Depois de reduzir, Ford amplia a linha 2015 do EcoSport com nova versão FreeStyle 2.0 Powershift

Ford-EcoSport-FreeStyle-2.0-Powershift-2015-Brasil

Ford EcoSport FreeStyle 2.0 Powershift 2015

Menos de 30 dias depois de lançar o EcoSport 2015, que chegou com menos opções para facilitar a escolha do consumidor, a Ford volta a trás e expande a linha do modelo no Brasil com a nova versão FreeStyle 2.0 com câmbio automatizado Powershift. Correção de um erro de avaliação de mercado? Pedido dos consumidores? Estratégia para aparecer na mídia novamente? Será que a Ford me ouviu? Seja como for, a novidade parte de salgados R$ 73.990.

A intenção da Ford é clara com o EcoSport FreeStyle 2.0 PowerShift 2015: juntar o câmbio manual automatizado sequencial Powershift, de seis velocidades, e o pacote de acabamento FreeStyle – dois itens muito procurados do modelo, segundo a marca.

Por salgados R$ 73.990, a nova versão cria uma opção intermediária entre os modelos 2.0 SE e 2.0 Titanium. Quando a empresa anunciou a linha 2015 do EcoSport no início de julho, eu sugeri exatamente que fosse acabamento fosse lançado, o que seria bem-vindo, mesmo que isso confundisse ainda mais a cabeça do consumidor, já que o FreeStyle é o mais procurado entre a gama do SUV no Brasil. Ponto para a Ford, que só não me “ouviu” em termos de números. Confira abaixo todas as opções e seus respectivos valores, juntamente com as minhas sugestões de preços:

Ford Linha 2015 Minha sugestão
EcoSport SE 1.6 R$ 62.990 R$ 57.990
EcoSport FreeStyle 1.6 R$ 67.100 R$ 61.990
EcoSport SE 2.0 AT R$ 71.490 R$ 65.990
EcoSport FreeStyle 2.0 AT R$ 73.990 R$ 67.990
EcoSport Titanium 1.6 R$ 75.390 R$ 68.490
EcoSport FreeStyle 4WD 2.0 R$ 77.390 R$ 69.990
EcoSport Titanium 2.0 AT R$ 81.890 R$ 74.490

Como itens adicionais em relação à versão SE PowerShift, o FreeStyle 2.0 PowerShift traz rodas de liga leve de 16″ com pneus 205/60 R16, bagageiro de teto com barras transversais, grade dianteira e retrovisores na cor cinza London Grey, computador de bordo, alarme volumétrico, sensor de ré, vidros elétricos dianteiros e traseiros com fechamento a um toque, abertura e fechamento global, ajuste lombar do banco do motorista, volante e manopla do câmbio revestidos em couro, ponto de força de 12V, retrovisores externos com piscas integrados e sistema de som com quatro alto-falantes dianteiros e dois tweeters.

O modelo já vem também com: direção elétrica, ar-condicionado, porta-luvas climatizado, controle eletrônico de estabilidade e tração (AdvanceTrac), piloto automático, faróis de neblina e sistema de conectividade SYNC com rádio, CD-player, conexão Bluetooth, entradas USB e auxiliar, comandos de voz para áudio e celular e tela multifuncional de 3,5 polegadas no painel.

DUELO: RENAULT DUSTER X FORD ECOSPORT

O EcoSport também passa a oferecer três novas cores na linha 2015: branco Vanilla sólida, prata Dublin metálica e vermelho Merlot perolizada. Elas completam as cinco opções já conhecidas: as sólidas branco Ártico, preto Ebony e vermelho Arpoador; e as metálicas laranja Savana e prata Riviera.

O Ford EcoSport FreeStyle 2.0 Powershift tem o motor 2.0 16V Duratec que ainda desenvolve 140 cv de potência e 19 kgfm de torque com gasolina e 147 cv e 19,7 kgfm com etanol. Na linha Focus, esse propulsor tem injeção direta e gera 175 cv de potência e 21,5 kgfm de torque com gasolina e 178 cv e 22,5 kgfm com etanol – ambas as motorizações associadas ao câmbio manual automatizado de seis marchas e dupla embreagem.

Comentários (5)

  1. Espero que tenha melhorado o acabamento que é uma porcaria. O tal de porta-luvas climatizado é conversa para boi dormir. Se alguém tiver um que funcione, favor me explicar como fazer para ligar. O motor 2.0 é ótimo assim como as frescuras como controle de tração e assistente de rampa. O preço é alto mesmo. Não vale o que eu paguei.

  2. Pessoal, sem ofensa, nem querendo desmerecer a escolha de ninguém…

    Antes de comprarmos um veículo com troca automática de marchas, precisamos pesquisar bem e obter informações com proprietários quando possível. E os proprietários, precisam ser sinceros e deixar de defender algo porque compraram, ou seja qual for a razão – Isso porque, se nós não nos unirmos a favor de nós mesmos, o único lado que ganha são as montadoras e concessionárias! E nós o povo, apenas dançamos e somos os palhaços no circo deles.

    Pois bem, meu pai tem tido carros automáticos há mais de 10 anos, e tenho experiência com diversos deles…

    Há pouco mais de um ano, minha irmã, por gostar de determinado modelo da VW (I-motion), comprou um automatizado, e o resultado: Problemas!

    Mesmo tendo tido problemas, com automatizados, há dois meses ela comprou um Ford (Power Shift), e o resultado: Problemas!

    Infelizmente, a experiência de compradores, tem demonstrado que carros pseudo-automáticos NÃO VALEM NADA, e nos servem de frustrações em cima de mais frustrações. Em suma, os câmbios I-motion (VW), Dualogic (Fiat), EasyTronic (GM) e PowerShift (Ford), a meu ver, não valem nada:

    São bombas que vão explodir nas mãos do consumidor de um zero quilometro, ou que explodirão nas mãos do segundo dono. Enfim, a todos que me questionam sobre o PowerShift (Ford), I-motion (VW), EasyTronic (GM) e Dualogic (Fiat), apesar de eu não ser especialista, eu sei ler o que os consumidores dizem, e meu conselho é PREVINA-SE, FUJA e NÃO COMPRE. Um exemplo está aqui:

    http://www.peticaopublica.com.br/viewsignatures.aspx?pi=P2013N44036

    E isso serve para:
    PowerShift (Ford)
    I-motion (VW)
    EasyTronic (Chevrolet – GM)
    Dualogic (Fiat)
    E qualquer outro pseudo-automático!

    Se o intento é comprar um carro com transmissão automática de marchas, de fato compre um automático de verdade, e fuja destes veículos gambiarras! Estes veículos com os câmbios acima não são automáticos de fato, como conhecemos – São gambiarras, experimentos que lançam no mercado nacional, porque o brasileiro, infelizmente aceita tudo, é desunido e não luta por seus direitos.

    Poupe um pouquinho mais e se for comprar, compre de fato um veículo REALMENTE automático, e suas chances de problemas, frustrações, serão reduzidos. De fato, de todos os veículos que meu pai ou eu tivemos automáticos (realmente automáticos), não tivemos problema com nenhum. Seja um zero ou usado, compre APENAS automático de fato, e efetue sua manutenção correta, por exemplo, trocando o óleo de câmbio conforme indica o manual, com 5 a 15 mil quilometros de antecedência, a depender das condições de trânsito de sua cidade…

    E fuja, fuja e fuja de todos esses nomes idiotas que te empurram, e que no fim das contas, lascam com sua vida:
    PowerShift (Ford)
    I-motion (VW)
    EasyTronic (Chevrolet – GM)
    Dualogic (Fiat)
    Nem pensar!

    Abraço,

  3. preciso de comprar um carro automatico com insençao de ipi e icms e estou de olho na ecoSport oque vcs acha do motor automatico da ecoSpor ford.sera q vira eu comprar a ecoSport nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *