Conheça as linhas finais do novo Chevrolet Prisma, o Onix sedã

Não demorou muito para o novo Chevrolet Prisma, a versão sedã do Onix, aparecer sem disfarces na internet. Agora não só podemos ver as linhas finais do modelo, como também é possível confirmar que ele irá mesmo se chamar Prisma.

O veículo foi flagrado pelo auxiliar de testes da Revista Quatro Rodas, Jorge Luiz Alves. O lançamento oficial do veículo está marcado para o final de fevereiro.

Diferente da primeira geração do Prisma, o novo Chevrolet não será baseado no Celta, mas sim no Onix, o mais importante lançamento da marca em 2012 (leia o Duelo dele contra o Agile e contra o HB20). E isso é muito bom: chega do acabamento excessivamente simplório, do espaço interno ruim e da posição de dirigir torta! O novo Prisma corrigirá todos estes defeitos, mas herdará as qualidades da atual geração: desempenho interessante, mecânica confiável e porta-malas com boa capacidade.

Analisando as imagens vemos que o brake light está na parte central do topo da alta tampa do porta-malas. A abertura da tampa não parece ser tão pequena quanto muita gente comentou, mas também não parece muito grande. O para-choque e as lanternas traseiras parecem ser os mesmos do Onix.

O novo Prisma deverá ser vendido com a dupla de motores SPE/4 1.0 8V (78/80 cv) e 1.4 8V (98/106 cv) associados ao câmbio manual de cinco marchas. A esperada transmissão automática de seis velocidades também estará disponível em algum momento – espero que já no lançamento. As versões devem ser as mesmas do Onix: LT e LTZ. Resta a dúvida se a LS também será ofertada (poderia “brigrar” com o Classic mais equipado em preço). Em termos de equipamentos, o novo sedã deverá ter, pelo menos, ABS, airbag duplo, direção hidráulica e mais alguns outros itens de série.

Em relação ao nome, a Chevrolet segue a sua curiosa relação de amor e ódio com as palavras “hatch” e “sedã” (no caso sedan). Tivemos Astra e Astra Sedan e Corsa e Corsa Sedan, por exemplo. O Vectra nunca foi “Vectra Sedan”, enquanto o Vectra GT jamais foi “Vectra hatch”. Hoje temos o Cruze e o Cruze Sport6 e teremos o Onix e o Prisma. Mas a marca ainda tem o Sonic e o Sonic Sedan.

Comentários (2)

  1. Pelo visto, vão usar o VHCE nas versões de entrada, o que eu acho péssimo. Eu lançaria só com motor 1.4 (assim como o Prisma original, que só depois ganhou motor 1.0), e com uma faixa de preço que não encoste no campeão da categoria, que é o Fiat Grand Siena 1.6 16v, que vem bem completo para a sua faixa de preço.

    O ideal seria 38.000 na LTZ 1.4 completa, para não roubar muitos clientes do Cobalt, ou matar as versões 1.4 do Cobalt (que é o certo, já que ele sofre muito para carregar aquele peso todo). Mas, considerando que o Onix 1.4 LTZ tá acima dos 40, pode apostar que a GM vai pedir 45.000 nesse novo Prisma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *