Cinco perguntas para a Honda sobre o Civic, preço das pastilhas de freio, combustível, câmbio CVT e pneus

Honda-HR-V-2015

Câmbio CVT do HR-V no Civic?

Nos últimos meses, desde as publicações de alguns posts sobre carros da Honda, como o Civic 2016, HR-V, Civic Si, City e Fit, tenho recebido muitos e-mails com dúvidas de internautas envolvendo veículos da marca japonesa. Para enriquecer as respostas, achei melhor falar diretamente com a Honda e com uma concessionária da marca em Belo Horizonte, perguntando sobre o Civic, preço das pastilhas de freio, combustível, câmbio CVT e pneus. E, de “brinde”, consegui informações da nova geração do Civic! Confira!

Juntei as perguntas mais populares e alterei algumas outras para ficarem mais fáceis de entender. Em relação ao concessionário, como abordo alguns pontos que a marca considera polêmicos (nos bastidores), ele pediu o anonimato, permitindo apenas que eu diga que ele tem um cargo mais alto.

1. Tenho um Honda Civic EXS 2011/2011 e sempre fiz todas as revisões na concessionária. Mas jamais troquei pastilhas de freio nas concessionárias porque a diferença de preço entre a original Honda e a paralela é muito grande – algo na casa de 3x o valor. Se custasse um pouco mais do que a paralela, eu colocaria sempre a original, mas 3x é demais. Por isso gostaria de saber por que a pastilha de freio original Honda do Civic é tão cara? Em diversos outros componentes, a diferença não é tão grande assim e vale o investimento na peça original Honda.

Honda: A origem do produto Honda é japonesa e atende normas de segurança e de ambiente. A utilização da pastilha Honda garante uma maior durabilidade ao disco.

Concessionário: Os itens originais da Honda são mais caros mesmo, como acontece em qualquer outra marca. Em alguns deles, como a pastilha, a margem (de lucro) é maior para a Honda. Mas a pastilha da Honda talvez seja a melhor do mercado nacional. É sim mais cara, mas vale o gasto.

2. O que a Honda orienta na hora de abastecer: posso usar gasolina aditivada no meu Civic e no Fit da minha esposa? Ou devo manter a gasolina comum?

Honda: A Honda orienta que seus veículos sejam abastecidos com gasolina comum, que segue padronização em sua composição. A gasolina aditivada recebe (como o próprio nome diz) aditivos que, cada fornecedor visa um objetivo (melhoria no consumo, limpeza do sistema de injeção, melhoria no desempenho), neste caso os próprios fornecedores respondem pelos resultados.

Concessionário: A orientação da Honda é usar sempre gasolina comum.

Honda-Civic-LXL-SE

Honda Civic LXL SE

3. Seria possível fazer os ajustes técnicos (calibragens etc.) do motor 1.8 de um Civic LXL SE 2011 para que o ele ficasse igual ao propulsor de um Civic 1.8 2016?

Honda: A Honda não recomenda tais alterações.

Concessionário: Sim, seria possível, mas a Honda não recomenda. Eu nunca vi uma alteração assim. Acredito que, se fosse feito, não funcionaria tão bem como no Civic 1.8 2016, por exemplo, porque ele tem a função Eco, que está relacionada, entre outras coisas, com o câmbio.

4. A Honda tem planos de lançar o câmbio CVT para a linha Civic, como já acontece com o Fit e o City e acontecerá, em breve, com o HR-V?

Honda: Não respondeu.

Concessionário: Sim, a Honda tem planos, mas o câmbio CVT só deverá chegar ao mercado quando a nova geração do Civic for lançada, o que deve acontecer em 2016 (mais provável: segundo semestre). O sedã deverá ter duas opções de motor: 1.8 e 1.5 turbo flex.

Honda-Civic-LXR-2015-Brasil-visual-rodas

Honda Civic LXR e EXR têm rodas de aro 17″

5. Sou dono de um Civic LXR 2015 e, em breve, precisarei trocar os pneus. Acho os pneus de 17″ muito caros, por isso queria uma orientação para trocar os atuais pneus para os de 16″. Como devo proceder?

Honda: A Honda não sugere a substituição na medida das rodas e pneus, uma vez que outros itens no carro são projetados para trabalhar em conjunto com as rodas e pneus originais.

Concessionário: A Honda não recomenda fazer esse tipo de alteração, mas ela é possível sim. Só lembrar que, até a linha 2014, o Civic tinha apenas rodas de aro 16″. Logo, minha sugestão para esse dono seria olhar as especificações da roda do Civic nessa época. Mas digo uma coisa: na dúvida, consulte sempre o manual do proprietário. Se a dúvida continuar, fale com a concessionária ou com o SAC da Honda.

Obrigado aos internautas Marcelo, João, Mariana, Henrique, Luciana, Erik, Diego, Marcelo, Vitor, Rafael e Enrico pelas perguntas! Espero que as respostas tenham sido satisfatórias. Agradeço também à Honda e ao concessionário de BH pela atenção.

Comentários (7)

  1. Renato,

    Troquei as pastilhas de freio traseiras do 307. A original: R$380,00. A paralela: R$150,00. Não pensei duas vezes em optar pela de menor valor… as pastilhas são realmente muito caras. Mas se compará-las com o preço de pastilhas para freios à disco de bicicletas (R$80-100,00), elas são proporcionalmente baratas. rs

    • Nem tudo que é paralelo e porcaria, existem marcas no mercado que fabrica para as montadoras e vendem as mesmas peças no paralelo, porém com a marca própria.

  2. E depois ainda colocam o pós-venda da Honda no mais alto dos altares.

    Não é de hoje que eu questiono a transparência dessa empresa que sequer se dá o respeito de disponibilizar em seu site o plano de manutenção de toda a sua gama apresentando peças a serem trocadas a cada 10 mil km e os valores dos serviços tabelados, incluindo a mão-de-obra. O que obriga o consumidor sair garimpando de concessionária em concessionária o melhor valor destes serviços.

    Mas, não, isso não é divulgado! E depois condenam, por exemplo, uma Citroën, ou qualquer outra francesa, que pelo menos nesse quesito é clara, transparente.

    Sem contar que pelo preço de peças exorbitantes, e mais, o alto valor na aquisição de seus veículos se comparado com modelos semelhantes no mercado, acaba que a conta do dito um dos melhores pós-vendas do país já será paga no momento da aquisição do 0km.

  3. Olha tenho um New Civic 2011. Uma vez não coloquei pastilha original na dianteira, por poucos KM houve desgaste do disco acentuado, a sorte e que ao fazer alinhamento verificaram o desgaste, tive que retificar o disco. Portanto vale a pena pagar o preço da. Com certeza ha uma combinação de dureza das preço e dos discos fazendo ambos trabalharem com menos desgaste. Isto é coisa de Japonês.

  4. Todos os itens de desgaste do veículo podem ser colocados os paralelos.
    Um exemplo é o limpador de para-brisas, tente comprar um original nas concessionárias, simplesmente não tem. Ninguém quer pagar o absurdo que é, por uma peça com especificação para troca a cada 2 ou 3 meses (dependendo do fabricante).

    Trabalho a mais de 15 anos no setor de autopeças, e digo que dependendo da marca, as peças de reposição são melhores que as originais (peças testadas em laboratório).
    As concessionárias chegam a cobrar 100x o valor que a peça é vendida para montadora (mesmo pagando todos os intermediários e custos logísticos o valor ainda é absurdo).
    Sempre usei discos, pastilhas, filtros, limpadores de reposição e nunca tive problemas, e nem perda de desempenho nos meus carros.

  5. Sou proprietário de um civic lxr 15/16 a uns 3 meses…
    o antigo proprietário antes de me entregar levou o carro até una concessionaria Honda e fez uma revisão completa de 40 mil km
    onde foram substituídos todos os fluidos inclusive cambio e um jogo de pneus 17. e de itens de desgastes normal; somente foi indicado a troca das pastilhas de freio dianteira.
    Mais por estarem ainda boas optamos por ainda não trocar já que foi gasto mais de 1800 reais nessa revisão por conta do antigo proprietário que foi muito bacana em fazer isso que acho raridade…
    orçamento só da pastilha, mão de obra e passe no disco 600 reais!!!
    bem caro. mais pelo que pesquisei vale a pena sim fazer pela css Honda pela maior durabilidade. quando realmente necessário irei fazer na css…
    pois estou muito feliz com aquisição do Honda e pretendo mante-lo sempre em boa forma para poder desfrutar por muito tempo dele!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *