Dacia mostra os novos Logan e Sandero, a espinha dorsal da Renault no Brasil

Feio, simplório, mas com bom espaço interno, amplo porta-malas e preço competitivo. Assim resumimos o Renault Logan. Nas suas mais recentes atualizações (aqui, aqui e aqui), a marca até tentou melhor um pouco os seus dois principais defeitos, mas a evolução foi muito tímida – especialmente a visual. Entretanto, mostrada oficialmente em fotos nesta semana, a segunda geração do modelo promete manter as qualidades, mas ganhando em beleza e requinte! E as melhorias virão também para o Sandero!

Quem exibiu imagens da dupla foi a romena Dacia. As linhas retas e pouco marcantes do Logan diminuíram, entrando em cena formas mais musculosas e atraentes. Realmente não dá para comparar a dianteira do atual com a do novo Logan. A traseira é um pouco mais parecida, mas as mudanças a deixaram bem melhor! O conjunto ficou bem mais harmônico, melhor até do que o que foi publicado em dezembro do ano passado.

Diferente do que acontece hoje, Logan e Sandero terão a mesma dianteira, que ficou muito boa também para o hatch. A traseira mudou, ganhando um estilo mais “Gol de ser”, com lanternas menores. Não gostei tanto, mas o conjunto geral agrada.

Por dentro, o painel ficou um pouco mais sofisticado, com direito até a uma tela sensível ao toque – mas nada de inovador. A promessa é que o acabamento também evolua. Por aqui, os comandos dos vidros devem continuar nas portas – a ergonomia agradece.

A expectativa é que os novos Logan e Sandero sejam lançados no Brasil no ano que vem, ganhando fôlego extra para brigar com Volkswagen Gol, Fiat Palio, Chevrolet Agile, os recém lançados Hyundai HB20 e Toyota Etios, entre outros.

Podemos esperar, pelo menos, os motores 1.0 16V Hi-Flex (que pode ser atualizado) e 1.6 8V Hi-Torque, que recentemente foi retrabalhado para desenvolver 98 cv de potência e 14,5 mkgf de torque com gasolina e 106 cv e 15,5 mkgf com etanol. Mas não será surpresa se alguma outra opção aparecer.

Para fechar, Logan e Sandero representam a nova cara da Renault no Brasil. Por causa da qualidade, foram eles que conseguiram elevar e consolidar as vendas da marca no país. Embora com mudança prevista, o Clio foi esquecido há algum tempo, enquanto os médios e grandes nunca emplacaram como poderiam. Logo, alterar a “espinha dorsal” da Renault por aqui é algo delicado, mas que, aparentemente, está muito bem encaminhado.

Fotos: Dacia/Divulgação

Comentários (4)

  1. Eu achei bem interessante esta versão do Sandero e Logan. Conseguira um visual agradável, mesmo me parecendo, nas fotos, que os vidros das janelas continuam retos. Única dúvida é se a maçaneta da porta não poderia ter um desenho que combinasse mais com o conjunto.
    Mas melhorou muito o visual!

  2. Ficaram MUITO bons mesmo!

    Gostei demais. Os carros ficaram musculosos e “maus”.
    Se o Logan e o Sandero brasileiros vierem pra cá nesse visual com o motor 1.6 16v repaginado (assim como o 8V) na casa dos 120cv, vai ser demais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *