Conheça o Captur, o SUV compacto que a Renault pretende usar para “capturar o sonho” dos brasileiros

Renault Captur Brasil 2014 SUV compacto

De Paris, França* – Como amante de carros, não pude deixar de conhecer na Europa alguns dos futuros lançamentos que teremos no Brasil num futuro de curto e médio prazo. Farei dois posts sobre o assunto e, neste primeiro, falo exclusivamente sobre o novo “menino dos olhos” da Renault, o SUV compacto Captur. Será que ele vai “capturar os sonhos” dos consumidores brasileiros mesmo?

Embora a confirmação oficial ainda não tenha sido feita, a marca francesa tem planos de lançar o modelo no Brasil. Um funcionário da empresa com quem conversei e que pediu anonimado disse que o Captur chegará ao mercado brasileiro no primeiro semestre de 2014 (importado). A chance dele virar nacional também existe, mas aconteceria apenas depois de 2015. Veremos.

Renault Captur Brasil 2014 SUV compacto visual design dianteira

Ao me encontrar com o Captur pela primeira vez, dois pensamentos vieram imediatamente à minha cabeça: (1) como esse carro parece legal e (2) como ele faz o Duster parecer ultrapassado. Por lembrar bastante o Clio europeu (do qual deriva plataforma e boa parte das peças), o SUV compacto tem no visual um dos seus pontos mais fortes.

Diferente do Duster, que se caracteriza pelo estilo mais quadrado, parrudo e robusto, o Captur de linhas mais inspiradas, com conjunto mais moderno e atraente. A dianteira segue o padrão mundial da Renault e conta com luzes diurna em LED. Além disso, o teto e os retrovisores podem ter cores diferentes do restante do carro, o que aumenta o charme (para quem gosta) e a exclusividade (embora possa atrapalhar na revenda).

Renault Captur Brasil 2014 SUV compacto visual design traseira

Por dentro, o Captur é visivelmente menor (leva 4 pessoas com muito conforto e 5 com certo aperto atrás) e melhor acabado do que o Duster brasileiro. Embora o acabamento não seja espetacular, com alguns materiais duros e alguns para-fusos à mostra, ele está dentro do esperado para um veículo com as propostas do SUV compacto (ou crossover compacto).

Veja algumas diferenças entre o Captur e o Duster:

RENAULT CAPTUR  RENAULT DUSTER
 COMPRIMENTO  4,122 m  4,315 m
 LARGURA  1,778 m 1,822 m
 ALTURA  1,567 m 1,660 m (1,70 m com barras)
 ENTRE-EIXOS  2,606 m 2,673 m
 PORTA-MALAS 377 litros 475 litros (400 l no 4×4)
 TANQUE 45 litros 50 litros

Detalhes
Por dentro, achei rapidamente uma boa posição de dirigir, graças aos ajustes de altura do banco e de altura e profundidade do volante – que tem boa empunhadura. Analisando o painel, achei a disposição dos mostradores interessante e prática, embora eu tenha sentido falta de um velocímetro analógico (questão de costume). Os comandos do sistema de ar e dos vidros me pareceram bem localizados.

Renault Captur Brasil 2014 SUV compacto interior painel

Mas o que mais chamou a minha atenção foi o sistema multimídia do veículo disponível em duas versões, ambas com tela de 7″ sensível ao toque que fica no centro do painel. A versão mais refinada vem com as seguintes funções: rádio, GPS (navegador da TomTom), comandos de voz, conexão Bluetooth, entradas USB e auxiliar, streaming de audio e até acesso a internet. A mais simples perde a internet, os comandos de voz e o apoio da TomTom na navegação.

Curiosamente, a Renault já deu mais um sinal no próprio carro de que pretende mesmo lançar o Captur por aqui. Repare na foto abaixo que o sistema multimídia pode ter os menus em português brasileiro – muito bem-vindo.

Renault Captur Brasil 2014 SUV compacto LCD painel

Sistema multimídia pode ser configurado em português do Brasil

Eu achava que a capacidade do porta-malas do Captur seria maior. Mais, depois de analisar as proporções do carro, acho que o volume de 377 litros está adequado. Um detalhe interessante do porta-malas é que ele vem com uma tampa na parte inferior (no “piso”) que serve para duas coisas: esconder o que fica debaixo dela e tornar o totalmente porta-malas plano quando o banco traseiro está rebatido, facilitando consideravelmente o transporte de carga (veja na galeria abaixo).

Em termos de segurança, nota 10 para o Captur: encosto de cabeça e cinto de três pontos para todos (cintos dianteiros com duplo pré-tensionador); freio a disco nas quatro rodas com ABS com EBD, ESP e assistência de frenagem de emergência; airbags frontais, laterais e do tipo cortina; faróis de neblina e sistema ISOFIX.

Renault Captur Crossover compacto SUV Brasil 2014

Mas como será o Captur vendido no Brasil?
Eu conheci o Captur na Avenida Champs Élysées, em Paris. Infelizmente não pude rodar com o veículo, que possui na França três opções de motor, todas com tração 4×2 (tração nas quatro rodas não faz parte dos planos):

  • 0.9, de três cilindros, turbo, a gasolina, que desenvolve 90 cv de potência e 13,77 mkgf de torque (seria bem-vindo para o Sandero brasileiro) – câmbio manual de cinco marchas;
  • 1.2, de quatro cilindros, turbo, a gasolina, que desenvolve 120 cv de potência e 19,38 mkgf de torque – câmbio manual automatizado de dupla embreagem e seis marchas;
  • 1.5, de quatro cilindros, turbo, a diesel, que desenvolve 90 cv de potência.

Como o SUV compacto deverá vir importado para o Brasil num primeiro momento (2014), a expectativa é que o Captur seja vendido por aqui equipado com o motor 1.2 turbo a gasolina – com câmbio automatizado de dupla embreagem. Penso dessa forma porque o 0.9 não tem apelo para um veículo deste tipo por aqui e o 1.5 a diesel não pode ser vendido em carros de passeio em solo verde e amarelo.

Renault Captur SUV Compacto

Eis que vem a dúvida: como o Captur é um veículo menor e mais fraco (potência) do que o Duster, por quanto ele deveria ser vendido no Brasil? O ideal seria ter um preço mais baixo, chegando, no máximo, a R$ 55.000.

Mas, como ele será importado da Europa e por ser mais moderno, bonito e seguro, é provável que o Captur tenha um valor mais alto do que o das versões mais caras do Duster (Dynamique: 4×4 e 4×2 automático). Logo, seu preço seria superior a R$ 65.000. Desta forma, provavelmente o Duster automático sairia de linha, abrindo um espaço especial para o Captur automatizado.

Renault Captur SUV Compacto

Mas e quando o Captur virar nacional (2015/2016), quanto ele vai custar? Realmente não acho que a pergunta seja essa. Penso que a pergunta “do momento” é: Quanto o Captur virar nacional, o que vai ser feito do Duster? Uma resposta interessante seria: Captura vira brasileiro, Duster dá adeus e o SUV Koleos passa a ver vendido por aqui – seria uma dupla muito mais forte e atraente.

O Renault Captur não capturou os meus sonhos como a marca diz na propaganda do início do post. Porém, ele será o sonho de muitos brasileiros, que terão atração imediata pelo modelo por dois motivos principais: tamanho e visual. Se chegar com um preço legal, será um sucesso absoluto de vendas!

*O jornalista e blogueiro viajou por conta própria.

Comentários (8)

  1. O Tracker tem medidas bem parecidas e vai “aparecer” nesse domingo(14).
    Importado do México, TALVEZ, tenha um preço melhor do que o Captur, até ser “brasileiro”. Mas só o futuro dirá.
    Entre os dois, apostaria no Tracker

  2. Parizzi, pelo visto você gostou do design e da posição de dirigir. O que você, de fato, não gostou do carro? Qual motor ele teria aqui no Brasil? Forte abraço!

    • Oi Bruno. Achei o espaço interno limitado para quatro adultos e tenho bastante receio em relação ao preço do Captur no Brasil. Em relação ao motor, acho difícil que a Renault fuja do “tradicional” por aqui: eu arriscaria 1.6 16V e 2.0 16V. Mas não descarto melhorias nestes propulsores, nem alguma eventual novidade. Um abraço!

  3. Demais sua cobertura! Fez o que nenhum site “GRANDE” fez. Deu os mínimos detalhes para que pessoas como eu, possam sonhar com esse carro. Pelo visto vai custar uns 70k visto que a Tracker tá nesse nível. Adorei a Tracker, mas se tiver que escolher, vou de Captur com certeza. Apesar do interior do Tracker ser melhor, o visual externo desse carro é demais. Se viesse em torno dos 65mil valeria mto. Mas com certeza não será.

    • Obrigado Igor!
      A Renault está em uma situação curiosa, pois ela tem o Duster e terá o Captur no Brasil para praticamente a mesma categoria. Seria bem interessante se o Duster ocupasse a faixa entre R$ 50.000 e R$ 63.000, deixando o Captur entre R$ 60.000 e R$ 75.000. Assim os dois venderiam bem.

      O Duster mais barato teria motor 1.6 16V chegando à versão mais cara com propulsor 2.0. Já o Captur partiria do 2.0 e chegaria a uma motorização turbo (talvez a mesma do Fluence). Mas, ao que parece, o Captur deve ter motor 1.2 turbo por aqui.

      Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>