Termina a greve dos funcionários da fábrica da Hyundai em Piracicaba (SP)

Em menos de 15 dias, a Hyundai inaugurou oficialmente sua primeira fábrica no Brasil, onde produz o hatch compacto HB20; anunciou planos de ampliação da planta; depois a maioria dos funcionários da fábrica entrou em greve; e os colaboradores voltaram ao trabalho depois de chegarem a um acordo. Quantas coisas aconteceram para a Hyundai no Brasil em tão pouco tempo! Seria esse um sinal de que a marca terá sucesso por aqui, e que o HB20 será popular? Ou não?

Hyundai/Divulgação

Termina a greve dos funcionários da fábrica da Hyundai em Piracicaba (SP)
Os trabalhadores do 1º turno da fábrica da Hyundai em Piracicaba, no interior de São Paulo, voltaram ao trabalho nesta quarta-feira depois de um dia de greve. Os funcionários da planta da montadora sul-coreana aceitaram o reajuste do piso salarial proposto pela marca, de R$ 1.287 para R$ 1.600. De acordo com a Hyundai do Brasil, ainda haverá uma assembleia às 17h, com a presença do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba, ligado à Força Sindical, para propor o mesmo acordo com os trabalhadores do 2º turno da fábrica.

O novo piso, que sofreu alta de 24%, começa a valer no dia 1º de janeiro de 2013. Já o aumento salarial para quem ganha mais que o piso é de 8,1%. Além do aumento, o sindicato conseguiu um vale especial de Natal para os funcionários, no valor de R$ 1 mil, que deve ser pago até o dia 20 de dezembro, e uma antecipação de R$ 1.200 de antecipação de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), que devem ser pagos até o dia 30 de novembro.

Apesar do acordo, o presidente do sindicato, José Luiz Ribeiro, disse que muitas questões serão discutidas ainda. “Queremos ainda mais melhorias no piso salarial, discutir a jornada de trabalho de 40 horas semanais, o adicional de hora extra aos sábados, que reivindicamos que seja de 100%, fim do assédio moral e o programa de PLR para o ano que vem”, pontuou.

A fábrica da Hyundai em Piracicaba é responsável pelas vendas do recém lançado HB20. De acordo com Airton Cousseau, diretor executivo, a expectativa da marca era vender 10 mil unidades do hatch até dezembro. Mas foram encomendadas mais de 27 mil unidades até o prazo. A unidade fabril tem capacidade para construir 34 carros por hora.

Texto: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *