Honda continua sem fazer nada sobre os roubos do estepe do Civic

Se não bastasse os carros da Honda deixarem a desejar na lista de equipamentos de conforto e tecnologia para os ocupantes, um problema que afeta os donos do Civic há algum tempo continua acontecendo, sem que a marca japonesa tome qualquer atitude: roubo do estepe. E olha que ele nem fica do lado de fora!

Recebi um e-mail do internauta José relatando que o porta-malas do seu Civic LXS já foi arrombado duas vezes, o que resultou no roubo de dois estepes, um netbook e das ferramentas do veículo. Segundo seu relato, ao forçarem a fechadura, os bandidos abrem o porta-malas sem que o alarme dispare. Um completo absurdo!

Era uma vez (mais) um estepe do Honda Civic

Parece uma variação de um tipo semelhante de arrombamento que ainda acontece, embora não seja mais tão “famoso”. Os ladrões cortam o fio da buzina que fica atrás do pára-choque dianteiro e, em seguida e em silêncio, podem quebrar o vidro do carro. Depois ele só escolhe o que roubar, podendo abrir o porta-malas pelo botão próximo do motorista (que mesmo no modo de segurança travado pode ser rompido pelos ladrões).

Comecei a pesquisar na internet e achei, facilmente, inúmeros casos de roubo do pneu sobressalente do Civic, em consequência de um dos arrombamentos descritos. Até um blog foi criado sobre o assunto, o “Arrombaram meu Civic”. Seu proprietário, Gabriel Carneiro, teve seu Civic arrombado em outubro 2008. Ele entrou com uma solicitação junto ao Ministério Público pedindo uma investigação, mas o processo foi arquivado.

O blog do Shimono confirma o que o internauta José disse: “Um outro problema que você pode não saber é que com a fechadura estourada, o alarme original do carro não liga, e se o carro ficar muito tempo parado assim a bateria descarrega.” Mas o Shimono publicou uma forma de dificultar consideravelmente a abertura do porta-malas e o consequente o roubo do estepe: desconectar a fechadura da parte eletrônica do carro.

Fechadura arrombada: alarme não disparou

No Civic Club , o internauta André Heman também teve o estepe furtado sem que o alarme disparasse quando o porta-malas foi aberto. Ele também sugere a mesma forma de dificultar o roubo citada pelo Shimono. Resta saber se funciona.

Estive numa concessionária da Honda e conversei com um vendedor, um consultor técnico, um instalador e com o funcionário da parte de peças e acessórios. A solução apresentada oficialmente, com homologação da Honda, foi uma trava anti-furto para o estepe, que substitui o sistema tradicional de fixação do pneu no porta-malas. Essa trava é um acessório original Honda. Ao invés do equipamento vir de fábrica, a marca lucra mais um pouco pedindo de R$ 150 a R$ 200 para travar o pneu reserva – o preço  no site da Honda é R$ 147.

Acessório original Honda, trava dificulta o roubo do estepe no porta-malas

Depois de muitos minutos de conversa, o consultor técnico me sugeriu o selamento da fechadura do porta-malas. Perguntei se os proprietários poderiam fazer aquilo no concessionária, e a resposta foi negativa. Mas ele insistiu que era uma boa ideia selar a fechadura do porta-malas por segurança, já que está “na moda roubar o pneu reserva do Civic”. Ele também sugeriu a instalação da trava da foto acima.

O pessoal do blog Alto Giro também passou pelo problema da fechadura arrombada e o consequente roubo do estepe do Civic. O autor do post (William S) fez dois comentários interessantes, que concordo:

1) Falta de sensor de abertura do porta-malas: bastaria um simples INTERRUPTOR conectado à central do alarme, para ocasionar seu disparo e atrair atenção para o furto.”
“2) Presença de uma fechadura na tampa do porta-malas: para quê? A maioria dos carros modernos possui abertura eletrônica do compartimento, inclusive o próprio Civic (há até mesmo um botão no controle da chave para isso). POR QUÊ ENTÃO MANTER A FECHADURA?!”

Outro post foi publicado no Alto Giro sobre o assunto. A novidade fica por conta da ideia 1 (acima):

“Segundo informações de gente ligada a concessionárias Honda, o Civic TEM SIM sensor de alarme no porta-malas. Acontece que o sensor é um simples interruptor elétrico acionado junto à fechadura. Ou seja, quando um meliante insere uma chave de fenda e gira o tambor, o sensor reconhece como se fosse o dono abrindo o compartimento com a chave, não disparando o alarme.”

O Notícias Automotivas publicou dois rankings, sendo um dos “automóveis mais roubados do Brasil” e outro dos “veículos segurados que apresentam maior índice de furtos/roubos no Brasil”. O Civic faz parte das duas listas.

Conclusão

Resta agora à Honda tomar uma atitude de verdade e acabar com essa pouca vergonha. Se não bastasse “roubar” o consumidor cobrando R$ 882 pelos faróis de neblina (valor que pode chegar a absurdos R$ 1.650 cobrados por algumas concessionárias, já que o preço do site da Honda não inclui a mão de obra para a instalação) e inacreditáveis R$ 1.007 (sem incluir a instalação) pelo sistema bluetooth “original Honda” para conexão com o celular (que não mostra nem quem está ligando), a Honda demonstra descaso com os (ainda fiéis) consumidores da marca em relação ao excesso de roubos envolvendo o Civic.

Parece que o novo New Civic 2012 não tem fechadura no porta-malas – uma bela solução definitiva. Mas a nova geração do sedã só deve pintar por aqui no ano que vem. E o que proprietários de mais de 200.000 New Civics podem fazer? Sei que o problema é muito mais amplo, envolvendo os governos em aspectos de segurança pública e educação. Mas a marca também precisa tomar uma atitude. O consumidor não precisa de recall, ele só quer ser ouvido e tratado com respeito. Se a Honda (ainda) tiver (algum) bom senso, ela vai entrar em ação e vai mostrar porque é uma das maiores e melhores fabricantes de veículos do mundo.

(Fotos: duas primeiras AltoGiro/Reprodução e última Site da Honda/Reprodução)

Comentários (24)

  1. Renato, MEGA complicado isso!
    Pelo jeito os ladrões no primeiro mundo são inocentes demais…

    Veja a VW com o sistema de alarme do Golf por exemplo. Ladrão abre facilmente do mesmo jeito.(a porta, não o porta malas)

    É revoltante!

  2. Meu Fiat Punto tinha esse mesmo problema que o Honda Civic esta apresentando.
    Realmente é um grande descaso das montadoras, fabricar carros com problemas crônicos.

  3. Meu fusca era bem fácil de arrombar e fazer uma ligação direta, pois os fios da ignição ficavam bem expostos… Nem por isso processei a VW… Simplesmente troquei o fusca e pronto… Será que o problema não são os ladrões? Violência e tal? Com certeza onde o Civic foi projetado (Japão) não existem roubos de estepes…

  4. Pois é, eu também fui vítima do roubo ao estepe. Eu acho que o problema não é da montadora, é um caso de segurança pública ou desigualdade social, como queiram. Claro, a montadora poderia ajudar, sim. Mas já li um caso semelhante de roubo de lanternas do Picasso, onde basta puxar as lanternas por fora e levar embora…
    Bom também fiquei sabendo que existem `encomendas´ por parte de lojistas de carros usados, se é verdade, não sei, mas o mais estranho é que após o roubo do meu estepe eu rodei a cidade e não consegui achar um estepe sequer com roda de liga. Depois de visitar mais de 15 locais achei um roda de ferro e só.
    Mas voltando ao roubo, pelo que eu pude apurar não adianta selar o porta malas, pois os bandidos estão abrindo a porta do motorista e destravando a tampa por dentro. A saída que eu encontrei foi largar a fechadura com as marcas de arrombamento e desengatar o mecanismo que permite a abertura por chaves (e por chaves de fenda também).

  5. Parizzi
    Muito simples, eu vendi o carro e comprei o Chevrolet Vectra GT, cujo o qual tem a abertura do porta-malas de forma eletrônica.
    Porém o Chevrolet Vectra não tem o problema da fechadura, mas tive que trocar o cambio dele por 2 vezes, porque a GM mandou peças de baixa qualidade para o carro.
    Já com meu Fiat Punto, apesar dele ter esse problema com a fechadura, ele era um carro muito bom, o único problema que ele apresentou, foi a queda da “tampinha” do retrovisor, de resto nunca deu problema mecânico ou elétrico.
    PS: mandei e-mail para a GM e para a concessionaria GranLeste, na terça-feira, ‎5‎ de ‎julho‎ de ‎2011 e até agora estou esperando o contato de alguma delas perguntando o desfecho do meu carro.

  6. Mário César, aqui em casa temos dois Vectras um sedan elegance e outro GT.

    Desde 0km noto que o cambio do GT é duro, e me parece estar ficando cada dia mais. Hoje está com 10.000 km, prestes a ir para a primeira revisão. Tenho receio que o meu GT esteja com algum problema crônico no câmbio! Principalmente no engate de 2 para 3 e de 3 para 2 marcha!

    Já o sedam o câmbio é diferente com a marcha a ré para frente, o GT ela fica para trás ao lado da quarta marcha…

    O que houve com o seu GT para ter trocado duas vezes?

    abraços!

  7. André

    Na primeira vez ocorreu o vazamento do fluido do cambio, porém eu fui notar esse vazamento tardiamente e sem o fluido o cambio foi danificado e teve que ser feita a troca do mesmo, na segunda fez em que eu tive que fazer a troca do cambio foi por causa de um defeito que ocorreu no “NOVO” cambio que a GM mandou, e com isso eu fiquei um bom tempo sem carro, deu até para eu mandar minha impressão do novo Fiat UNO e depois do novo Fiat UNO eu ainda fiquei um bom tempo com um Chevrolet Astra.

    Logo depois que foi feita essa segunda troca de cambio, o mesmo começou a apresentar problemas para engate no mesmo dia justamente na 1, 2 e 3 marchas, no dia seguinte levei o carro para a concessionaria e o carro não apresentou problema o técnico da concessionaria me falou que poderia ser o assentamento das peças, e desde então esse novo cambio não apresentou problema.

    O que me deixou mais chateado com a Chevrolet foi o seu pós-venda, diga se de passagem PÉSSIMO.
    Eu fique na duvida entre Hyundai i30 e Chevrolet Vectra, quando fui trocar de carro, levei muito em consideração o pós-venda cujo a Hyundai tem fama de muito ruim, porém acho que aqui no Brasil o consumidor não é levado a serio por nenhuma marca.

  8. A Honda deve e tem a obrigação de corrigir este problema, assim como a Renault com o sandero, a Ford com o Ka e muitos outros carros, para evitar isso meu irmão colocou no seu Civic um alarme só para o porta mala, ao abrir sem desarmar o controle a buzina toca bem alto, assustando assim o meliante.

  9. Pessoal, tenho um Civic EXS e tb fui vitima. A solução que encontrei foi soltar a trava da fechadura do porta malas, assim a fechadura gira em falso e o ladrão não consegue abrir. Infelizmente a culpa não e só das montadoras e sim da total falta de segurança publica e da falta de fiscalização nos desmanches e lojas que vendem sem nota. Se nao acabar com o mercado nao teremos sossego. Quinta feira voltando do jogo do Sao Paulo encontrei um Corsa Sedan recém arrombado, alarme esgoelando mas já tinha ido o estepe.

  10. Graças a Deus ainda não fui uma vítima deste problema social.

    Concordo que a Honda deve providenciar interruptor no porta-malas. Aliás é um dispositivo simples e barato. Isso sem falar no sensor de ultra-som.

  11. Semana passada arrombaram o porta-malas do meu civic e levaram, além do estepe, mais de R$1.000 em equipamentos de som. Depois de descobrir os motivos de o alarme não ter disparado, abrirei um processo contra a Honda para ressarcimento dos valores. É necessário frisar que a Honda ameaça seus clientes com a anulação da garantia caso eles decidam instalar um alarme que funcione, diferente do original. Um total absurdo!

  12. Ontem eu parei meu carro numa rua residencial e aparentemente tranquila próximo a Heitor Penteado/SP. Tinha guarita com vigia e tudo. Foi coisa de 1/2 hora. Quando eu voltei, meu porta luvas estava aberto e com a capa do manual do carro rasgada e os papéis, flanelas estavam sobre o banco. Olhei dentro do meu carro e não notei nada além disso, já que não carrego óculos e nem cds no carro. Até meu guarda chuvas carésimo estava lá. Dei partida no carro e saí em direção a guarita. Questionei o vigia da guarita se ele tinha visto alguém mexer no meu carro? Ele disse que de lá ele não tinha visão, mas que o alarme não tinha tocado. Mas aí ele falou olha o porta malas, para ver se não furtaram o Step. Bingo! O fdp do bandido drogado, arrombou a fechadura da minha porta(motorista), destravou o porta malas pelo lado interno do carro e levou meu step. Não levou macaco, triângulo de sinalização. Fui a uma concessionária da Honda e questionei o pq do meu alarme não ter funcionado? Eles disseram que o ladrão com uma chave de fenda abre a fechadura até a maçaneta da porta abrir, e não gira até o final o trinco, com isso o alarme não aciona. Que beleza! Um carro de 70 mil reais com um sistema ineficiente de alarme? Agora terei que desembolsar 1600 reais(cilindro da fechadura, roda, pneu, mão de obra e trava anti furto do step). Liguei reclamando na honda e eles disseram que não são responsáveis pelo vandalismo que os carros sofrem ao serem parados na rua. E eu nunca mais compro um carro desses! Meu marido tem um corolla, e este nunca foi arrombado para furtarem o step. Ele pensa em trocar o dele por outro da Toyota, e quando trocarmos o meu, será de outra marca, menos da Honda, que não quer se responsabilizar pelo problema com o meu alarme. Eu falei ao consultor dessa de tirar o acesso ao carro pelas fechaduras e ele disse que se a minha chave principal(que vem com alarme) der problemas, como eu irei entrar no meu carro com a chave reserva que só funciona com fechadura externa?

  13. Desenvolvemos um produto pois já passamos por isso e também verificamos que vários clientes tiveram um prejuízo muito maior do que um estepe e fechadura. Entre esses prejuízos estão notebooks com trabalhos que o seguro não vai conseguir recuperar, materiais de trabalhos que são importados que o cliente teve que gastar um valor alto e ainda esperar chegar pois aqui não vende. Pense no caso de um advogado que anda com processos e documentos originais dos seus clientes, as vezes documentos de inventários, imagine a dificuldade para conseguir uma segunda via.

    Mediante a tudo isso pensamos em outras possibilidades muito mais graves, porque sabemos que quando é aberto o porta-malas o alarme desarma. Com isso o bandido tem uma oportunidade de entrar no carro e ficar no banco de trás esperando o proprietário, e a partir daí sabemos que o proprietário corre um grande risco de sequestro ou que o bandido o obrigue a ir até sua casa para roubá-la.

    Por tanto, o que a gente visa não é proteger somente estepe ou fechaduras, a nossa missão é prestar um serviço que leve segurança e tranquilidade para as pessoas.

    MATÉRIA SOBRE OS FURTOS!

    http://www.youtube.com/watch?v=zHHmCMhbm4g

    TEMOS UMA EXELENTE SOLUÇÃO PARA QUE NÃO TENHA SEU ESTEPE ROUBADO E MAIORES PREJUIZOS!

    http://keylocked.fotoblog.uol.com.br/

  14. Ja tive meus estepe roubado a 1 ano, depois disso travei o estepe usado q comprei no borracheiro com um cabo de aço,o porta malas já foi arrombado umas 4X, pois percebi q o buraco da fechadura so aumentava, mas nunca mais levaram nd, pq nd deixo no interior do porta malas. Hoje presenciei a tentavica de roubo de estepe no meu carro na Rua Serra de Jurea no tatuapé, um caminha baú pequeno, branco, com carroceria de aluminio, parou bem atraz do carro, desceu um individuo aabriu o porta malas q ja estava arrombado, nisso o alarme disparou, acho q disparei o botao de panico sem perceber pq na verdade foi tao rapido e de onde eu estava nao tinha certeza se estavam mexendo no meu carro, nisso foram embora bem rapido….sem nada levar…devido a distancia tb nao consegui ver placa do caminhao…estou passada até agora…mas se ligo pra policia, sem nenhuma identificaçao nada vao fazer tb, fico de maos atadas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *