Regulagem dos freios de veículos pesados

Iveco-Hi-Way-caminhao-extra-pesado-truck-Brasil

Você sabia? A maioria dos veículos pesados, tanto caminhões quanto ônibus, possui um sistema pneumático para acionamento dos freios e utiliza guarnições (lonas de freio), tambor e cames (eixo) tipo “S” como principais componentes desse conjunto. Como a regulagem desses tipos de freios costuma ser feita manualmente, vale a pena entender a sua importância. É o que vamos fazer agora.

Com a utilização, existe o desgaste natural das guarnições do freio e da superfície do tambor. Com isso, a folga deste conjunto vai aumentando e o poder de frenagem tende a diminuir, sendo necessária uma aplicação mais longa no pedal.

Quando há um desgaste excessivo das guarnições, além do poder de frenagem do veículo ficar comprometido, isso pode causar danos à sapata de freio (suporte das lonas), danificar a superfície de atrito do tambor e acontecer uma situação conhecida como “virar o S”. O cames tipo “S” é o componente responsável pela movimentação das sapatas, “virar o S” é quando ele sai de seu alojamento junto às sapatas.

Esta soltura do alojamento é perigosa, já que pode acontecer durante uma frenagem, fazendo com que o sistema de freio do veículo opere de forma inadequada.

Por isso, verifique periodicamente a regulagem e o correto funcionamento dos freios. É importante lembrar-se de fazer um teste com o veículo depois de cada regulagem dos freios. Como essa regulagem é manual, o veículo poderá ficar “puxando” para os lados antes de ter um ajuste final. Também verifique a lubrificação dos principais componentes de acionamento.

Mais uma dica: drene regularmente os reservatórios de ar do sistema pneumático – excesso de água no sistema pode danificar componentes.

O sistema de freio é o principal sistema de segurança do veículo, fique atento!

Fonte: Cesvi Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *