IPVA dos carros no Brasil pode ficar até 15% mais barato em 2013, mas nem tudo são flores

Reprodução de Pekdek

Boa e má notícia para quem é dono de um carro no Brasil. Começando pela boa, de acordo com pesquisa da agência AutoInforme/Molicar, publicada pela Folha de S. Paulo, o valor do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) em 2013 deve ter uma redução média de 10% para a maioria dos veículos de passeio no Brasil. Em alguns casos, a queda pode ser de 15%!

Isso seria motivo para comemoramos e muito! Pensem: pagar menos imposto num país em que a carga tributária é elevada deveria seria excelente. Mas, como, infelizmente, não é o caso do IPVA…

Como o imposto é cobrado sobre o valor dos veículos no mercado, significa que o patrimônio das pessoas está valendo menos.

Como está dizendo na matéria da Folha, do ponto de vista financeiro, seria mais vantajoso pagar mais sobre um bem que também valesse mais: seria melhor pagar R$ 2.000 sobre um veículo que vale R$ 50 mil do que pagar R$ 1.600 de um que vale apenas R$ 40 mil.

Ou seja, até quando a notícia é boa, ela é ruim…

Desvalorização
Para quem não sabe, os carros mais novos tendem a desvalorizar mais do que os antigos, especialmente nos três primeiros anos depois da compra. Com o passar do tempo, depreciação diminui, seguindo para certa estabilidade.

De acordo com a AutoInforme/Molicar,  na média geral de todas as marcas e modelos do país, os veículos fabricados e vendidos em 2012 perderam 9,33% do valor; os em 2011, 10,82%; os em 2010, 11,83%; e os em 2009, 10,63%.

Por marcas, como eu já imaginava, os carros da Citroën foram os que tiveram a maior queda, com 15,34%. Imagino que o C4 Pallas seja um dos grandes responsáveis por isso.

A surpresa ficou por conta da Chevrolet, que ficou em segundo lugar, com a desvalorização média de seus carros na casa de 12,62%. Talvez isso ocorra porque a marca está renovando toda sua linha no Brasil, tirando vários carros de linha – Astra, Corsa, Meriva, Zafira, Prisma -, o que aumenta a desvalorização.

Fonte: Folha de S. Paulo

Comentários (5)

  1. Boa reportagem, mas falar sobre média de desvalorização por marcas é um dado “camuflado”. Um modelo específico de uma marca pode ter uma grande desvalorização e os demais não, ainda mais em marcas que possuem poucos modelos. Seria melhor um comparativo por modelo de carro específico.

  2. Em tempos de IPI reduzido seu zero desvaloriza mais ainda, o usado então nem se fala. Daqui uns dias vamos estar encostando o carro no ferro velho para comprar outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *