Chevrolet Onix completa dois anos com recorde de vendas e “comemora” com série especial Effect e preços altíssimos

Chevrolet-Onix-Effect-2015O Chevrolet Onix acaba de completar dois anos no mercado brasileiro com recorde de vendas em um único mês. Para “comemorar”, a marca lançou a série especial Effect, que dá ao carro um ar mais esportivo. Mas a “festa” não para por aí: agora os consumidores podem “celebrar” com os preços altíssimos da linha, quem devem ficar ainda piores em janeiro próximo, com o retorno do IPI.

O Chevrolet Onix é um carro muito legal e conseguiu tudo que o Agile jamais alcançou: ser bom, bonito e popular. Prova disso são as suas marcas de vendas. Em novembro foram emplacadas 14.484 unidades do modelo – recorde histórico. A melhor marca até então havia sido registrada em junho deste ano, quando 14.017 unidades. Lançado em novembro de 2012, o Onix transformou-se rapidamente no Chevrolet mais vendido da linha.

Chevrolet-Onix-Effect-2015-BrasilPara “comemorar” (entre aspas porque não é uma celebração oficial) e aproveitando a ótima receptividade da versão no Salão do Automóvel de São Paulo, a Chevrolet acaba de lançar a série especial Effect. Baseada no Onix LTZ 2015, ela se destaca pelo acabamento “esportivo”: spoiler dianteiro, saias laterais, aerofólio, extrator na traseira, teto pintado em preto alto brilho, grade toda preta, faróis com máscara negra, luzes de neblina, lanternas com detalhes escurecidos, rodas aro 15 em tom grafite, pneus 185/65, adesivos coloridos no capô, nas laterais e na tampa do porta-malas caracterizam a nova versão, identificada pela logomarca “Effect”, na porta; retrovisores e os adesivos da coluna B em preto brilhante.

O interior também ganhou “esportividade” com o volante com empunhadura mais espessa e base reta, com controle do sistema multimídia Chevrolet MyLink. Os botões permitem ao condutor mudar as estações do rádio e fazer ou aceitar ligações telefônicas. Assim como as molduras das saídas de ar no painel, o volante traz acabamento em vermelho acetinado. Há ainda tapetes bordados e quadro de instrumento com grafismo alusivo à nova versão.

Chevrolet-Onix-Effect-2015-interior-painel-MyLinkEntre os equipamentos de série, destaque para ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura, alerta para esquecimento do cinto de segurança, travas e vidros elétricos dianteiros com comando na chave, freios ABS com EBD e airbag duplo.

O motor 1.4 8V SPE/4 é o mesmo de sempre, com 98 cv de potência e 13 mkgf de torque com gasolina e 106 cv e 13,9 mkgf com etanol. O câmbio manual tem cinco marchas. Melhor seria se o Onix Effect contasse com o ultrapassado propulsor 1.8 8V da Chevrolet, que tem 106/108 cv (bem próximo ao 1.4), mas entrega muito mais torque (16,4/17,1 mkgf), o que tornaria a condução do hatch muito mais divertida.

Chevrolet-Onix-Effect-2015-esportivoO Onix Effect chegou às concessionárias na segunda quinzena de dezembro em duas opções de cores: Branco Summit e Vermelho Pepper, sempre com três anos de garantia, e com o mesmo caro preço sugerido da versão LTZ: R$ 51.230.

Preços altíssimos

Chevrolet Preços em 19/11/2012 Preços em 26/12/2014
Onix LS 1.0 R$ 29.990 R$ 39.190
Onix LT 1.0 R$ 31.690 R$ 42.740
Onix LT 1.4 R$ 35.290 R$ 45.820
Onix LTZ 1.4 R$ 41.990 R$ 51.230
Onix Effect 1.4 R$ 51.230

 *: Preços dos site da Chevrolet

O Chevrolet Onix é um ótimo carro, mas está caríssimo! As duas únicas explicações plausíveis para esse fato até se completam: 1. Aproveitar o bom momento e lucrar o máximo possível; 2. Usar o Onix para ocupar uma fatia de mercado maior, substituindo, ao mesmo tempo, Agile e Sonic (que foram embora sem deixar saudade).

Partir de R$ 39.190 (LS 1.0) chegando a R$ 56.560 (LTZ 1.4 com pintura metálica e câmbio automático de seis marchas) realmente está alto demais. Pelo preço da versão topo de linha é possível comprar um carro maior, mais equipado e com desempenho superior.

Definitivamente a Chevrolet está com uma excelente leva de carros, mas, baseado na tabela de Onix, Prisma, Tracker (mais aqui), Cruze, Cruze Sport6 e de tantos outros, acho que a política de preços da marca está com valores exagerados. Mas a GM não está fazendo nada de errado, uma vez que ela sugere os preços salgados mas, quem paga, é o consumidor. Em relação a isso, eu já fiz a minha parte (mais aqui).

Para fechar, se os preços já estão nas alturas, imagine a partir de 1º de janeiro de 2015, quando o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) voltar ao normal.

Comentários (8)

  1. Deixa aumentar preço , a GM pode cobrar até R$ 100 mil pela sua carroça.. errado é o consumidor q compra um carro simples como este por um preço absurdo… errado é o consumidor q alimenta a ganancia das montadoras .

  2. vendi meu cruze sport6 e pretendo não ter mais nenhum carro da gm por muitos anos, pois os preços estão caros não só na hora de comprar, mas nas revisões e peças também. R$ 56 mil num onix? jamais!

  3. belo carro, gostei muito porém muito caro preço fora do padrão, eu estava prestes a comprar um, mas vou partir pro honda civic, a diferença é pouca e em questão de carro nem se compara….

  4. Realmente o Onix está salgado, mas não consigo comparar o honda civic com o Effect. Comprei um agora e não trocaria pelo honda.( carro confortável, mas ultrapassado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *