Praticamente sem concorrentes, Fiat Doblò 2014 tem poucas (e até interessantes) novidades

Fiat-Doblo-2014-Adventure-visual

Para manter um carro, que praticamente não tem concorrentes no mercado brasileiro, atrativo, poucas (e até interessantes) mudanças foram feitas para o Fiat Doblò 2014. Como é impossível deixar o carro bonito sem alterar a sua plataforma (ou investir numa profunda restilização estética), a marca italiana preferiu alterar especialmente o interior do modelo.

O ótimo espaço para os ocupantes e para a bagagem continua lá. Ao seu lado, para a linha 2014, temos:

  • Novos quadros de instrumentos (cada versão tem o seu exclusivo), com novas grafias que juntamente com a nova iluminação branca;
  • Novo volante multifuncional;
  • Nova composição de cores internas no painel – mais escura;
  • Novos tecidos para as versões Attractive e Adventure;
  • Novo tweeter na coluna A, esta ainda com novo revestimento;
  • Novos porta-objetos, localizados no painel do lado motorista e do passageiro;
  • Novos rádios CD MP3 / WMA integrado ao painel com RDS, com visual repaginado e novas funções (ainda pode trazer os comandos do rádio no volante);
  • Novas rodas e calotas (sem beleza alguma – assim como o carro).

Fiat-Doblo-2014-Adventure-interior-painel

As versões do Fiat Doblò 2014 não mudam – Attractive, Essence e Adventure -, assim como as motorizações (1.4 8V flex de 85/86 cv e 1.8 16V flex de 130/132 cv). O Doblò Adventure pode ser equipado opcionalmente com o bloqueio eletrônico de diferencial Locker (R$ 1.610), enquanto nenhuma versão do veículo conta com câmbio manual automatizado Dualogic.

Fiat-Doblo-2014-Adventure-visual-traseira

Equipamentos

O Doblò Attractive 1.4, que nunca contou com a atualização EVO do propulsor, vem equipado, de série, com apoios de cabeça traseiros (3) com regulagem de altura; banco traseiro rebatível; barras longitudinais no teto; bolsa porta-objetos nas portas dianteiras; bolsa porta-revistas no encosto dos bancos dianteiros; brake light; calotas integrais; chave desmodrômica; cintos de segurança dianteiros retráteis de 3 pontos com regulagem de altura; cintos de segurança laterais traseiros retráteis de 3 pontos e central fixo de 2 pontos (até hoje); computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso); console central com porta-objetos e porta-copos (2 dianteiros e 1 traseiro); conta-giros; desembaçador do vidro traseiro temporizado; direção hidráulica; Drive by Wire (controle eletrônico da aceleração); espelho no para-sol lados motorista e passageiro; Fiat Code 2ª geração; follow me home; frisos laterais; grade frontal na cor do veículo; airbag duplo e ABS com EBD; hodômetro digital (total e parcial); limpador e lavador dos vidros dianteiro e traseiro com intermitência; luzes de leitura dianteira e traseira; My Car Fiat (personaliza várias funções do carro); pára-choques na cor do veículo; porta-garrafas nas portas traseiras; porta-objetos sob o teto; portas laterais traseiras deslizantes lados motorista e passageiro; portas traseiras assimétricas; protetor de cárter; relógio digital; retrovisores externos com comando interno mecânico; retrovisores externos na cor do veículo; revestimento interno completo das colunas centrais e traseiras; rodas de aço estampado 5.5 x 14″ + pneus 175/70 R14; sistema de gerenciamento elétrico e eletrônico Venice; tomada 12V; travas elétricas; vidros climatizados verdes; vidros elétricos dianteiros com one-touch (subida e descida) para motorista; válvula antirrefluxo de combustível, entre outros.

Fiat-Doblo-2014-Essence-visual

A versão Essence 1.8 tem os equipamentos da Attractive 1.4, além de 6º Banco traseiro suplementar lado passageiro; ar-condicionado + para-brisas degradê; chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas; computador de bordo B (distância B, consumo médio B, velocidade média B e tempo de percurso B) e sistema de gerenciamento elétrico e eletrônico Venice Plus (?).

Fiat-Doblo-2014-Essence-visual-traseira

O Doblò Adventure 1.8 tem os itens do Essence 1.8 com adição de bancos dianteiros com bordado Adventure no encosto; bússola e inclinômetros longitudinal e transversal; estribos laterais antiderrapantes; faróis bi parábola com máscara negra; faróis de neblina; faróis de profundidade; para-choque traseiro com estribo antiderrapante; pneu sobressalente fixo na traseira do veículo com recobrimento estético exclusivo e parafuso antifurto; predisposição para rádio (2 alto-falantes no painel, 2 alto-falantes nas portas dianteiras, 2 alto-falantes traseiros e antena); protetor de soleira nas portas dianteiras; proteções laterais nas portas com inscrição Adventure; retrovisores externos na cor do veículo e luzes indicadoras de direção; rodas de liga leve 5.5 x 15″ exclusivas Adventure + pneus de uso misto 205/70 R15; rádio CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS; suspensão elevada; volante com regulagem de altura, entre outros.

Fiat-Doblo-2014-Essence-interior-painel

Os preços, infelizmente, continuam altos:

Linha 2014

Fiat Doblò Attractive 1.4 Flex – R$ 52.780
Fiat Doblò Essence 1.8 16V Flex – R$ 58.840
Fiat Doblò Adventure 1.8 16V Flex – R$ 63.080

Comentários (33)

  1. ficou uma bosta de carro intens de 2 qualinadde, nós Brasileiros somos desvalorizados pela qualidade dos carros que tão no brasil, a vista da doblo da argentina portugual etc! porque os piores versões estão no brasil?

      • Para alguém que nem escrever certo consegue, um LADA estaria bom demais.
        Instrua-se, aprenda a falar e depois você pode ter alguma chance de fazer críticas.

        • Você é acionista da FIAT, pra rebater de forma tão ignorante o comentário do colega? Não trata-se de saber gramática ou língua portuguesa, mas ter sensibilidade com os olhos, mãos no volante e pés na estrada, para saber que pagamos muito por tão pouco oferecido pelas montadoras e concessionárias. Pesquise os preços lá fora x qualidade e compare com o que é oferecido no Brasil que você vai entender e talvez ser menos ignorante com o colega!

      • DEsculpem, mas não posso deixar de comentar esse absurlos que li acima. Primeiro, realmente estamos em um país desfavorável principalmente na setor da educação.É um absurdo como se escreve mal e principalmente como nós mesmo não conhecemos nosso país. Eu viajo muito e concordocom a opinião do fernando sobre equivocos de escrita, mas dizer que aqueo é o lixo do mundo, me desculpem, mas vocês não viram nada ddo mundo mesmo. COnclusão, o povo brasileiro não tem propriedade de nada que se fala. E realmente a FIAT deve saber disso e por isso pagamos preço abusivos. Espero que retenham minha mensagem como uma crítica positiva e humilde para que nos mesmo possamos a nos ajudar em todos os sentidos. Abs!

  2. Fiquei 10 anos com Doblo , 2 carros que comprei zero km. Gostei muito em relação ao espaço. Mas é muito caro, não tem como justificar os valores praticados. Acabei substituindo por um Tucson, é muito mais carro. Super confortável, seguro e com cambio automático entre diversos outros itens que tem a mais que o Doblo. Continuo precisando do espaço que tinha no Doblo, mas… Quando a Fiat resolver trazer a versão atual da Europa e se tiver cambio automático, provavelmente eu volte a comprar um Doblo. Isso se a própria Hyundai até lá não trazer o H1 Starex.

  3. Troquei uma Dobló 1.3 16V por uma 1.4 8V. Fiquei decepcionado. Sem torque algum. Agora, esperando o surgimento do câmbio automático, me frustei novamente. É um ótimo carro, mas muito caro em relação a outros mais confortáveis do mercado. A FIAT é beneficiada porque não há concorrente no mercado desse modelo.

  4. Boa tarde. A minha dúvida é saber o motivo que a FIAT no Doblô não ter cambio automático, nem como item opcional. Sou paraplégico e me utilizo de cadeira de rodas para me locomover. E preciso de muito espaço interno, o que é um ponto forte deste carro. Dirijo normalmente e meus carros são adaptados com acelerador e freio manual. E sempre opto pelo cambio automático, pois não gosto do cambio automatizado que existem no mercado oferecido pela Cavenaghi entre outros. Não conheço os semi automático que hoje vem de fábrica, mas creio que atendam perfeitamente as necessidades das pessoas portadoras de necessidades especiais. Poderiam esclarecer o motivo da Fiat não automatizar o cambio do DOBLÔ?
    obrigado

    • Bia, é o seguinte: Se você precisa de ESPAÇO (e muito) e não liga muito para preço e beleza exterior, vai de Dobló. Tenho uma ELX 2002 1.6 16V com 170 mil Km e tá inteira. É sério, só faz falta o câmbio automático. Se for trocar, troco por outra Dobló (1.8, claro). Agora, se teu lance é beleza, sofisticação, e não liga pro espaço, pega qualquer outra coisa, pois com o valor da Dobló dá pra pegar um bom sedan médio ou um sedan compacto completíssimo.

      • Gostaria de saber de proprietários Fiat Doblo ELX 1.6 16 v ano 2002 gasolina o que falam sobre esse veiculo, consumo, manutenção, se comenta muito negativamente sobre motor 16 v. Gostaria saber informações a respeito…

      • Não sei por que o pessoal fica dizendo que a Doblo é feia por fora. Acho tão lindo esse carro? Feio é o Tucson e o H1 Starex. Pelo menos o Doblo Adventure Locker é lindo pra caramba.

    • Tenho uma Doblô branca 2013, antes tive 2008, 2006, 2004, melhor carro que ja tive e tenho, vale a pena tudo que pode fazer com ela, é um carro, confortavel e espaçoso.

      • Bacana ler tudo sobre o Doblo. Estou adquirindo um Attractive 1.4 ano 2013 com 42 mil rodados. Caro é sim, mas acho que a utilização funcional vai me beneficiar. Quanto a manutenção e o consumo, creio que nada quase mudar, pois aqui no Brasil tudo de carro é caro mesmo, começando pelo combustível. Tenho um Crossfox – 2013 e já sei que é quase semelhante o consumo relacionado ao Doblo. Esperar pra ver.

  5. Entre idas e vindas,somos realmente o último da fila.As dificuldades burocráticas e um leque enorme de entraves,fazem do Brasil o país que faz tudo o que não deve ser feito em transações automotivas sacrificando seu povo na compra de um simples automóvel.Isso, deve ir muito longe ou em outras palavras, ETERNAMENTE pois não há nenhuma perspectiva de mudança e essa mina de Ouro IMPOSTÔMETRA, eles não vão largar ou mudar NUNCA!!!!

  6. Bom! É o segundo doblo Adventure que possuo, só que tive um problema de rompimento de tendão de Aquiles, onde o câmbio dualogic, o que me fez muita falta! Sou um cliente muito satisfeito com o doblo, é o carro ideal para minha família!

    Um abraco

  7. Incrivel como nenhuma marca como volks ou Gm lança um carro nessa categoria. O doblo só é bom mesmo em espaço, pois é feio, mal equipado, tem acabamento fraquissimo, não é tão robusto e é um carro muito caro pelo que oferece, custa proximo de um Bravo ou Cruze. Como não há concorrentes a Fiat mete a mão. Na Europa o Doblo assi como o Fiorino são outros carros, muito melhores que os vendidos aqui e muito mais baratos, pois ainda enfrentam uma forte concorrencia.

  8. O ponto forte da Doblò é realmente o espaço interno e é boa de andar na terra, embora uma versão 4×4 não seria mal.
    O que me espanta são as gambiarras: o vidro de trás onde fica o estepe já quebrou 2 vezes, ao abrir a porta. Tente abrir com chave a porta traseira, impossível pois o estepe fica na frente da fechadura!!! A alavanca de abertura da porta traseira também já quebrou/desencaixou umas 10 vezes, basta que um desavisado empurre-a para o lado errado e ela quebra imediatamente. As portas de correr (muito úteis por sinal) vivem emperrando e pouca gente conserta. As oficinas especializadas da Fiat sabem disso e propõe em “off” soluções caseiras para evitar esses problemas. Tá na hora de evoluir né? O carro existe desde 2002!!!!

  9. Tenho uma Doblo Adventure 2005/2006 ER.
    O carro para mim é excelente no quesito espaço, mas falta conforto, no BANCO Traseiro para quem está ali a muito tempo em viagem, Banco DURO demais o Ângulo de inclinação tbm é muito Ruim cansa-se ficar naquela posição poderia ser um pouco mais reclinado ou ter a Flexibilidade de poder manusear a sua reclinação do Encosto do Banco Traseiro, os Encostos de Cabeça tbm do Banco Traseiro Incomodam por formar uma Saliência pegando exatamente na Nuca ou Abaixo dela variando a altura do individuo, incomodando muito, e tendo que levanta-los, e Incomodar ao Motorista.
    O Cambio creio que já seria a hora de ter um DUALOGIC DE 6 MARCHAS A FRENTE, e um motor um pouco mais potente um 2.0 ficaria sem duvida muito melhor para um carro do peso que é a Doblo Adventure, eu troquei os Pneus Originais do meu carro, os Ruins Dueler A/T da Bridgestone 205/70/R15, pelos HANKOOK 215/70/R15 RA08, EXCELENTES, o carro ficou outro.
    Por conta do GNV tbm instalei 1 Feixe de molas a mais por causa do peso do cilindro 25m³, Blz, o Moleiro foi 10 na instalação, não tem por onde o carro realmente ficou outro em tudo.
    Sou possuidor do Carro desde Zero, rodei apenas 4 dias com o Carro na Gasolina e já o transformei a GNV, está hj com mais de 204.000Km e acredite se quiser macio silencioso e Super Econômico.
    No mais para tudo isso é Segredo Profissional de 25 Anos na área de Química de Petróleo.

  10. Quem fala que o Carro não é ROBUSTO, MEU AMIGO VC NÃO SABE de nada, é so estar no meu lugar e levar uma batida daquelas na sua traseira e ver o estado que ficou o carro que bateu na traseira da Doblo Adventure, e o que ocasionou de Ruim na Doblo, o Fox ficou retorcido, quem quiser tenho as fotos da batida, as portas dianteiras do Fox nem abriam e na Doblo apenas arranhou bem o para lamas traseiro e deu uma leve levantada e só.
    Creio que tbm a Fiat deveria de pensar em esmerar mais o acabamento interno da Doblo Adventure em toda parte do Painel, e colocar até mesmo um GPS no Painel com um bom display de 6″ ou 7″, e oferecer melhores opções de cores, as cores são todas muito sóbrias escuras, somos um País Tropical, cores escuras não combinam com o nosso clima.
    E tbm já era hora de uma 4×4, ou uma 4×2 mesmo mas com tração traseira com LOCKERr creio que isso faria um excelente diferencial.
    Para a Doblo não existe Adversários o carro é imbatível, é o Feio Bonito.
    Tô partindo para outra D. Adventure Zero.

    • soh n entendi a relação que vc fez com robusto e a batida … qualquer carro grande n teria estrago ainda na traseira , e acho que n tinha ninguem no banco traseiro , vc foi muito leviano mas concordo com vc …

  11. A verdade doi…quem liga pra erroz di portugues?
    Queremos a informaçao real do produto…
    Sou taxista e SIM o dovlo adv é IMBATIVEL em custo x beneficio x satisfaçao.
    MAS…ainda é o mesmo carro de 2004, sem novidades plausiveis.
    Sem motor 2.0? Sem câmbio automático/zado ?
    Preço? (valor que o mercado aceita pagar)…
    Mesmo com impostos o mesmo carro na argentina custa $28mil.
    Made in brazil. Mesmo assim belo arro SEGURO, ROBUSTO, CONFORTAVEL UTIL e rodrodamos facil 400mil km mesml com gnv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *