Fiat fecha o 1º semestre de 2014 na liderança no Brasil, enquanto a Toyota tem a ponta mundial

Novo-Fiat-Palio-Fire-Flex-2014-Brasil-visual

Embora o mercado nacional tenha sofrido uma retração no primeiro semestre desse ano em relação aos seis primeiros meses de 2013, algumas marcas tem motivos para comemorar. Uma delas é a Fiat, que não só manteve a sua liderança no Brasil, mas também viu a Strada e o Palio baterem o Gol nas vendas por dois meses. Outra feliz é a Renault, que conseguiu ganhar mercado entre janeiro e junho de 2014. No mundo, a Toyota está na ponta e a Citroën cresceu 7%.

Ao encerrar o mês de junho com 51.210 unidades emplacadas, a Fiat consolidou sua liderança no mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves no primeiro semestre do ano. De janeiro a junho, a empresa totaliza 342.201 automóveis e comerciais leves emplacados, alcançando uma participação de mercado de 21,6% no período, de acordo com os dados divulgados hoje pela Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Com esse resultado, a Fiat ampliou sua dianteira em relação ao segundo colocado, a Chevrolet, para 62.972 automóveis e comerciais leves.

O Fiat Palio foi o automóvel mais vendido no Brasil em junho. O modelo alcançou a marca de 14.080 emplacamentos no mês, superando o Volkswagen Gol, que ainda é o líder do ano. O Palio se deu bem por causa da versão Fire, o modelo mais barato da marca italiana no País. Por outro lado, o Uno teve um dos piores desempenhos de sua história recente (desde a chegada da sua nova geração). Pelo menos esse “alerta” acontece na véspera da Fiat lançar o Uno 2015, que será reestilizado (pode até ser esse o motivo da queda, pois os estoques do Uno 2014 foram acabando).

No ranking dos 10 veículos mais comercializados no ano, quatro modelos são da Fiat: Fiat Palio (82.566 unidades vendidas); Fiat Strada (75.321 unidades), Fiat Uno (61.028 unidades) e Fiat Siena (54.922 unidades).

Já a Renault, com 110.146 unidades emplacadas e um market share de 7%, registou um aumento de 8% nos volumes no acumulado de janeiro a junho de 2014, enquanto o mercado sofreu retração de 7,4% na comparação com o mesmo período em 2013. Com esse resultado, a Renault avançou 1 ponto percentual no semestre, posicionando a marca entre as que mais cresceram no período.

Renault-Sandero-Dynamique-2015-Brasil-visual

Renault Sandero Dynamique 2015

Destaque para o desempenho do novo Logan, que no acumulado até junho registrou 21.164 unidades emplacadas, o dobro do registrado em 2013. No mesmo período, o Duster registrou 17% de aumento nos emplacamentos, com 22.298 veículos. O Sandero registrou a marca de 46.508 veículos emplacados, um avanço de 9% em relação ao primeiro semestre do ano passado. A nova geração do modelo acabou de ser lançada, com melhorias de acabamento, equipamentos e no visual.

Os comerciais leves da marca francesa também se destacaram no semestre: Master emplacou 5.287 unidades, um aumento de 10% em relação ao 1º semestre de 2013. O modelo teve market share histórico de 41% e é líder no segmento desde abril.

No resultado mensal, a Renault emplacou 17.649 unidades e registrou uma participação de mercado de 7% em junho. Em razão do menor número de dias úteis no mês, houve uma queda de 11,9% nos volumes em relação à junho de 2013. O mercado caiu 17,4% na mesma comparação.

Mundo
Segundo a JATO Dynamics do Brasil, a China mantém a liderança e encerrou o mês de maio com crescimento expressivo de 13,4% se comparado ao mesmo período de 2013. Os EUA seguem em 2º lugar apresentando alta nas vendas de 11,2% e com mais de 1,6 milhão de veículos vendidos apenas no quinto mês do ano. O Japão mantém a 3ª colocação com queda nas vendas de 1,2% mas expressivo crescimento no acumulado de janeiro a maio de 12,8% em relação ao ano anterior.

Os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países, os números englobam carros e comerciais leves.

A Alemanha ocupa a 4ª posição com alta de 5,9% nas vendas de maio em relação ao mesmo período do ano passado. O Brasil segue em 5º lugar com queda de 7,5% nas vendas mensais de carros e comerciais leves.

Na 6ª e 7ª colocações estão a Índia e a Grã Bretanha, ambas apresentando aumento nas vendas de 2,1% e 8,8%, respectivamente. Na 8ª posição está a Rússia que obteve retração significativa de 12,5% nas vendas dos veículos em relação a maio do ano anterior. Nos dois últimos lugares, entre os 10 maiores, mercados ficaram o Canadá e a França com resultados positivos nas vendas de maio de 5,6%, e 0,9%, em relação ao mesmo mês de 2013.

Desempenho das marcas
A Toyota retomou sua liderança e ocupa a 1ª colocação em maio com alta 2,91% em relação ao mesmo período de 2013. Logo em seguida está a Volkswagen com crescimento de 5,48%. A Ford ocupa o 3º lugar com 2,05% de veículos vendidos em maio se comparado a igual mês do ano passado. Destaque para a marca Nissan que obteve aumento de 11,65% nas vendas do mês.

Já para a Citroën comercializou 624.000 veículos em todo o mundo, de janeiro a junho de 2014 – um aumento de 7% em relação ao 1º semestre de 2013. O desempenho foi impulsionado especificamente por China e Europa, principais mercados para a marca francesa, já que, juntos, respondem por 85% de suas vendas mundiais. No Brasil, a Citroën tem participação tímida de 1,9%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *