Renault Fluence evolui na Europa – diferente do Mexico. E no Brasil?

Com alguma expectativa, finalmente a Renault mudou o Fluence na Europa. Agora, seu sedã segue a tendência de design dos mais recentes lançamentos da marca – diferente do que aconteceu com o modelo no México, onde, “nissanzinado”, ele regrediu muito visualmente.

O Fluence acompanha as mudanças que aconteceram no Clio vendido no velho continente (a quarta geração), e as do “novo” Clio vendido por aqui (muitas gerações para trás). Na dianteira, destaque para a nova grande, mais larga na parte superior, que destaca a logomarca da Renault. Nas extremidades, os faróis de neblina estão diferentes, e o carro ganhou, logo acima deles, luzes de LEDs diurnas. A traseira, aparentemente, não mudou.

Em relação ao nosso Fluence, a evolução foi muito bem-vinda. O modelo ganhou um aspecto mais esportivo, que deve fazer a diferença na hora da compra.

Por dentro, o quadro de instrumentos é digital e o freio de estacionamento passa a ser elétrico. Os sistemas interativos também evoluiram, com bluetooth para conexão do celular, e, principalmente, graças ao sistema R-Link (vendido opcionalmente), que tem tela touchscreen com GPS com comandos de voz, além de outras funções.

Painel tem instrumentos digitais e sistema R-Link – Fotos acima: Renault/Divulgação

Na Europa, o Fluence conta com opções de motores a diesel e a gasolina.

No México (abaixo), o sedã da Renault regrediu na sua reestilização mais recente, ficando com a dianteira muito feia, que parece ter sido inspirada em modelos da Nissan (Versa?) ou no antigo Corolla.

Reprodução de Al Volante
Duas fotos logo acima são do Fluence mexicano. Feio, não? – Renault/Divulgação

E no Brasil?
No Brasil, para a nossa alegria, a Renault deve repetir por aqui as mudanças efetuadas no Fluence europeu em algum momento de 2013. Se os preços se mantiverem ou até cairem um pouco, o sedã francês poderá vender ainda mais.

Sua participação no mercado não é ruim, mas ele nunca vendeu o que realmente pode – o Fluence é um carro muito bom. Segundo a Fenabrave, de janeiro a outubro de 2012, foram emplacadas 13.029 unidades do Fluence, mantendo firme a quinta colocação no segmento de sedãs médios em 2012, à frente de concorrentes como Nissan Sentra, Hyundai Elantra, Kia Cerato e Peugeot 408.

Acima do Fluence estão Volkswawagen Jetta (18.306 unidades vendidas no mesmo período), Chevrolet Cruze (34.112), Honda Civic (41.907) e Toyota Corolla (45.520).

Mesmo com as mudanças, não existe nenhuma maneira do Renault brigar com os japoneses. Alcançar o Cruze também é difícil. Mas, se as alterações forem mesmo confirmadas, especialmente mais para o início de 2013, lutar pela quarta posição será algo realmente possível.

Comentários (3)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *