, descansa braço para o banco do motorista, desembaçador e lavador do vidro traseiro, direção com assistência elétrica, banco traseiro bi-partido, trio elétrico, freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BAS), airbag duplo, faróis de neblina, entre outros. O comportamento dinâmico do Livina lembra o do “old” Honda Fit, mas o Nissan tem um pouco mais de espaço para os ocupantes e porta-malas maior (449 litros). O motor 1.6 16V é honesto (104 cv e 14,9 kgfm /108 cv e 15,3 kgfm), enquanto o 1.8 consegue entregar desempenho interessante até com câmbio automático (125 cv / 126 cv e 17,5 kgfm).

O Livina é um carro fabricado no Brasil e tem três anos de garantia. Seu índice de reparabilidade é 19 (quando menos, melhor), dentro da média dos concorrentes. Já sua desvalorização subiu no último ano, variando hoje entre 16% e 19% no primeiro ano (dependendo do estado). Para compensar, o modelo ficou mais barato e o valor do seguro diminuiu. Preços sugeridos: R$ 51.690 (SL 1.6, mas o praticado, segundo o site da Nissan é R$ 49.690) e R$ 54.790 (SL 1.8 automático, mas o preço praticado é R$ 52.790).

Chery Tiggo

O chinês está estagnado no mercado nacional. Ele ficou mais caro desde o início de 2010, mas não agregou nada que justificasse o aumento de preço, como motor flex, melhorias de acabamento ou mais equipamentos de série. O desempenho do motor 2.0 16V é até interessante, mas poderia ser melhor. Já o seguro não é barato e a desvalorização é muito alta, na casa de 31%. Preço inicial sugerido: R$ 52.990.

O Tiggo bem equipado de série com com ar-condicionado, direção hidráulica, regulagem de altura do volante, faróis de neblina, sistema de som com CD Player e leitor de MP3 com entrada USB, trio elétrico, rodas de liga leve (R16), inclusive o estepe; airbag duplo, cintos de segurança dianteiros de três pontos com pré-tensionador e freios ABS com EBD.

Citroën C3 Picasso

Sem dúvida é o mais moderno dos modelos em questão. Seu acabamento é interessante, assim como espaço interno e capacidade do porta-malas (403 litros). O motor 1.6 16V tem desempenho modesto, funcionando melhor em rotações mais altas. Seus preços poderiam ser ligeiramente mais baixos. A versão GL parte de R$ 47.990, mas não vale a pena.

A GLX tem o conjunto bem mais interessante. Com preço sugerido de R$ 50.400 (para a região sudeste, com pintura sólida), o C3 Picasso GLX tem direção assistida, ar condicionado, para-choque dianteiro e traseiro na cor do veículo, computador de bordo, trio elétrico, chave Plip com comando de abertura das portas, aviso de não utilização do cinto de segurança do motorista, programação de travamento automático das portas com o veículo em movimento e porta-malas com travamento elétrico, bancos traseiros rebatíveis 1/3 e 2/3, porta-luvas refrigerado e com iluminação, tomada 12V dianteira, rodas de liga leve; maçanetas externas das portas prata ou na cor do veículo; retrovisores exteriores na cor do veículo; faróis de neblina dianteiros; regulagem de altura do banco do motorista; Rádio/CD Player com comando no volante, MP3 e entrada para iPod; mesas “tipo aviação” para os bancos traseiros; bancos dianteiros com bolsa porta-revista; indicador de temperatura externa no rádio; travamento elétrico para vidros traseiros no painel; entre outros.

O modelo automático, em questão aqui neste post, custa a partir de R$ 53.900 e tem ainda sistema de freios com ABS + EBD e acendimento automático do pisca alerta em caso de frenagem de urgência. O único opcional é o airbag duplo (R$ 1.300), que vale a pena. A pintura metálica vale R$ 1.000. Total: R$ 56.200 (sugeridos)

O visual do C3 Picasso é atraente, embora esse seja um item subjetivo. O carro tem 3 anos de garantia e seu índice de reparabilidade é 17.

Resumindo

É uma questão realmente pessoal. A minha ordem seria:
Nissan Livina SL 1.8 – tem desempenho melhor e é mais barato que o C3 Picasso, além de ter câmbio automático
Citroën C3 Picasso GLX – É moderno, atraente e tem câmbio automático
Nissan Livina SL 1.6 – É o mais barato, mas não é automático
Chery Tiggo – Sem comentários

Mas escolha o carro que te deixar mais feliz e satisfeito.

E para vocês, qual carro o professor Robson deve comprar? 

(fotos: Nissan/Divulgação, Citroën/Divulgação e Chery/Divulgação)

Comentários (26)

  1. Ficaria com o C3 Picasso GLX, achei o carro interessante, se ele conseguir o mesmo desempenho em vendas que seu irmão AIRCROSS ele vai ser um sucesso em sua categoria, bem diferente do Nissan Livina, que vende muito pouco.
    Eu também pensaria no Kia SOUL (com o facelift), além de ser FLEX ele esta vendendo muito bem e com as mudanças que ele sofreu no exterior só tende a fazer mais sucesso.

  2. Vejam um comparativo de vendas dos últimos 6 meses

    carro livina x air cross

    Maio – 1428 x 1518
    abril – 1077 x 1571
    Março – 1813 x 1864
    Fever – 1314 x 1518
    Jan – 1007 x 1199
    Dez – 1812 x 1668
    Total – 8451 x 9338
    média 1408,5 x 1556,3

    Descordo que o Livina venda pouco…a não ser que seja pouco menos que o air cross.

    Fonte Fenabrave.

    Hugoas

  3. Concordo com Parizzi – Nissan Livina 1.8 melhor custo benefício quem sabe você até consegue um banco de couro na compra. Já o C3 e Livina com motor 1.6 acho fraco para a proposta do carro que é levar muita coisa. Talvez estes dois não sejam tão econômicos quanto o 1.8. Se os motores fossem potentes como o do Peugout 3008 seria diferente.

    Vá de Livina 1.8, mas compre o que te deixar mais feliz na condução, com a licença do Parizzi. Observe bem os pontos cegos das colunas dianteiras e da parte traseira. Em um carro deste porte, caso não esteja acostumado vai fazer muita diferença um sensor de ré. Negocie com o vendedor diga pra que eu feche negócio esta faltando um sensor de ré e quem sabe até outros itens

  4. Galera! A um bom tempo estou não participo do Blog por falta de tempo e neste meio tempo comecei a namorar, e minha namorada tem um C3 Hatch, vou falar que nunca tinha dirigido um Citroen e não tenho nada a reclamar…é um carro honesto e bem acabado e tem preço bom, imagino que o C3 picasso deve ser bom e acho que o Livina tá ultrapassado…pq não um AIRCROSS? Agora o motor do Livina é da Renault, se não me engane….é uma boa briga….eu ficaria com a novidade…Livina teve poucas mudanças e o mercado pede evoluções e ou inclusão de equipamentos de série….

    Vou de C3 Picasso! Preferencia para o AIRCROSS

  5. Sendo fã de sedãs memso não tendo muito gosto para este tipo de carro com certeza ei iria de Nissan Livina SL 1.8, sem dúvidas é um japa e está muito a frente das carroças francesas em qualidade.

  6. O C3 Picasso é belíssimo, mas sendo novidade, você não conseguirá barganhar no preço: provavelmente terá que pagar até pelos tapetes de borracha!

    Fico com o Livina SL 1.8, que apesar de não ser um primor de design, é um ótimo carro e tem excelente custo benefício.

  7. UMA OBSERVAÇÃO IMPORTANTE COM RELAÇÃO AO NISSAN LIVINA.

    SE VOCÊ É MUITO ALTO SE ATENTE PARA A TAMPA DO PORTA-MALAS QUE NÃO LEVANTA MUITO QUANDO ABERTA E PARA OS ALTINHOS É UM PROBLEMA NO DIA-A-DIA, CARREGANDO E DESCARREGANDO O PORTA MALAS. OUTRO ITEM FOI A FALTA DE APOIO DE CABEÇA E CINTO DE 3 PONTOS PARA O QUINTO PASSAGEIRO. NO MAIS COMPRE O 1.8, POIS SE O 1.6 FOR O MESMO 1.6 16V DA RENAULT DO MEU SANDERO STEPWAY ESQUEÇA O QUESITO ECONÔMIA DE COMBUSTÍVEL SE VOCÊ ANDAR PISANDO O CARRO EM BRASÍLIA FAZ ENTRE 8,5 e 9,5 KM-LITRO GASOLINA – COM PÉ DE PENA NO ACELERADOR VOCÊ CONSEGUE ENTRE 9,5 E 10,5 NA CIDADE. ENTÃO VALE A PENA INVESTIR NO MOTOR NISSAN 1.8 QUE FAZ ENTRE 9,5 E 11 KM-LITRO FÁCIL

  8. Faço diariamente o percusso de 100Km com o Livina 1.8. O desempenho é impressionante, o carro responde mesmo nas subidas e ultrapassagens. O Consumo é em torno de 10Km/l na estrada – razoável. A pastilha de freio desgasta facilmente e o ar condicionado vive dando problemas. O espaço interno é maravilhoso. Ainda assim, pretendo adquirir um C3 Picasso para tirar a dúvida.

  9. Puxa vida! Acho que naum entendo mais de carro. Nenhum Fiat, Volks, Ford ou GM na lista? por quê? O Ecosport Palio Wekend Adventure não seriam uma boa? Esses modelos aí são tão ruins de comércio!!! Tenta vender depois pra ver….Alguém poderia me responder? Um abraço a todos…

  10. Ao último comentário do dia 15/11:

    RESPOSTA: Não compro carro pra revender, compro pra usar. Valorizo conforto, desempenho e principalmente segurança. Não me preocupo com desvalorização porque carro não é investimento. Por isso é que esas carroças que vc citou não entraram. Entende agora?

    Robson

  11. Não concordo com quase nada que está na materia
    1) Livinia parece carro de funeraria, nao compraria nunca
    2) Citroen/Pegeout (já tive um)- quem já teve um sabe quando foi vender não passou na vistoria pois o número do motor não bateu com a base do detran e ai foi 400 reais pra acertar antes de vender.
    3) Chery Tiggo (tenho um) concordo com o amigo que carro nao é investimento e sim custo , então não podemos pensar em desvalorização. O carro é bom não é uma Honda CRV de 85K mas pelo preço tá otimo, quanto ao seguro eu tinha um astra seguro 4.5K sou casado maior de 35 anos , o Tiggo eu pago 1.6K de seguro o citroen eu paguei da ultima vez 1.4K /ano

    De todos eu continuo com o Tiggo , mas a versão Chinesa a versão uruguaia o acabamento é horrivel e outra coisa um tiggo completo é 49K, se precisar eu mando a nota fiscal e nao 53 como falado na materia

  12. Para quem nao sabe o motor da Livina 1.8 e japones e 1.6 e da Renault.Quem entende de carro sabe que a Livi na 1.8 e otima opcao,espaco,conforto e seguranca.Agora fica a criterio do povo brasileiro burro querer continuar andando em um carro da Fiat sem nenhum item de seguranca e conforto por ter melhor de mercado de revenda.Mentalidade pequena e triste.
    Carolina

  13. Tenho um sl 1.8 2011 e estou brigando com a nisssan pela garantia do carro que é tudo isso comentado mas com alguns problemas: o cambio automático não é muito satisfatório quanto o do fit antigo (cvt) faz muito barulho quando pisa rápido para acelerar, quando abasteço com gasolina ele apresenta um cheiro forte que não conseguem resolver de onde vem (talvez do catalizador?), um barulho de alguma coisa solta na parte trazeira que tambem não conseguem descobrir e por ultimo agora descobri um aquecimento não sei se é normal nos paralamas dianteiros de não conseguir ficar com a mão encostada por alguns segundos, no capô acho normal mas no paralama. Estou na briga pela revisão que achei abusiva de 6 em 6 meses nos modelos anteriores e no 2013 ser de 12 em 12 meses?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *