O preço do sucesso: Chevrolet Prisma fica mais caro antes da chegada da linha 2014!

Chevrolet Prisma LTZ 2013 Brasil sedã traseira

Qual a melhor forma de aproveitar o sucesso de um carro? Para o proprietário, é curtir o seu modelo até não poder mais! Para o fabricante, é aumentar o preço no momento de maior sucesso do veículo! Assim como várias outras marcas já fizeram, agora foi a vez da Chevrolet tornar o Prisma mais caro!

No meio de tantas discussões sobre os altos preços dos carros brasileiros (custo Brasil, impostos elevados, alto lucro das montadoras, etc.), é realmente uma pena que isso aconteça. Mas faz parte do mercado. Em 2013, o Prisma é o quinto sedã mais vendido do Brasil, perdendo apenas para o Fiat Siena (+ Grand Siena), Volkswagen Voyage e para o velho de guerra Chevrolet Classic. Por isso, a marca quer aproveitar o momento e aumentar os seus lucros.

Chevrolet Prisma LTZ 2013 Brasil sedã dianteira

Em março deste ano publiquei um post comparando os preços exatamente dos principais concorrentes do Prisma, tendo como foco o Hyundai HB20S. Neste texto, os preços do sedã da Chevrolet eram:

Chevrolet Prisma LT 1.0 – R$ 34.990
Chevrolet Prisma LT 1.0 – R$ 38.290 (com ar-condicionado e MyLink)
Chevrolet Prisma LT 1.4 – R$ 39.090
Chevrolet Prisma LT 1.4 – R$ 42.390 (com ar-condicionado e MyLink)
Chevrolet Prisma LTZ 1.4 – R$ 45.990

Agora, conforme informações do site da Chevrolet, os novos e mais caros preços são (e os respectivos aumentos em itálico):

Chevrolet Prisma LT 1.0 – R$ 35.390 + R$ 400
Chevrolet Prisma LT 1.0 – R$ 38.890 (com ar-condicionado e MyLink) + R$ 600
Chevrolet Prisma LT 1.4 – R$ 39.490 + R$ 400
Chevrolet Prisma LT 1.4 – R$ 42.890 (com ar-condicionado e MyLink) + R$ 500
Chevrolet Prisma LTZ 1.4 – R$ 46.490 + R$ 500

Ficamos agora na expectativa da chegada da linha 2014 do Prisma. Espero que os preços não subam novamente e que a marca introduza novidades interessantes, como (finalmente) o câmbio automático de seis marchas, que deverá ser ofertado para as versões com motor 1.4 SPE/4 (LT e LTZ). Esta transmissão deveria acrescentar, no máximo, R$ 3.000 ao valor do carro – não R$ 6.000, como acontece com o Cruze Sport6.

Comentários (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *