Jeep Renegade será o primeiro veículo feito na fábrica da Fiat Chrysler em Goiana, Pernambuco, em 2015

Jeep-Renegade-Latitude-Trailhawk-Brasil-2015-Pernambuco

Sergio Marchionne, CEO mundial do Chrysler Group e da Fiat S.p.A, foi o responsável por um grande anúncio hoje, no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça: o primeiro automóvel a ser produzido na fábrica de Goiana, Pernambuco, será o Jeep Renegade. Sua produção começa em 2015.

Desenhado nos Estados Unidos e inicialmente fabricado em Melfi, na Itália, o Renegade 2015 tem previsão de lançamento na Europa para o último trimestre deste ano, e para a América do Norte no início de 2015, importado da Itália. No Brasil, a produção começa na metade do primeiro semestre de 2015, na nova fábrica do Grupo Fiat-Chrysler na região nordeste. Em 2016, será feito na China. Ele será vendido em mais de 100 países.

Jeep-Renegade-Latitude-Brasil-2015-Pernambuco

Jeep Renegade Latitude

O Renegade tem visual bem característico da Jeep, mas com tamanho mais contido. As linhas são quadradas com alguns detalhes redondos, como os faróis dianteiros. Na traseira, destaque para as lanternas. No geral, acho que o conjunto é o famoso “feio que ficou bonito”, ou seja, eu aprovei. Por dentro, o acabamento parece ser interessante, enquanto o painel tem design mais limpo, com uma tela de LCD no centro e com muitos botões no volante multifuncional.

O SUV compacto da Jeep deverá custar entre R$ 90.000 e R$ 110.000 no Brasil, enquanto o seu irmão gêmeo Fiat terá preços mais baixos, provavelmente entre R$ 65.000 e R$ 85.000, para brigar com o Ford EcoSport, Renault Captur e Duster, Chevrolet Tracker, Peugeot 2008, entre outros.

O nome Renegade é inédito para um veículo da Jeep. Outra novidade é que o SUV compactos conta com o primeiro câmbio automático de nove marchas do segmento. “O novo Jeep Renegade 2015 se destina ao segmento dos SUVs compactos, em rápida expansão mundial, com níveis de referência em eficiência e dinâmica de condução, e ainda entregando a melhor capacidade 4×4 de sua categoria, bem do jeito que os clientes esperam da Jeep”, afirma Mike Manley, presidente e diretor geral da marca Jeep, do Grupo Chrysler.

Fazendo uso da tecnología 4×4 do novo Jeep Cherokee, o Renegade 2015 oferece dois sistemas 4×4 que podem transmitir 100% do torque disponível ao solo em apenas uma das rodas, para uma excepcional tração.

. Jeep Active Drive – sistema 4×4 permanentemente ativo
. Jeep Active Drive Low – sistema 4×4 único na categoria, permanentemente ativo, com a função de multiplicar o torque, como uma tração reduzida

Jeep-Renegade-Latitude-Trailhawk-Brasil-2015-Pernambuco-painel-interior

O Renegade é o primeiro off-road pequeno com desconexão do eixo traseiro e caixa de transferência. Tudo para proporcionar maior economia de combustível às versões 4×4 do Jeep Renegade. O sistema é ativado automaticamente quando a tração nas quatro rodas se torna necessária.

Os sistemas 4×4 Jeep Active Drive e Active Drive Low incluem o recurso Jeep Selec-Terrain, com até cinco modos: Auto (automático), Snow (neve), Sand (areia) e Mud (lama), mais o exclusivo Rock (Pedra) na versão Trailhawk. O objetivo dessas funções é aprimorar a condução com tração nas quatro rodas, tanto na estrada como fora dela, em qualquer condição climática.

Para quem utiliza ao máximo toda a capacidade off-road de um Jeep, o Renegade tem a configuração Trailhawk, que ostenta o selo “Trail Rated 4×4” e oferece a maior aptidão para o uso fora de estrada dentro do segmento. Para tanto, o veículo conta com:

• Jeep Active Drive Low de série
• Sistema Selec-Terrain com modo Rock exclusivo
• Altura da carroceria aumentada em 2 cm
• Placas protetoras e ganchos vermelho de reboque dianteiros e traseiros
• Para-choques exclusivos com ângulo de ataque de 30.5°, ângulo de rampa de 25.7° e ângulo de saída de 34.3°
• Controle de descida (Hill Descent Control)

Com suspensão totalmente independente, capaz de até 20,5 cm de articulação das rodas e 22 cm de altura livre do solo, o Renegade é o primeiro Jeep a contar com os amortecedores de frequência seletiva (FSD) da Koni. Esse sistema de amortecimento confere ao Jeep Renegade as melhores características de aderência no asfalto e de dirigibilidade.

16 combinações de motores e transmissões
Como será oferecido em dezenas de mercados ao redor do planeta, o Renegade terá até 16 combinações de motores e câmbios, um recorde entre veículos Jeep. Alguns dos conjuntos mecânicos usados globalmente serão produzidos no Brasil, mais especificamente na fábrica de Campo Largo, no Paraná.

Jeep-Renegade-Trailhawk-Brasil-2015-Pernambuco

Jeep Renegade Trailhawk

Serão cinco motores a gasolina, dois a diesel, e quatro transmissões, sendo uma automática, uma automatizada de duas embreagens e duas manuais.

Gasolina
. 1.6 E.TorQ com Stop&Start e câmbio manual de cinco marchas (4×2)
. 1.4 MultiAir2 com Stop&Start e câmbio manual de seis marchas ou DDCT (4×2)
. 1.4 MultiAir Turbo com câmbio manual de seis marchas (4×2 e 4×4)
. 1.4 MultiAir2 Turbo com Stop&Start e câmbio manual de seis marchas ou automático de nove (4×2 e 4×4)
. 2.4 Tigershark com câmbio automático de nove marchas (4×2 e 4×4)

Diesel
. 1.6 MultiJet II com Stop&Start e câmbio manual de seis marchas (4×2)
. 2.0 MultiJet II com Stop&Start e câmbio manual de seis marchas ou automático de nove (4×4)

Para manter a tradição do lendário Jeep Willys MB 1941, o Renegade 2015 conta com dois sistemas opcionais de teto solar My Sky – veja abaixo. Com retirada manual ou elétrica por meio de uma função extra de deslizamento e inclinação, os painéis de teto de poliuretano e fibra de vidro podem ser alojados no porta-malas.

Comentários (4)

  1. Adquiri o Renegade à diezel em outubro de 2015 e pelas minhas conclusões, percebi que quanto maior a velocidade e também maior a economia.
    Estou muito satisfeito com a compra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *