Impressões – Focus Titanium, o titânio da Ford

No duelo entre 308 e Focus aqui do De 0 a 100, o 308 levou a melhor. Mas, como eu disse, o Focus é um é um ótimo carro. Prova disso são as impressões do Éder. Ele realmente deu um upgrade e tanto ao comprar o Ford Focus Titanium automático, ao invés da opção inicial GLX 1.6 16V manual.

Quem quiser participar do Impressões, como o Leônidas, o Rafael, o Jow, o Hugo, o Bruno, o Joathan, o Leônidas (de novo!), o Hugo Leite, o Pedro, o Piauí Jr., o Renato Dantas, o Mário Cesar, o Mário Cesar (de novo!), o Renato Dantas (de novo!), o Joathan (de novo!), o José Barbosa Júnior, o Jefferson de Oliveira, eu mesmo (Volvo XC60, Astra e Lincoln Town Car), o Leonardo Vilela, o Mário César (mais uma vez!), o Pedro (de novo!), o Wladimir Pereira, o Wladimir Pereira (de novo!), o Pedro (de novo!) e o Éder Sibilin, basta enviar um e-mail para renatoparizzi@gmail.com. Fale um pouco sobre o seu carro. Descreva os pontos positivos, negativos e conte alguma coisa curiosa! E não se esqueça de mandar fotos do veículo (só serão publicados posts com fotos). Fique tranquilo porque a placa (ou algum outro detalhe) não será mostrada.

Ford Focus Titanium

O Focus sempre foi um carro que admirei, não sei bem ao certo qual o motivo, mas ele sempre me chamou a atenção. Quando eu pude comprar um, a minha intenção era de comprar o modelo 1.6 GLX, com ABS. Acho que já me daria por satisfeito com este modelo em especifico, mas, minha esposa me convenceu de que seria melhor, já que eu estava comprando, pegar logo o TOP de linha, que na época era o Ghia.

Praticamente coloquei na cabeça que queria o top de linha, principalmente depois de ver que a diferença de acabamento era grande para a GLX, apesar de saber que não se trata do melhor custo x beneficio. Um pouco depois, surgiu noticias de que a Ford iria adicionar alguns itens na linha Focus, tais como: porta-luvas refrigerado, sensor de luminosidade e chuva, faróis direcionais e que o nome da versão TOP iria mudar. Resolvi esperar essa mudança acontecer.

Foi então que em maio de 2011 eu peguei o meu Titanium Branco. Antes de fazer o pedido, eu tinha uma grande dúvida entre pegar o AT ou o MT, já que gosto muito dirigir e sempre tive carros MT. Achava que o AT perderia a graça e me limitaria muito. Escolhido o AT, hoje posso dizer que o AT limita mesmo você a sentir o carro, e prejudica um pouco o desempenho, fato este que acho que apenas com câmbios e motores top de linha, talvez da BMW, Mercedes-Benz e Audi seja resolvido, dando total liberdade para o condutor. Em carros nacionais e “normais” acho que não tem como fugir disso, caso a escolha seja por um carro AT, claro que a pessoa que dirige normalmente não é um fanático por carros, nem irá perceber nada em relação ao cambio.

O QUE NÃO GOSTO: O cambio automático de quatro marchas realmente não me deixa elogia-lo muito. Ele faz seu trabalho normalmente, as trocas não são sentidas; ele não é indeciso, mas para quem gosta realmente de dirigir, pra quem tem a paixão, vai se sentir limitado. A Ford não deveria ter tirado o VVT desse carro. Ele ficaria perfeito se tivesse esse recurso – ficaria um foguete em qualquer rotação. Pessoas normais eu acho muito difícil sentir algo diferente. O isolamento acústico poderia ser melhor em alta velocidade, acima de 130 km/h.

Acho que o carro poderia ter rebatimento elétrico do retrovisor, bancos mais esportivos e envolventes e mais porta objetos. Acabamento das portas deixa a desejar – isso parece que é comum na linha Ford, mas eu reprovo totalmente. A revisão da Ford é de 6 em 6 meses ou intervalos de 10.000 km. Acho um exagero apenas 6 meses para trocar óleo – pra mim, isso é um caça níquel.

O consumo desse carro eu não gosto. Apesar de morar em cidade pequena, onde não se anda mais de 50 metros sem ter que parar para esperar alguém passar ou algum carro passar, acho que o Focus poderia ser mais econômico. Alto consumo, alias, é um defeito de todo flex.

O QUE EU GOSTO: O carro tem um motor fantástico: acima de 2.700 rpm ele te cola no banco, anda realmente bem. Muito bonito, peguei o carro branco por achar esta a cor a mais bonita do modelo. Bom sistema de som, bem completo, com muitas opções e configurações. Vale citar uma função interessante: o ajuste da intensidade da regulagem automática do volume de acordo com a velocidade.

O ar-condicionado é muito bom e eficiente. Os pneus Michelin Primacy HP, fabricados na Alemanha, são da nova geração da Michelin por já. O acabamento interno também é bom, principalmente do painel.

O carro faz curvas como ninguém. É incrível como é gostoso dirigi-lo. Aqui perto, quando fui para outra cidade, tem uma estradinha que tem muitas curvas e subidas e descidas. É muito gostoso forçar um pouco nessas curvas, e o melhor é que tudo é feito na mais total segurança. O Focus tem um dos melhores freios que eu já vi em um carro. Ele freia mesmo, com força. Os faróis direcionais são um show a parte, muito gostoso dirigir com eles.

PROBLEMAS: Únicos problemas que tive até agora foi o limpador do para-brisa fazendo barulho ao varrer o vidro (precisou trocar a maquina que faz o movimento) e um barulho (grilo) no para-sol, que o pessoal da concessionária.

FOCUS E SEUS CONCORRENTES: O Focus ainda é, na minha percepção, um carro muito competitivo. No Brasil temos vários hatches médios, mas apenas alguns podem ser levados em consideração. O Golf é brincadeira da VW com o povo, e o pior é que ainda vende razoavelmente bem. O Vectra GT-X era outra piada de mau gosto. Apenas i30, 308, Focus, Bravo e Cruze Hatch podem ser consideradas boas opções.

Antes, o i30 sofria muito com a desconfiança do pós-venda da Hyundai. Acredito que isso tenha sido resolvido hoje, pelo menos em partes. Mas o i30 em si, apesar do ótimo acabamento, não me chamava atenção na beleza.

Atualmente, apesar de também não me agradar tanto o design, o 308 é uma ótima opção, pois seus equipamentos falam por si. O Cruze é sem sal, nem feio, nem bonito. Seria uma opção dependendo do preço.

O Bravo, na minha opinião, tem vários erros que o tiram de qualquer lista: cambio com soluço; motor 1.8 que fica devendo um pouco de desempenho se comparado aos rivais; GPS/tela multifunção sem touch screen – um erro absurdo num carro desse segmento, algo que mais atrapalha do que ajuda. Hoje, acredito que a Ford precise adicionar alguns equipamentos ao Focus para que ele volte a ter a evidência de antes. Ainda assim o carro é muito bom, em todos os sentidos.

PREÇOS: EU paguei no meu carro R$ 71.000,00. Eu acho isso o teto de valor para um hatch médio. Infelizmente, as marcas aumentam seus preços sem medidas, carros médios indo a R$ 80 mil é ridículo. Opções acima disso eu nem considero. Neste caso já se pode até mesmo excluir o Cruze da lista acima, visto que com certeza ele custará mais do que isso em sua versão TOP, ou em uma versão que seja bem recheada. O Focus, apesar de custar R$ 76 mil na tabela, com boa negociação é possível abaixar bem esse valor, além de ser possível, praticamente sempre financia-lo com juros 0%.

Opinião do blogueiro

Acho o Focus um dos melhores carros do mercado nacional. Suas qualidades realmente saltam aos olhos, como bem disse o Éder. Mas acho que o grande problema do carro não está necessariamente nele, mas sim na Ford.

A marca não consegue fazer o carro engrenar. Primeiro, o Focus chegou apenas com motor 2.0 a gasolina. Depois veio o 1.6 16V Sigma flex, para então termos o 2.0 Duratec flex. Nesse meio tempo, o modelo ganhou mais equipamentos de série, mas ficou consideravelmente mais caro.

Realmente a colocação do Éder sobre o assunto é verdadeira. Minha sugestão seria que o Focus custasse de R$ 2.000 a R$ 3.500 mais barato (como aconteceu com a família New Fiesta no Brasil), ou que a Ford acrescentasse ABS com EBD desde a versão GL, ar-condicionado automático e digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro na GLX e mais quatro airbags (laterais e do tipo cortina) para a versão Titanium, entre outros itens.

Fotos: Éder Sibilin/Arquivo Pessoal

Comentários (9)

  1. Muito bom ver mais um fã do Focus como eu! Eu só deixei de comprar o Ghia por causa do teto-solar: oprime demais a cabeça de quem vai atrás… Por isso fiquei com o GLX 2.0. Pena que a Ford está demorando demais pra trazer a nova versão e começa a deixar de ser uma opção tão boa, a não ser que se consiga um bom desconto.

  2. Vou repetir, não sou fã de Hatch porém, entre este Focus um bom carro e a bagaça do 308 juntamento com as porcarias da Peugeot vou de focus sem chamar o táxi da angelica.

  3. O Focus é um grande carro… tem lá seus defeitos, mas é muito bom. Sugiro apenas que melhorem o torque em baixas rotações e tornem o veículo um pouco mais silencioso em pisos ruins (espero que com os Michelin o carro tenha ficado menos ruidoso).

    Também poderiam aumentar os portas-objeto no interior.

    Descontando esses itens, é um dos melhores automóveis no mercado.

    E Dantas, não fale do que você não conhece. Tenho um japa legítimo e um francês na garagem. Posso opinar com propriedade.

  4. Éder, já participei de discussões sobre o fato do Focus ser um pouco ruidoso em velocidades mais elevadas. A culpa principal disso está nas mantas das caixas de roda. O pessoal do clube Focus inclusive substitui a original por um revestimento paralelo, mais eficiente que o fornecido pela Ford. Em todos os testes que vejo, o ruído no Focus é de 3 a 4dB acima da maioria dos concorrentes.

    A culpa está nas mantas. Essa queixa sua é comum.

    E Dantas, o Focus não é um bom carro. Ele é ótimo e melhor que a maioria desses japorongas que você defende.

  5. Excelente considerações, principalmente pra quem está em dúvida com relação ao Focus. Na minha opinião o único ponto negativo é o atrasado cambio AUT de 4 marchas que ainda persiste não só no focus como em outros modelos.E com relação ao GOLF, também conhecido como GOLFSSAURO, infelizmente não vai sair de linha nunca, pois continua vendendo e é terceiro no ranking de 2012 só perndendo para o FOCUS e I30.

  6. Estou de olho num Focus AT 2012 titanium com 56mil rodados. O preço seria 34 mil reais. Acha um bom negócio ou vou me arrepender para o uso no RJ capital? Estou em dúvida entre esse Focus e um Honda City. Se puderem ajudar, agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *