Preço dos carros novos no Brasil é “bastante bom”, afirma o presidente da Anfavea

Patio-cheio-Volkswagen-Brasil-carros

Preço “bastante bom” deixou os pátios das montadoras assim – Reprodução

O internauta Márcio mais uma vez chamou a minha atenção para um ponto importante. O presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Junior, deu uma entrevista hoje afirmando que o preço dos carros no Brasil é “bastante bom”. Será mesmo?

A entrevista foi para o Jornal Hoje, da TV Globo (clique para assistir). A venda de veículos novos caiu no primeiro trimestre de 2014. O estoque das montadoras está chegando a 48 dias, sendo que o normal é 30 dias. As marcas estão dando férias coletivas e estimulando demissões voluntárias.

Luiz-Moan-presidente-AnfaveaConforme divulgou o Terra, a exportação brasileira de veículos caiu 32,7% no primeiro trimestre deste ano, após a restrição de importações pela Argentina, principal parceiro comercial no setor e responsável por receber 75% do total dos automóveis que saem do Brasil montados. Em março foram exportados apenas 23 mil carros – quase a metade do número registrado no mesmo mês de 2013. A baixa apenas agrava um balanço ruim para as montadoras no início deste ano, com queda de 2,1% nos licenciamentos e de 8,4% na produção, na comparação com os primeiros três meses do ano passado.

Com tudo isso, o mercado de veículos usados e semi-novos teve crescimento de 9,5% nos primeiros três meses de 2014, claro sinal de que está mais vantajoso investir num carro com esse perfil do que num modelo 0 km.

Repito a pergunta: será mesmo que o preço dos carros no Brasil é “bastante bom”, como afirma o Sr. Moan?

Do meu ponto de vista, NÃO! Impostos federais e estaduais altíssimos; lucro alto das montadoras e o custo Brasil, sem dúvida, elevam os valores para o consumidor, tornando os preços dos carros no país muito caros, chegando ao absurdo!

Já até perguntei aqui se as montadoras perderam o juízo com os preços dos seus hatches médios no Brasil. Recentemente, tivemos mais três exemplos de carros com valores fora do normal: Toyota Corolla, Ford Focus Sedan e Chevrolet Tracker. São modelos muito bons, mas valem, respectivamente, R$ 92.900, R$ 90.890 e R$ 79.990? Não preciso nem responder…

Se o preço dos carros no Brasil é “bastante bom” agora, imaginem em julho, quando o IPI subir novamente?

Comentários (3)

  1. A cara de pau desses kras não acaba NUNCA!!! Esse babaca deveria ir vender um ‘pastel de flango’ ao invés de trabalhar pró governo em uma agência reguladora! Aliás, esse é sempre o problema, o governo! A ANFAVEA deveria ter sua independência para avaliar e julgar os casos, mas é aparelhada pelo o governo. As montadoras deveriam chegar no Brasil e bater de frente com as outras já estabelecidas, promovendo a concorrência, mas as que querem fazer isso são barradas de funcionar, e as que funcionam estão de concordata com o governo. É uma via de duas mãos, as montadoras não questionam os altos impostos exercidos pelo governo, e o governo não questiona a alta margem de lucro das montadoras, quem se fode é consumidor!

    Culpa disso também é do brasileiro, que compra Gol por 40k pra mostrar pro vizinho, ostentar (enquanto isso o alter ego dele, nos EUA, anda de Camaro pelo mesmo valor), é uma palhaçada ter fila de espera pra comprar o novo Agile que custa 35k! Depois, não questiona o porquê paga altíssimos impostos se não vê retorno na infraestrutura do país, fato que também aumenta o valor do carro (como de todos os outros produtos), e voltaaaa lá na urna 4 anos depois pra fazer a mesma cagada.

    Alguém pergunta pro japonês aí se ele sabe o salário da média dos brasileiros, acredito que não, pois só diz que o preço do carro no Brasil é ‘bastante bom’ quem ganha mais de 40k o mês…

    Carro é ferramenta de trabalho! Não temos transporte público que presta (e nem teremos num prazo de 10 anos, mesmo que o governo comece a investir de verdade), para todo o trabalhador que precisa se locomover o carro brasileiro é um fardo necessário, é um filho a mais pra cuidar (pelo gasto que dá), como se o aluguel já não fosse caríssimo, ou a alimentação, ou a própria gasolina!!! Essa é a máfia que lidera o país, que dificulta tanto a ascensão social, e que depois coloca demagogos como a dona Dilma pra falar que ‘luta pelo povo’, sei, luta pela escravização do povo!

    Só me pergunto por quanto tempo mais o brasileiro vai se comportar como ‘povo coonizado’…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *