Com muitas qualidades, Volkswagen up! começa a bem-vinda renovação da marca no Brasil

Volkswagen-up-2015-Brasil

Com o fim da Kombi e as aposentadorias do Gol G4 e do velho Golf (4,5), a Volkswagen perdeu seus representantes idosos no mercado nacional. Mas, para evitar um desfalque, a marca não perdeu tempo e acaba de lançar o up!, compacto cheio de qualidades que inaugura a bem-vinda renovação da marca no Brasil! Seguro, com visual moderno e até mesmo curioso, o pequeno poderia ter a relação custo/benefício um pouco melhor.

Mas você pode até dizer: “Mas Parizzi, e o novo Golf, ele não representa a renovação da marca no país?”. Eu respondo: embora seja um excelente (e caro) carro, ele é importado da Alemanha, por isso o seu impacto para a indústria nacional, de forma geral, não é tão marcante. Além disso, o up! terá um volume de vendas muito superior, além de ter o preço inicial sugerido abaixo dos R$ 30.000 – como antecipei no De 0 a 100.

Definitivamente o up! marca o início de uma nova era para a Volkswagen no Brasil. Oferecido inicialmente na versão de quatro portas (duas portas em breve), o up! 2015 pode ser encontrado em seis versões, como adiantei antes. Da mais simples para a mais equipada: take up!, move up!, high up!, black up!, red up! e white up! – as três últimas são a mesma versão, variando a cor e alguns detalhes.

Volkswagen-up-Brasil-2014-2015-flex-take-move-high

Red-up!: versão topo de linha do modelo é cara e tem rodas feias

Por R$ 26.900 com duas portas e 28.900 com quatro portas, o take up! poderia ser mais bem equipado. Veja mais abaixo a lista de equipamentos. Essa versão tem o trivial com poucas adições – nem relógio digital ele tem.

O ideal mesmo seria que o move up!, versão intermediária, que tem preços sugeridos de R$ 28.300 (2p) e R$ 30.300 (4p), fosse a de entrada (obviamente com os preços da take), tornando a versão high up (só 4 portas) um pouco mais barata dos que os R$ 34.990. Tudo isso para deixar o up! topo de linha (black, red e white) mais em conta, pois R$ 39.390 é bem salgado.

Se a minha sugestão fosse adiante, não tenho dúvidas de que o up! seria o carro mais vendido do Brasil, tirando o trono do Gol.

O primeiro ponto que chama a atenção no novo Volkswagen é o seu design. Achei o carro bonito, com linhas limpas. Também o achei bastante curioso. Embora ele fuja um pouco da mesmice visual da marca, o up! tem alguns traços que me lembram outros modelos da VW. Pode parecer exagero, mas vejo, por exemplo, a Kombi no up! (dianteira e rodas das versões black, red e white). Mesmo que a minha ideia pareça bizarra, é inegável que o pequeno carro está anos luz à frente do Gol G4 e passa muito mais a sensação de modernidade ao consumidor do que outros veículos, como Voyage, Fox e Gol.

Como já havia sido comentado antes, o up! é equipado é equipado com o motor 1.0 12V de 3 cilindros, que desenvolve 75 cv de potência a 6.250 rpm e 9,7 kgfm de torque com gasolina e 82 cv (com a mesma rotação) e 10,4 mkgf com etanol. Esse propulsor, que foi lançado com o Fox BlueMotion, é equipado com sistema “e-flex” de partida a frio, que dispensa o tanque auxiliar para gasolina.

Volkswagen-Up-Brasil-2014-2015-hatch

High-up! é a versão mais bonita do novo Volkswagen

Mesmo com construção e motor modernos, o up! não é o carro mais econômico do Brasil (no seu segmento) de acordo com a classificação no PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem) do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Ainda assim, o compacto foi muito bem e obteve a classificação “A” entre os veículos equipados com ar-condicionado e direção assistida (referência janeiro/2014).

Se não é o mais econômico, o up! é um dos mais seguros da categoria, se não for o mais seguro. Ele foi primeiro automóvel compacto a obter cinco estrelas na proteção de adultos e 4 estrelas na proteção de crianças no Latin NCAP, organização que avalia a segurança dos veículos.

Segundo a marca, o up! é seguro pela “adoção de tecnologias inovadoras de fabricação. Além disso, por meio da combinação do uso de aço de alta resistência, motor leve e compacto e a busca por remover cada grama supérfluo, a empresa atingiu o excelente peso total do novo up!”.

Volkswagen-up-2015-Brasil-red-interior-painel-grande

Painel é simples. Volante chama a atenção

Dimensões e capacidades
O up! inaugura para a marca a nova plataforma PQ12. O modelo mede 3,60 metros de comprimento (6,5 cm a mais do que o europeu), 1,64 m de largura (sem retrovisores) e 1,50 m de altura (acréscimo de 2 centímetros para enfrentar as “belas” ruas e estradas brasileiras). Seu entre-eixos tem 2,42 metros de comprimento. O peso total do modelo é de 910 kg, enquanto seu porta-malas tem capacidade para 285 litros (contra 221 do europeu). Além disso, o porta-malas pode receber o sistema de ajuste variável de espaço “s.a.v.e.”, que altera o seu tamanho e permite acomodar bagagens de tamanhos variados de forma simples e prática.

O up! brasileiro também tem um tanque de combustível 15 litros maior do que o europeu, comportando 50 l de gasolina, etanol ou a mistura dos dois em qualquer proporção. Com três anos de garantia total de fábrica, o up! nacional tem a tampa do porta-malas que combina metal e vidro (no europeu, ela é de vidro) e as janelas traseiras cujos vidros podem ser abertos verticalmente (impossível no europeu), o que garante melhor ventilação do habitáculo.

up! Gol Palio Fire Uno 500 Clio Celta Onix HB20 March
Comprimento (m) 3,605 3,907 3,827 3,770 3,546 3,811 3,799 3,930 3,900 3,780
Largura (m) 1,645 1,893* 1,634 1,636 1,627 1,640 1,626 1,705 1,68 1,665
Altura (m) 1,500 1,488 1,433 1,480 1,502 1,417 1,408 1,484 1,470 1,528
Entre-eixos (m) 2,421 2,468 2,373 2,376 2,300 2,472 2,443 2,528 2,500 2,450
Porta-malas (l) 285 285 290 280 185 255 260 280 300 265
Tanque (l) 50 55 48 48 40 50 54 54 50 41
Peso (kg) 910/915
938/958
947 940 920 1.061 913 885 1.012 953 925

*: Incluindo os retrovisores
Versões básicas com motor 1.0 4 portas (menos o 500 que é 1.4 e tem duas portas). Pesos do up!: superior – take/move // inferior – high/bwr.

Inside up!
Por dentro, o up! é menor inovador do que por fora. Seu espaço é mais adequado para quatro adultos, como acontece na Europa. Mas, como o carro cresceu por aqui, ele comporta até cinco ocupantes, sendo que os três traseiros vão apertados.

O painel ficou limpo e simples, passando a sensação de que o carro é de mesmo o veículo de entrada da marca. O conta-giros (que, por incrível que pareça, não é de série na versão de entrada) é pequeno. Por outro lado, o volante tem boa empunhadura e a base reta é um charme a mais (além de ser mais esportivo). Os comandos de ar e do som ficam posicionados numa parte mais alta do painel. Um detalhe interessante do up! é que o carro pode ter diferentes acabamentos para o painel (disponíveis a partir da versão move up!) e combinações de ambientação.

Volkswagen-up-2015-Brasil-red-interior-bancos

Interior do red-up!

Outro ponto que chamou a minha atenção na parte interna do up! foram os bancos dianteiros. Não gosto dos apoios de cabeça inteiriços (embutidos) no banco. Digo isso porque tenho quase 2 metros de altura. Logo, para a minha segurança, preciso colocar os apoios de cabeça, quase sempre, na posição mais alta possível.

Fechando o interior, o up! oferece como opcional, a partir da versão move up!, o “maps & more”, um sistema que a Volkswagen chama de “infotainment e navegação”. Esse recurso de tecnologia é oferecido pela primeira vez no mercado brasileiro pela Volkswagen. Trata-se de um dispositivo com tela sensível ao toque (touchscreen) que funciona como extensão do rádio e do computador de bordo do veículo, oferecendo também conectividade multimídia e sistema de navegação (GPS), já com mapas brasileiros e com antena interna de GPS, dispensando conexão com aparelhos adicionais. Segundo a marca, “tudo por meio de operação intuitiva e simples de usar”. Pena que tenha ficado tão feio, sem nenhum entrosamento com o painel.

Volkswagen-up-2015-Brasil-white-interior-painel-GPS-maps-more

Sistema “maps & more” tem GPS, mas poderia ser mais integrado ao painel

Outro aspecto que a Volkswagen está exibindo bastante é o custo de reparabilidade do up!. O compacto recebeu o melhor índice geral no CAR Group 2014, ranking que avalia o custo e o tempo de reparo dos veículos vendidos no Brasil após uma colisão. O up! obteve índice Car Group 11, o melhor entre todos os veículos participantes do estudo – é também o melhor da história do levantamento, que é realizado pelo Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

Um aspecto que eu tiro o meu chapéu para a marca alemã está relacionado às cores do up!: amarelo saturno (especial), cinza quartzo, prata egito, prata lunar, prata sírius (metálicas); branco cristal, preto ninja e vermelho flash (sólidas) – fora as opções derodas ou calotas diferentes, que variam conforme a versão. Espero que a palheta de cores fique ainda mais extensa (com verde, azul etc.) e isso fique eternamente – não só no lançamento do carro, como geralmente tem acontecido! Chega de ruas monocromáticas!

Volkswagen-up-2015-Brasil-porta-malas-save

Porta-malas conta com sistema “s.a.v.e.”

Custo/benefício poderia ser melhor
Se o up! é interessante e seguro, sua lista de equipamentos deixa a desejar, principalmente na versão take, a de entrada, que vem equipada com o trivial, além de alguns itens a mais. Veja:

Volkswagen take up! – R$ 26.900 (2p) e R$ 28.900 (4p)
A versão de entrada do up! vem equipada, de série, com freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência), airbag duplo frontal, paletas do limpador de p ara-brisas aerowischer, banco do motorista com ajuste milimétrico de altura, apoios de cabeça com ajuste de altura e cinto de três pontos laterias no banco traseiro, alerta sonoro de faróis acessos, alerta visual e sonoro de não utilização do cinto de segurança, bancos revestidos em tecido, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de carga, console central com porta-copo; desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro; encosto do banco traseiro rebatível, espelhos retrovisores externos com comando interno manual, fixação da cadeirinha de criança com sistema ISOFIX / top tether, imobilizador eletrônico, para-choques na cor do veículo, para-sol com espelho para o passageiro, porta-copos traseiro, porta-objetos nas portas dianteiras, rodas de aço aro 13″ com pneus 165/80 R13 e calotas “nice”, tampa do porta-malas com abertura elétrica “push button”, tampa do tanque de combustível com chave, tomada 12V no console central, entre outros.

Volkswagen move up! – R$ 28.300 (2p) e R$ 30.300 (4p)
A versão move, que deveria ser a de entrada, vem equipada, de série, com os itens da take além de computador de bordo com 10 funções (“infotrip”), porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço (“s.a.v.e.”), três apoios de cabeça no banco traseiro com ajuste de altura, antena, espelhos retrovisores na cor do veículo, faróis com máscara escurecida, fiação para sistema de som para alto-falantes, luzes indicadoras de direção com função “comfort blinker“, maçanetas das portas na cor do veículo, painel de instrumentos com conta-giros, velocímetro e marcador do nível de combustível; relógio digital, rodas de aço aro 14″ com pneus de baixa resistência à rolagem 175/70 R14 e calotas “bristol”, entre outros.

Volkswagen-White-Up-Brasil-2014

Forçando um pouco, Volkswagen white-up! lembra a Kombi

Volkswagen high up! – R$ 34.990 (4p)
A versão high up!, que tem as rodas mais bonitas, vem com os equipamentos da take e da move além de sistema de alarme com comando remoto (“keyless”), sensor de estacionamento traseiro (“park pilot”), espelhos retrovisores com luzes indicadoras de direção integradas (“side blinker”), banco do motorista e coluna de direção com ajuste de altura (“sit & adjust plus”), 4 alto-falantes e 2 tweeters; alavanca de transmissão, do reio de mão e volante revestidos em couro sintético “native”; ar-condicionado, bancos revestidos em tecido estilizado, faixa em couro sintético “native” e costura diferenciada, chave tipo “canivete”, faróis e lanternas de neblina, indicador digital da temperatura externa, painel com “pad” colorido, rodas de liga leve aro 15″ “berlin” com pneus de baixa resistência ao rolamento 185/60 R15, sistema de som com rádio AM/FM, CD-player, bluetooth, MP3 player e entradas USB / aux-in / iPod; soleira das portas dianteiras com apliqu e em alumínio; travamento elétrico das portas dianteiras e traseiras; vidros dianteiros elétricos, volante em couro sintético “native” e apliques em preto brilhante, entre outros.

Volkswagen red up! / white up! / black up! – R$ 39.390
A versão topo de linha vem com os itens das outras, além de retrovisores, frisos laterais e aro dos faróis de neblina em “chrome effect”, soleira das portas dianteiras com aplique em alumínio e pelas rodas de 15 polegadas com design exclusivo para a versão, com o fundo da parte central pintado conforme o nome da versão (preto, vermelho ou branco); os bancos são revestidos em tecido estilizado, com faixa em couro sintético “native” e costura diferenciada; e ar-condicionado com filtro de poeira e pólen.

Volkswagen-up-2015-Brasil-cores

Volkswagen up! 2015

Vale a compra?
Como acabou de ser lançado, ainda é bem cedo para dizer se vale a compra. Até que o mercado prove o contrário, vale sim a compra. Mas eu fugiria das versões take up! e white/black/red up!. Enquanto a primeira é pouco equipada e relativamente cara pelo que oferece, a topo de linha é cara demais e não justifica pagar praticamente R$ 40.000 no modelo.

É mais seguro e prudente comprar as versões intermediárias move up! e high up!. Sem dúvida elas entregam uma relação custo/benefício mais equilibrada ao consumidor.

Comentários (6)

  1. as series especiais white, black e red sao derivadas da versao TOP e nao INTERMEDIARIA high up!, qto a distribuicao de preços e equipamentos discordo, pois o carro vale apena a compra nas versoes TAKE e MOVE a high e cara e nao vale msm a pena pois tem coisa melhor na concorrencia acima de 37mil ate 42mil “estes mais de 42mil e a versao high up! na cor amarela e com todos os opcionais”

    um exemplo? por 42mil vc compra prisma LT 1.4, new fiesta S 1.5 e punto 1.4

  2. Pior que a culpa desses altos valores cobrados é nossa! Se nós deixássemos de pagar o que eles querem, isto iria forçar necessariamente uma baixa nos preços. As montadoras não venderíam, o lucro iria diminuir e os empresários iriam cobrar uma postura do governo para baixar a “mordida tributária” e colocar carros decentes a preços justos… não um “F*ck Up!” a quase 43 mil reais… E isso pq nem mencionaram a “Screw Up!” e a “Shut Up!”

  3. Concordo com Steve Ondd, porém a pergunta é:
    Como fazer a população Brasileira a não comprar carros novos no Brasil?
    Como forçar as montadoras e o governo a diminuir a sua lucratividade nos impostos em relação a venda desses passivos ?

  4. Bom dia

    Parizzi, um ítem que não achei em Reportagem alguma ? Seria possível alguem me responder ? O carro não tem como colocar vidros elétricos trazeiros devido a espessura da porta ? Informações prestadas pela Gerente de uma concessionária VW em Salto – SP. Pergunto: Porque a VW não pensou nessa possibilidades ?

    • Oi José Luiz. Eu realmente não sei o motivo exato, mas talvez seja pelo fato do up! brasileiro ter sido esticado em 6 cm em relação ao europeu. O Fiat Uno também não permite vidro elétrico traseiro (parece que vai permitir a partir da linha 2015). Logo, talvez a Volkswagen passe a ofertar esse equipamento no futuro. Um abraço!

  5. Não sei pq se insistem tanto em falar nos baixos custos de reparação do Up em caso de acidentes; se isso não se refletir na diminuição do preço de seguros ( e consequentemente da franquia), esse é um dado irrelevante para o comprador, pois em casa de sinistros, quem paga o conserto é a seguradora, ora !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *