Conheça detalhes de consumo e do inédito motor 1.0 do novo Ford Ka, que pode ser o compacto mais econômico do Brasil

Novo-Ford-Ka-2015-hatch-Brasil

Novo Ford Ka hatch 2015

Assim como aconteceu com o Volkswagen up!, o Ford Ka, que será lançado no início do segundo semestre, teve os seus dados de consumo divulgados com antecedência. Segundo a marca, com base nos dados do Inmetro/CONPET, dentro do PBEV – Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, do governo federal, o novo modelo, com o inédito motor 1.0 12V de três cilindros, é o carro compacto mais econômico do Brasil.

O novo Ka, classificado na categoria de compactos pelas suas dimensões, foi avaliado pelo Inmetro com ar-condicionado e alcançou 8,9 km/l com etanol e 13 km/l com gasolina na cidade, e 10,4 km/l com etanol e 15,1 km/l com gasolina na estrada. Por isso,m o modelo recebeu o selo “A” de eficiência energética, com os melhores resultados do seu segmento, segundo a Ford. Esse resultado refere-se às versões hatch SE e SEL, as mais equipadas da nova geração do compacto da marca oval azul.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular normaliza a metodologia e audita as informações de consumo e emissões fornecidas pelos fabricantes, classificando seu desempenho nos níveis de A a E, do melhor para o pior. Várias marcas já aderiram ao programa, entre elas a Fiat, Honda, Volkswagen, além da própria Ford. Mas, infelizmente, outros fabricantes insistem em não fazer parte, como a Chevrolet (será que o consumo dos modelos da GM são tão ruins a ponte de não valer a pena participar?).

Novo-Ford-Ka-Conceito-Concept-Brasil-hatch-4-portas-traseira

Novo motor 1.0 12V
O principal responsável pelo alto rendimento do novo Ka é o inédito motor 1.0 12V de três cilindros, que desenvolve 80 cv de potência (a 6.500 rpm) e 10,2 kgfm de torque (a 3.500 rpm) com gasolina e 85 cv (6.500 rpm) e 10,7 kgfm (4.500 rpm) com etanol.

De acordo com a marca norte-americana, entre os avanços tecnológicos do propulsor, destaque para o duplo comando de válvulas variável tanto na admissão como no escapamento, com quatro válvulas por cilindro, sistema eletrônico de partida a frio “Ford Easy Start” (responsável pelo fim do tanquinho), sistema de arrefecimento em dois estágios, correia primária com funcionamento em óleo, taxa de compressão de 12:1 e coletor de escape integrado ao cabeçote.

Explicando mecanicamente com um pouco mais de detalhes melhor: a tecnologia eletrônica de partida a frio, desenvolvida para a aplicação flex, promove o aquecimento controlado do etanol em temperaturas inferiores a 18ºC e dispensa o tanquinho extra de gasolina. O arrefecimento de duplo estágio reduz o tempo de aquecimento para o motor atingir a temperatura ideal de trabalho, reduzindo ao mesmo tempo a viscosidade do óleo e o atrito. A correia lubrificada reduz o coeficiente de atrito e, além de ter funcionamento silencioso, dispensa manutenção.

Novo-Ford-Ka-Brasil-hatch-motor-2015

Motor 1.0 12V de três cilindros tem 80/85 cv de potência e 10,2/10,7 kgfm de torque

Além do motor, vários outros aspectos contribuem para a eficiência energética do novo Ka, entre eles a aerodinâmica (para diminuir o arrasto do vento), a estrutura voltada para a redução do peso do veículo e o acerto (escalonamento) do câmbio. Segundo a Ford, a direção elétrica usada no compacto, no lugar da assistência hidráulica, exige menos potência do motor e reduz o consumo em até 3%. Os pneus de baixa resistência ao rolamento, de nova geração, também trazem uma economia de até 3%.

Visual
Seguindo a linha mundial de design da Ford, o novo Ka terá nova grade grande mas, diferente da trapezoidal carcterística da marca, usada no EcoSport, Fusion e New Fiesta (e Focus, em 2015), o pequeno usa um estilo colméia. A traseira também foi inspirada nos irmãos e tem um aspecto que eu gosto muito: limpeza (poucos elementos). Realmente espero que o Ka final continue assim.

A Ford tentou ainda manter alguns pontos curvos no novo Ka (mostrado na maioria das fotos aqui ainda como um conceito) em referência às gerações anteriores do modelo. Mas foi algo bem discreto. Na prática, o conceito mostra que o novo Ka perderá a sua personalidade já características, dando lugar a um veículo mais sério, comum (em vista dos irmão), mas ainda bonito.

Novo-Ford-Ka-Conceito-Concept-Brasil-hatch-4-portas

Por curiosidade, analisei com calma todas as fotos que encontrei do conceito do novo Ka e consegui encontrar pontos de design que me lembram os seguintes carros: Ford Fusion, New Fiesta e EcoSport (obviamente esses três); Hyundai i30 (a geração anterior); Kia Cerato (geração atual); Chevrolet Onix e Volkswagen Gol.

Só quatro portas
O novo Ka ficará um pouco maior do que a geração que acabou de sair de linha (nem está mais no site da Ford) e brigará com uma série de hatches compactos vendidos por aqui, como Volkswagen Gol, Fiat Palio e Uno; Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Nissan March e Toyota Etios. Claro que a marca ainda não fala em preços, mas a versão básica do veículo, que terá somente quatro portas, deverá ficar na casa de R$ 30.000 (provavelmente um pouco acima disso – muitos apostam em R$ 31.990).

Além do motor 1.0 12V de três cilindros, a outra motorização que estará disponível para o veículo já é bem conhecida por todos, pois fez a sua estréia no New Fiesta hatch 2014: 1.5 16V, que desenvolve 107 cv de potência e 14,8 kgfm de torque com gasolina e 111 cv e 15 kgfm com etanol.

Novo-Ford-Ka-Conceito-Concept-Brasil-hatch-4-portas-lateral

Vamos aguardar mais detalhes oficiais sobre o novo Ka, que chega às concessionárias no segundo semestre. Sobre isso, não entendo a demora da Ford para lançar o veículo. Ficar soltando informações em conta gotas, como a Chevrolet e outras marcas gostam de fazer, me incomoda um pouco e tira parte da graça do lançamento, embora seja uma estratégia válida.

Segundo uma fonte, junto com o novo Ka hatch, a Ford lançará ainda o inédito, muito aguardado e bem-vindo Ka Sedan – ambos em agosto.

Comentários (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *