Entre as expectativas de 2012, o que foi melhor, pior ou dentro do esperado no mercado brasileiro de carros

Chevrolet/Divulgação

O mercado brasileiro de carros foi muito movimentado em 2012, com inúmeros lançamentos importantes (outros nem tanto), aposentadorias bem-vindas e vários outros acontecimentos. Não acho que vale ficar comentando cada um dos principais fatos do ano, mas alguns merecem um comentário.

A redução de IPI foi o fato mais marcante em termos gerais. Bastou o mercado nacional começar a enfraquecer e os importados colocarem as “mangas de fora” para que o Governo Federal se movesse, atendendo ao pedido das montadoras e cortando o imposto sobre produtos industrializados. A redução do IPI foi prorrogada em agosto e depois prorrogada de novo em dezembro. O retorno do imposto começa a acontecer gradualmente a partir do dia 1º de janeiro de 2013.

Mas o Governo foi mais além e criou o Inovar-Auto, o novo regime automotivo que tem como principal meta evoluir (e proteger) a indústria automotiva brasileira. Quem investir mais paga menos imposto.

Em relação aos lançamentos, fiz uma filtragem para não deixar o post muito longo. Para facilitar, separei por níveis de expectativa: melhor do que o esperado, dentro do esperado e pior do que o esperado. Confiram:

Peugeot/Divulgação

Melhor do que a expectativa
. Peugeot 308 (março) – Foi realmente uma surpresa. O 308 ficou um carro muito legal, com versões variadas, preços atraentes e três opções de motor. Só ficou devendo mesmo em ter um sistema de transmissão automática mais moderno e eficiente para trabalhar em conjunto com o propulsor 2.0 16V flex.
. Chevrolet Onix (novembro) – Depois do alto preço pedido pelo Cruze Sport6 e pelo valor mais alto pelo motor menor do Cobalt (processo parcialmente corrigido com o propulsor 1.8), além da feiura do bom Spin, a Chevrolet acertou a mão com o Onix. Visual legal, garantia de 3 anos; ABS e airbag duplo em todas as versões e sistema opção pelo MyLink são apenas alguns dos atrativos. Mas o carro merecia ter ar-condicionado na versão LS e que a LTZ custasse menos.

Dentro do esperado
. Honda Civic (janeiro)
. Chevrolet S10 (fevereiro)
. Honda CR-V (março)
. Fiat Grand Siena (março)
. Chevrolet Cruze Sport6 (abril)
. Chevrolet Sonic hatch (maio)
. Chevrolet Sonic sedã (maio)
. Chevrolet Spin (junho)
. Ford Ranger (julho)
. Ford EcoSport (agosto)
. Citroën C3 (agosto)
. Hyundai HB20 (setembro)

Pior do que o esperado

Dianteira ficou legal, mas faróis de neblina se perderamHonda/Divulgação

. Honda Fit (março)Como eu disse, é um excelente carro, mas a Honda perdeu uma grande chance de torná-lo o carro definitivo na linha 2013. Nem o Fit Twist ajudou.
. Toyota Corolla XRS (março) – Outro ótimo carro, mas a versão XRS é cara e sem emoção. Pelo seu preço é possível investir em outros carros mais divertidos.
. Honda City (abril) – Praticamente o mesmo caso do irmão Fit.

Mesmo igual a todo mundo, visual ficou bacana! Mas ter dupla linha 2013 não foi legal – VW/Divulgação

. Volkswagen Gol (julho) – Ter duas versões em 2013 em 2012 abalou completamente a minha confiança na marca, infelizmente. E sei que não sou o único…
. Volkswagen Voyage (julho) – O mesmo do Gol.

Toyota/Divulgação

. Toyota Etios hatch (setembro) – Bom mecanicamente e com espaço interessante, o Etios peca pelo preço, acabamento simples e pelo painel “ridículo”. Minha percepção é compartilhada pelos brasileiros, que não tem comprado o Etios.
. Toyota Etios Sedan (setembro) – Vale o mesmo do hatch.
. Renault Clio (novembro) – O visual ficou até legal, mas a falta de itens de segurança é uma falta muito grave.

Comentários (5)

  1. 2012 foi “o ano da Chevrolet”, 2013 será “o ano da Ford” e VW…, se pelo menos mudar as “máscaras”…
    Até lá, tem muuiiito tempo.
    Márcio Moreira

  2. Minha mãe foi dar uma olhada no Etios hatch (sob protestos da família). Eu e meu irmão fomos com ela para evitar que fizesse algum bobagem… Depois de compararmos o acabamento com a concorrência, a própria vendedora disse que o acabamento dele era sofrível…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *