Salão do Automóvel 2014 segue com muitas atrações em São Paulo

O Salão do Automóvel de São Paulo 2014 segue com centenas de atrações para os visitantes, com muitos conceitos, esportivos, híbridos e até com um lançamento (inédito) mundial. Confira as novidades da Ford, Subaru, Honda, Peugeot, Renault, Toyota, Volkswagen, Mercedes-Benz, Smart e Chrysler, com a marca Jeep, no evento.

Ford
No estande da Ford, sem dúvida, está uma das mais aguardas pelo público: a nova geração do Mustang, que chega com visual renovado e com o clássico cavalo na grade dianteira. É um dos Mustangs mais bonitos da história. Mas o modelo veio apenas a passeio, já que sua importação não está nos planos da Ford. Se viesse, provavelmente custaria o olho da cara, como o Chevrolet Camaro. De qualquer forma, o bólido da marca oval azul está exposto em três versões, sendo uma vermelha, com motor 2.3 Ecoboost turbo, de 310 cv de potência, que está num local reservado do estande, e duas com propulsor V8 5.0, de 435 cv: uma azul e outra preta, conversível. Entre a dupla com motorização V8, a Ford colocou uma unidade clássica e bem cuidadado Mustang de 1968, que também chama muita a atenção.

Tirando o Mustang, a marca norte-americana expõe 29 modelos, mas nada que salte aos olhos: a linha Ka, com as novas versões 1.5 do hatch e 1.0 do sedã, New Fiesta, New Fiesta Sedan; Focus e Focus Sedan (ambos com a dianteira que muda no ano que vem); Ranger Sport, Ranger Cabine Dupla e o EcoSport. O SUV compacto pode ser visto em três versões especiais: Storm, Beauty e The Beast. Exibido nos salões internacionais de Detroit e Genebra, o Edge Concept está sendo mostrado em São Paulo, com a tendência futura do crossover.

A linha Fusion 2015, exposta nas versões flex, EcoBoost e Hybrid, conta com o inédito cinto de segurança traseiro inflável, inovação da categoria no Brasil. Os visitantes podem ainda dirigir um Novo Ka de forma interativa e conhecer os seus equipamentos de segurança – atração até legal.

Subaru
No Anhembi, pela primeira vez, os brasileiros conhecerão de perto a nova geração dos sedãs esportivos da Subaru: WRX e WRX STI. O primeiro vem equipado com novo motor Boxer 2.0 turbo, com injeção direta, 268 cv de potência, e tem duas opções inéditas de transmissão: automática esportiva, denominada Sport Lineartronic, de oito velocidades e manual de seis marchas. O WRX STI chega ao país com propulsor Boxer 2.5 turbo, de 305 cv, aliado ao sistema de tração integral Subaru All Wheel Drive (SAWD) uma característica bem conhecida da marca Subaru, amplamente usada nas competições de rally pelo mundo.

Outra novidade é o carro conceito VIZIV 2, que, segundo a marca, combina propulsão turbo-diesel com motorização híbrida e tração integral inteligente, apresentando, assim, a visão da Subaru para o futuro. A linha comercializada pela Subaru no mercado nacional também está em exposição no Salão: XV Crosstrek, Forester (Sport e XT Turbo), Legacy GT Turbo e Outback 3.6R.

Honda-HR-V-2015

Honda HR-V 2015

Honda
A Honda exibe um dos mais importantes lançamentos do evento: o SUV compacto HR-V. O modelo ficou mesmo muito legal! Ele mistura o visual do City, com o espaço interno do Fit, a altura e o “conceito” do CR-V, com a motorização 1.8 18V FlexOne do Civic, além da opção com câmbio automático CVT. O início das vendas do novo modelo está marcado para o primeiro trimestre de 2015. Espero que o preço seja competitivo, de preferência custando menos de R$ 65.000 (quase uma utopia).

Além do HR-V, os visitantes já poderão conhecer o renovado CR-V 2015, que passou por poucas alterações estéticas que o deixaram mais alinhado com a nova identidade visual da Honda. O veículo também terá vendas iniciadas no próximo ano.

Honda-HR-V-CVT-2015

Honda HR-V terá câmbio CVT em 2015

Os visitantes que passarem pelo estande podem conferir também as novas gerações do Fit e City, lançadas em 2014, além do Civic 2015, que teve mudanças mais significativas na linha LXR, e do Civic Si.

O veículo conceito híbrido superesportivo NSX Concept, que tem visual marcante, e o conceito FCEV, movido a célula de hidrogênio, também são duas atrações da Honda. A marca japonesa expõe ainda o motor 1.5 turbo que, em breve, estará em modelos de produção da marca, embora nenhum tenha sido anunciado oficialmente para o Brasil. No estande da companhia os visitantes encontram atrações para crianças e para amantes da Fórmula 1, como o MP4/4, um carro da temporada de 1988 vencedor de 15 das 16 corridas, sendo sete vitórias de Alain Prost e oito de Ayrton Senna. Esse ano marcou o primeiro título do piloto brasileiro.

Fechando a Honda, devemos esperar mudanças na linha Civic para os próximos 2 anos. A dupla Fit e City possui câmbio automático CVT associado ao motor 1.5, enquanto o HR-V terá motor 1.8 e transmissão CVT. Logo, o Civic, em algum momento, deverá ter o câmbio CVT, como acontece com o Corolla. Além disso, o City topo de linha tem airbags laterais, enquanto Fluence e Corolla, por exemplo, saem de fábrica com, pelo menos, quatro airbags. É de se esperar que a Honda coloque airbags laterais além da versão EXR, topo de linha, que ficou para 2015.

Peugeot
A marca do leão não levou um número grande de atrações para o Salão do Automóvel de São Paulo, mas trouxe uma novidade que deve atrair os visitantes. O SUV compacto 2008 será produzido em Porto Real (RJ) e comercializado no Brasil em 2015 para competir com o Ford EcoSport, Renault Duster e com mais alguns outros modelos.

O 2008 deu origem a dois outros veículos expostos no Salão. O primeiro é o HYbrid Air, um conceito que combina um motor a gasolina e um sistema hidráulico acionado por ar comprimido. Uma central de controle atende aos comandos do motorista em três modos diferentes: Air, ativo até 70 km/h (apenas a energia contida no ar comprimido faz o veículo avançar), Gasolina (motor de três cilindros 1.2) e Combinado, quando o mecanismo com ar comprimido contribui como boost em acelerações e retomadas. Segundo a marca, essa tecnologia representa um desempenho com baixo consumo de cerca de 34 km/l, o que corresponde a uma diminuição de 45% do consumo de combustível na cidade de um carro compacto em relação a um com motor a gasolina equivalente.

O outro derivado do 2008 é o DKR, veículo que marca o retorno da Peugeot ao Dakar, um dos ralis mais difíceis do mundo, depois de 25 anos. Preparado para enfrentar a maratona de 10 mil quilômetros que compõem a prova, o 2008 DKR tem tração dianteira e motor V6 biturbo diesel, que desenvolve 340 cv de potência e 81,5 kgfm de torque. Os pneus têm 37 polegadas de diâmetro.

A linha 208 está presente com suas versões normais e com dois conceitos. O Natural tem como base a versão Allure 1.5 e conta com uma série de itens produzidos a partir de fontes sustentáveis, trabalhadas localmente e de maneira conjunta com parceiros dos mais variados segmentos, como a Embraer. Já o 208 Urb teve como base o acabamento Griffe 1.6 com câmbio automático e valoriza mais aspectos de modernidade. Ele está equipado com a bicicleta elétrica Peugeot AE21. A marca francesa exibe ainda o RCZ, 308 e 308 CC.

A Peugeot ficou devendo ao não mostrar um sedã compacto (301) e a nova geração do 308. Fica a sugestão para a marca: lançar um veículo compacto e moderno no lugar do 207.

Renault
A Renault exibe como seu principal destaque no Anhembi o show car Duster Oroch, que a marca define como um “SUV picape”. Usando o Duster como base, o modelo mistura as características de um utilitário esportivo, como o espaço para cinco ocupantes e a capacidade offroad, com as particularidades de uma picape, como a possibilidade de transporte de carga na caçamba. Ficou um dos conceitos mais legais do Salão.

Outro destaque é o carro-conceito Kwid, projeto concebido pelas equipes de estilo da marca em vários países, liderado pelo centro de design do Brasil, com a missão de explorar novos mercados. Com ares de um buggy, o compacto vem com um drone que pode enviar imagens em tempo real aos ocupantes através de uma câmera de alta definição acoplada à sua estrutura. Assim, pode mostrar a situação do trânsito, tirar fotos de paisagem ou detectar obstáculos pelo caminho.

A Renault lança ainda dois produtos no Salão, que chegam à concessionárias ainda em 2014. O Fluence 2015 chega sem alterações mecânicas, com a dianteira atualizada e com o painel renovado com a nova tela de LCD, tornando o modelo mais competitivo para brigar no segmento de sedãs médios. Já a nova geração do Sandero Stepway chega com a identidade visual da marca associadas ao estilo fora de estrada da linha.

O esportivo Megane R.S., que pode ser lançado no Brasil, está exposto ao lado de um exemplar da Lotus-Renault F1 preta e dourada, modelo 95T de número 12, com motor Renault V6 turbo de 750 cv de potência. O monoposto é uma homenagem ao piloto Ayrton Senna, que ganhou a sua primeira corrida na F1 com um carro igual a este, em 1985, no circuito de Estoril, Portugal.

A Renault apresenta, ainda, o Twizy Renault Sport F1, primeiro carro elétrico de série da marca a abrigar a tecnologia desenvolvida para as pistas de corrida. O público confere ainda o compacto Zoe e o urbano de dois lugares Twizy, carros 100% elétricos que integram a linha de modelos zero emissão (Z.E.) da Renault. No Brasil, a companhia já vendeu cerca de 70 unidades de veículos Z.E. desde meados de 2013.

Estranhamente, nem sinal do belo Captur, o que me deixou decepcionado com a Renault, mais uma vez.

Toyota
A Toyota se apoiou em conceitos para atrair os visitantes do Salão do Automóvel, o que não me agrada muito. Ver o futuro sem ter nenhuma grande novidade para o presente é meio sem graça.

O FT-1 é esportivo criado como modelo de design para os futuros carros da Toyota e revelado ao público através do jogo “Gran Turismo 6” para os consoles Sony PlayStation. Já o FV2, segundo a marca, é capaz de “conectar-se física e emocionalmente com o motorista”. O modelo é comandado por movimentos do corpo do motorista, em vez de usar o volante e permite reconhecimento de voz e imagem para determinar o humor do motorista. Sua tecnologia permite conexão com outros carros, obtenção de informações em tempo real do tráfego e sugestão de destinos e modos de direção para auxiliar o condutor.

Com lançamento marcado para o início de 2015 nos mercados japonês e norte-americano, o FCV, primeiro veículo do mundo movido a hidrogênio a ser produzido em escala comercial, poderá ser visto pela primeira vez na América Latina pelos 750 mil visitantes esperados no Salão do Automóvel.

Prius, Corolla, Camry, Hilux, SW4, RAV4 e Etios também estão expostos. A Toyota aproveitou o evento para anunciar que linha Etios será exportada para o Uruguai e para o Paraguai a partir de novembro, com as vendas iniciando em dezembro. Não foi dessa vez que vimos o Etios com um painel mais bonito e funcional.

Chrysler, Jeep, Dodge e RAM
A Jeep, marca que pertence à Fiat Chrysler Automobiles (FCA), exibe uma das principais atrações do Salão do Automóvel de São Paulo – se não for a principal atração do evento. O Renegade é um SUV compacto que será produzido em Goiana (PE) e lançando no Brasil no primeiro trimestre de 2015. É a primeira vez que o modelo é exibido no mundo. Ele terá três versões, Sport, Longitude e Trailhawk; duas opções de motor, 1.8 16V E.TorQ flex e 2.0 Multijet turbodiesel (170 cv); três de câmbio, manual de cinco marchas, automático de seis e nove velocidades; e duas de tração: 4×2 e 4×4. Segundo Sérgio Ferreira, diretor da Jeep do Brasil, para concorrer com Ford EcoSport, Chevrolet Tracker, Renault Duster e Peugeot 2008, o Renegade terá preços agressivos e seduzirá o consumidor pelo design, conforto, tecnologia, pela paixão e pela possibilidade da motorização a diesel – “um desejo antigo do consumidor”.

A Jeep exibe ainda o Compass, que foi atualizado. A Chrysler trouxe o sedã grande 300C 2015, que recebeu algumas alterações de acabamento e rodas. A picape RAM 2500 tem nova suspensão traseira independente. O Dodge Journey ganha versão Allroad com apelo fora de estrada.

Volkswagen
A Volkswagen trouxe muitas novidades, embora nenhum carro inédito. A marca exibe no Anhembi, até o dia 9 de novembro, quando acaba o Salão do Automóvel de São Paulo, o novo Jetta, que chega renovado ao Brasil, com visual ligeiramente reestilizado e alterações no interior. A marca destaca a versão Highline, equipada com motor 2.0 TSI de 211 cv, e transmissão automática DSG com dupla embreagem.

Outra atração exposta é o cross up!, nova versão com visual aventureiro do compacto da marca – estilo Palio Fire Way. O modelo será oferecido ao consumidor exclusivamente com carroceria de quatro portas, motor 1.0 de três cilindros e com a opção de transmissão manual (a partir de R$ 38.040) ou automatizada (a partir de R$ 40.960). O cross fecha a linha up! no Brasil.

Com a cabine simples, a Saveiro Surf resgata a versão clássica da picape, ressaltando o visual exclusivo. A Volks mostra também o CrossFox (R$ 57.990 manual e R$ 61.180 automatizado I-Motion), SpaceFox e o Space Cross restilizados, adotando a mesma linha visual do Fox 2015. Em relação ao compacto premium, destaque para a versão Pepper, um carro-conceito com adereços mais esportivos associado ao motor 1.6 16V, que desenvolve 120 cv de potência com etanol, e câmbio manual de seis marchas.

Outro conceito é o T-ROC, que oferece uma visão de uma possível nova linha de SUVs da Volkswagen. O modelo é menor do que o Tiguan e viria para brigar com o Ford EcoSport. Outro SUV que dá as caras renovado é o Touareg V8, que recebeu mudanças de estilo na dianteira e na traseira, além de novos equipamentos, e que fará a sua estreia no Brasil no primeiro trimestre de 2015.

A família Golf está representada pela versão GTE, um híbrido plug-in que, segundo a Volkswagen, “reúne sustentabilidade, com emissão zero e capacidade de rodar grandes distâncias, com o desempenho de um esportivo”; e pela versão Variant: perua que conta com visual mais esportivo e capacidade para acomodar até 1.620 litros de bagagens. A station wagon deve ser lançada no Brasil em 2015.

/

Os visitantes podem ainda conferir a série especial Fusca GSR, que faz uma releitura do conceito do GSR da década de 1970 para os tempos modernos, e a picape Amarok Dark Label, que incorpora elementos em preto fosco e novas rodas de liga leve “Roca”, com 17″.

Mercedes-Benz e Smart
A Mercedes-Benz possui hoje, no Brasil, 48 versões de 16 classes de modelos, sendo cinco SUVs. E foi exatamente o GLA, apresentado pela cantora Claudia Leitte, uma das principais atrações da marca no Salão. O veículo já está a venda e foi exibido na versão esportiva AMG, que tem motor 2.0 de 360 cv de potência e preço sugerido de R$ 289.900.

Mas a principal novidade da Mercedes no evento foi o AMG GT S, esportivo apresentado pelo piloto brasileiro Felipe Massa. Com previsão de lançamento no segundo trimestre de 2015, o modelo tem motor V8 4.0 biturbo de 462 cv.

Além do esportivo, a marca exibiu a Classe C Touring, perua que será lançada por R$ 154.900, na versão C 180, com motor 1.6 de 156 cv de potência. Outra atração é o Classe S cupê AMG, com seu motor V8 5.5 biturbo de 585 cv. Previsto para chegar Às concessionárias da marca no primeiro trimestre de 2015, o modelo deverá custar acima de R$ 800.000.

A Smart exibe como destaque o Fortwo Electric Drive que, segundo a marca, é o carro elétrico mais vendido no mundo. Ao mesmo tempo, o compacto é bem interessante por possuir uma autonomia de 145 km e é bem sem graça por não inovar em quase nada visualmente.

mercadolivreCobertura em parceria com o Mercado Livre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *