Chevrolet usa técnicas de “guerrilha” para aparecer

Chevrolet-logo

Não sei se vocês repararam, mas é impressionante o número de flagrantes dos próximos lançamentos da Chevrolet nos últimos meses. Fico com a nítida impressão de que tudo é proposital e de que a marca está usando “técnicas de guerrilha” para aparecer: rodar com carros sem ou quase sem camuflagem, em vias muito movimentadas, para que os “paparazzis automotivos” (profissionais ou não) possam fazer as suas imagens aos montes, aumentando consideravelmente o tempo de exposição da Chevrolet na mídia.

Não descarto a hipótese de estar totalmente errado e de que todas as fotos recentes realmente serem flagrantes. Também não descarto a possibilidade de pessoas ligadas à marca estarem fotografando e enviando as imagens como se fossem leitores dos sites.

O fato é que, fazendo uma rápida pesquisa na internet, conseguimos encontrar inúmeros links, notícias, informações e fotos sobre os próximos lançamentos da Chevrolet no Brasil. Deixando a picape S10 e o sedã Cobalt de lado, modelos que já estão entre nós, confira alguns links de flagrantes dos Chevrolet Sonic (hatch e sedã), Cruze hatch e Spin – demorei menos de 2 minutos para montar a lista abaixo.

Sonic
Autossegredos
Quatro Rodas
Autoesporte
Notícias Automotivas

Cruze hatch
Autossegredos
Autoesporte
Quatro Rodas
Quatro Rodas
Car and Driver

Spin
Autossegredos
Carplace

Um detalhe importante é que os carros flagrados mais vezes chegam para entrar na lacuna de veículos que já sairam de linha. Substituindo o Astra e o Astra Sedan, os Sonic hatch e sedã ficarão no segmento de mercado entre o Agile/Cobalt e o Cruze/Cruze hatch. Já o Cruze hatch chega para substituir o Vectra GT. Com isso, os flagrantes não atrapalham as vendas de nenhum modelo da marca. Pelo contrário: mexem com a cobiça do consumidor.

Já o Spin aparece de forma mais comedida, uma vez que Meriva e Zafira ainda estão sendo vendidos.

O ano de 2012 já está sendo movimento para a GM e deve ser ainda mais nos próximos meses. Sobre os segredos, não há nada de errado com a Chevrolet usar as “técnicas de guerrilha”, mas os flagrantes da marca estão perdendo a graça. Diferente da Volkswagen, que guarda o Gol reestilizado a sete chaves.

Comentários (3)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *