Enquanto Bravo chega a linha 2014 no Brasil com poucas novidades, Fiat coloca seu substituto no forno

Fiat Bravo 2014 T-jet

Fiat/Divulgação

O Fiat Bravo nunca vendeu o que poderia no Brasil. Embora seja um excelente carro, sua média de emplacamentos por mês em 2013, de acordo com a Fenabrave, é de 845 unidades (menos da metade da média mensal do Ford Focus e do Chevrolet Cruze Sport6). Para tentar mudar esta situação, a marca italiana lançou a linha 2014 do modelo. Infelizmente, as novidades dificilmente vão ajudar em alguma coisa. Pelo menos a Fiat já prepara o substituto do Bravo.

Começando pelas alterações da linha 2014 do hatch médio, temos:
– Bravo Essence 1.8 ganhou de série rodas de liga leve 16” esportivas e novos tecidos com tonalidade mais escura.

– Bravo Sporting 1.8 recebeu novo ambiente interno preto, costuras vermelhas nos tecidos dos bancos e logomarca da versão em bordado exclusivo no encosto dos bancos dianteiros.

– Bravo T-Jet 1.4 Turbo traz novas faixas laterais que invadem o para-choque dianteiro, diferenciando-o ainda mais das outras versões do modelo, além de um novo ambiente interno preto.

– Todas as versões — Essence, Sporting e Absolute Dualogic — ganham a nova cor Branco Kalahari.

Muito pouco para um bom carro, mas que precisa de algum diferencial para vender mais, não concorda?
Fiat Viaggio hatch 2015 dianteiraSe a linha 2014 do Bravo 2014 foi bem morna, pelo menos a marca já colocou no forno o seu novíssimo hatch médio, que será apresentado em novembro, durante o Salão de Guangzhou, na China. A informação foi confirmada pelo vice presidente da joint-venture Guangzhou-Fiat, Jiang Ping.

Fiat Viaggio hatch 2015 traseira

Fotos do Viaggio hatch: reprodução do www.carnewschina.com

O modelo escolhido é o Viaggio hatch. Sua versão sedã, derivada do irmão Dodge Dart, deverá começar a ser produzido ainda este ano e chegará às lojas chinesas no primeiro semestre de 2014.

Obviamente que a Fiat do Brasil não confirmou nem o Viaggio hatch, nem o sedã. Mas a nova fábrica da marca em Pernambuco deverá ser a casa desses dois modelos. E, pelo andar da carruagem, eles devem ser lançados em 2015.

Comentários (7)

  1. A FIAT parece disposta a repetir para o novo hatch e sedã, a mesma estratégia que usou quando do lançamento do Bravo. Quando chegar ao Brasil já estará defasado frente a concorrência. Não há bom produto que resista a tanta exposição sem nunca chegar. O consumidor deixou de ser ingênuo.

      • A FIAT cometeu um grande erro ao tirar o stilo de linha. O bravo é um stilo piorado, que é um ótimo carro. O motor e o interior são os mesmos, porém o exterior é horrível. Desde o inicio eu sabia que o bravo seria um fracasso, basta olhar a concorrência que tem modelos bem mais bonitos.

        • O STILO ERA O CARRO MAIS ESPORTIVO DA FIAT,QUANDO PASSAVA NAS RUAS CHAMAVA MUITA ATENÇAO UM CARRO AVIAO …TENHO STILO HA 7 ANOS UM CARRO COMPLETO. EM BRASILIA TINHA ENCONTRO CLUBE STILO DE TODAS CORES O SAUDADE…ASSIM E UMA MAQUINA FIAT STILO ENCANTO BRAVO EU PUNTO COM EBG LIGADO DENTRO DO SEU INTEIRO .O SITLO TEM VOLTA EM 2014.URGENTE

          • O nome stilo podia ter continuado,no bravo seria o novo estilo.
            Mais agora que ja acostumo bravo então ta.Qual seja o susseçor do bravo tinha que ficar o nome bravo.Fiat tem o mesmo problema da chevrolet,não aguenta ter que aguentar o mesmo nome.Poderia ser o cruzer o nome vectra.A fabrica tem que assigurar o cossumidor e não perdelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *