Museu da BMW em Munique é um sonho para os amantes da marca

Museu BMW Munique Alemanha - Renato Parizzi 2

De Munique, Alemanha – Logo depois de visitar o Welt da BMW, atravessei uma ponte e fui direto conhecer o BMW Museum, um verdadeiro sonho para os amantes da marca! Quanta história; quantos carros clássicos; quantos modelos interessantes; quantas motos; quantos veículos curiosos! Foram os 9 euros mais bem gastos da minha vida!

Com formato curioso, o prédio do BMW Museum chama a atenção de qualquer um que passa pelo local, e é realmente fácil chegar até lá. Fui de metrô, pela linha U3, saindo da estação central, no sentido Moosach, descendo na estação Olympiazentrum (a mesma do Parque Olímpico de Munique) – mesma coisa para o Welt. Ao chegar, resolvi fazer um lanche no M1 Cafe, que fica dentro do complexo do museu. Logo que terminei, passei pela loja que vende produtos da marca, como roupas, livros e acessórios.

BMW Turbo 1972 Museum

BMW Turbo

Antes de comprar o ingresso, um lendário BMW Turbo vermelho, de 1972, chamou a minha atenção. Ele dá as boas vindas aos visitantes. Já é uma marcante amostra do que estava por vir.

Com a entrada na mão, os funcionários do museu perguntam se você quer um guia de audio para orientar a visita. As línguas disponíveis são: árabe, chinês, francês, italiano, japonês, russo e espanhol – nada de português. Como todas as atrações do museu possuem placas com explicações em alemão e inglês, dispensei o guia de audio.

O lugar é mesmo grande, por isso sugiro, pelo menos, 2h para uma visita com calma, ou 1h30 para uma visita mais rápida. Assim que você entra, você começa a descer uma rampa e as primeiras salas com atrações aparecem. Não me lembro exatamente da sequência, mas isso pouco importa, pois praticamente tudo é muito legal.

BMW Serie 3 Familia Family Museum

Família BMW Série 3 reunida

Eu gostei muito da sala com a família Série 3, mostrando desde o antecessor da série, até um marcante Série 3 vermelho do final dos anos 1990 (veja mais fotos na galeria abaixo).

BMW Z3 1995 007 GoldenEye

Outro ponto muito interessante é o dos clássicos conversíveis! O “passeio” começa pelos modelos da década de 1930, passando pelo lendário 507, de 1956, chegando ao inesquecível Z3, do filme 007 contra GoldenEye (logo acima), terminando no nostálgico Z8, de 1999.

BMW WR 500 1937

BMW WR 500

Os fãs de motos também vão adorar o museu da BMW, pois a marca tem uma linha bastante variada, grande e antiga. Ver alguns modelos da época da 2º Guerra Mundial e outros mais específicos, como o WR 500, foi realmente marcante. Com formato de torpedo, a WR 500 estabeleceu o recorde de velocidade em 1937, quando atingiu impressionantes 279,503 km/h.

BMW M1

BMW M1

Conhecer vários integrantes da família M também é uma grande atração do museu. Todos eles ficam expostos no mesmo salão, com a imponente frase “BMW M Power” ao fundo. Meu favorito, o M1, estava presente, num exemplar vermelho muito bonito.

BMW Gina Museum

BMW Gina

O modelo conceitual BMW Gina era um dos veículos que mais recebeu destaque no museu. Ele estava no andar de baixo e podia ser visto de todos os andares para quem subia ou descia pela rampa circular. Numa tradução livre, seu nome significa “Geometria e Funções em ‘N’ Adaptações”, graças à flexibilidade do carro. O BMW Gina não tem lataria, mas sim um tecido especial. Uma pena que não foi possível encostar no carro, mas tirei muitas fotos (veja abaixo).

BMW 327_28 1938 Museum

BMW 327/28 – 1938

Outra atração muito legal é um BMW de 1938. Ele parece ter saído direto dos filmes de gangsteres e mafiosos. Mas o modelo 327/28 é um exemplar bem raro. Ele é considerado pela marca o carro mais elegante que saia da fábrica de Eisenach antes da 2ª Guerra Mundial.

O que eu senti falta no museu da BMW foi a presença de carros novos. Mas, obviamente, a marca os deixou de fora de propósito. Afinal, basta atravessar a rua para visitar, de graça, o BMW Welt.

Eu poderia escrever mais umas 100 linhas sobre o museu, mas acho que as fotos valem mais do que o texto. Por isso, paro por aqui para vocês curtirem a galeria de fotos do BMW Museum com 107 imagens.

Comentários (4)

  1. Belíssimas fotos Renato.
    Adorei os conversíveis e a vitrine de motos.
    A forma de disposição c/ os nomes(nºs) dos carros tbm ficou legal.
    Observei que oTURBO da entrada e o M1 posterior tem 2 emblemas da BMW na traseira e achei desnecessário, feio até. O mesmo digo do 328 c/ aqueles “cintos” no capô e, claro, são apenas minhas observações através das fotos.
    Nas fotos dos modelos de argila, os de cima parecem feitos de madeira.
    Destaque, claro, p/ o modelo Gina. Sem comentários.
    Entendo que para descrever sobre tudo que vc viu, modelos, etc…tomaria tempo e espaço, mas vc pode criar “um cantinho” no site e ir “alimentando” aos poucos c/ as impressões, explicações dos modelos e incluir os modelos novos etc…
    Que tal “Galeria BMW Parizzi” ? hehe
    Obrigado por nos permitir “saborear” um pouquinho do que foi as suas férias e parabéns pelo trabalho. Trabalho ?!?! Férias, pô!

  2. Oi Márcio! Já corrigi a legenda das fotos! Obrigado!
    Vou tentar ir publicando minhas experiências na Europa aos poucos aqui. Estou fazendo mais 3 posts ainda, pelo menos! Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *