Venda de veículos recua 3% em novembro

Era muito difícil que o mercado brasileiro conseguisse manter as vendas recentes superaquecidas. Logo, a queda em novembro era esperada. Ainda assim, o balanço do ano mostra um crescimento de quase 5% em relação ao primeiros 11 meses do ano passado, provando que as medidas adotadas, especialmente a redução do IPI, foram suficientes para manter as vendas de veículos no Brasil em alta.

Venda de veículos recua 3% em novembro
Balanço divulgado hoje pela Fenabrave – entidade que abriga as concessionárias de carros – mostra que as vendas de veículos novos no país caíram 3% em novembro, quando comparadas a igual período do ano passado. Em relação a outubro, a queda foi de 8,7%.

No total, foram emplacados 311,8 mil veículos no país durante o mês passado, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume eleva as vendas no acumulado do ano para 3,44 milhões de unidades, um crescimento de 4,8% na comparação com o desempenho dos onze primeiros meses de 2011.

Considerando apenas as vendas de carros de passeio e utilitários leves, as vendas somaram 297 mil unidades em novembro, o que corresponde a uma queda de 2,7% na comparação anual e de 9,1% em relação a outubro.

A Fiat liderou o mercado no mês passado, com participação de 24%. Na sequência aparecem Volkswagen (20,8%), General Motors (17,7%) e Ford (8,1%).

Caminhões
As vendas de caminhões somaram 12,56 mil unidades no mês passado, praticamente no mesmo nível de outubro, quando 12,54 mil caminhões foram emplacados.

Novembro, contudo, teve dois dias úteis de venda a menos. Quando se compara com o mesmo mês de 2011, as vendas de caminhões mostram queda de 6,4% em novembro.

Nos onze primeiros meses do ano, as vendas de caminhões continuam no terreno negativo, com queda de 20,3% e 125,2 mil unidades emplacadas.

A marca Volkswagen, controlada pela MAN, respondeu por 28% das vendas em novembro, à frente da Mercedes-Benz, que teve 23,9%.

O levantamento da Fenabrave mostra também que 2,19 mil ônibus foram vendidos em novembro, também praticamente no mesmo nível de outubro (2,2 mil unidades). Em relação ao desempenho de um ano antes, as vendas de ônibus caíram 26% no mês passado.

Texto: Eduardo Laguna
Fonte: Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *