Crise que nada! Audi bate recorde e alcança mais de 15 mil unidades vendidas no Brasil em 2015

Audi-A3-Sedan-Flex-2016

Audi A3 Sedan Flex 2016

Depois de comemorar o recorde de vendas no primeiro semestre, a Audi caminha para ter um dos melhores anos de sua história no Brasil. Mesmo sem fechar 2015, a marca alemã já comercializou 15.242 unidades, volume que representa um aumento de 35,8% no acumulado do ano. Se o País está em crise, quem tem dinheiro está gastando muito, especialmente no segmento premium.

O crescimento da Audi foi influenciado por vários fatores e por algumas ações importantes da empresa, como a inauguração de sua planta nacional no Paraná em setembro – a única na América do Sul. Apenas no mês de novembro, o número de emplacamentos da marca foi de 1.382 unidades, o que representa um aumento de 32,8% nas vendas em relação ao mesmo mês do ano passado.

Audi-A3-Sedan-Flex-2016-Brasil

Sim, a rodas não são muito bonitas

“O bom desempenho que a Audi vem apresentando neste difícil ano demostra o compromisso de longo prazo que temos com o mercado brasileiro. Com os lançamentos da linha A3 Sedan, modelos produzidos nacionalmente, reforçamos nosso plano de crescimento e nossa estratégia de 360 graus, que envolve alinhamento do nosso portfólio com os últimos lançamentos no mercado europeu, preços competitivos, planos de investimentos em pós-vendas e abertura de novas revendas em todo o país”, afirma Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil.

Ao longo do último mês, a Audi lançou oficialmente no País o A3 Sedan fabricado em território nacional, cuja produção começou em setembro. Seu preço inicial é de R$ 99.990 na versão Attraction e R$ 109.990 na Ambiente.

Audi-A3-Sedan-Flex-2016-painel

Painel do Audi A3 Sedan flex

Equipado com motor 1.4 TFSI Flex, que desenvolve 150 cv de potência e 25,5 mkgf de torque, o modelo é o primeiro carro da marca que pode receber etanol no tanque e chegou às concessionárias na segunda quinzena de novembro. De acordo com o Inmetro, a média de consumo do A3 Sedan 1.4 flex é de 7,8 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada, com o derivado da cana-de-açúcar, e 11,7 km/l em perímetro urbano e 14,3 km/l em rodovias com gasolina. A versão 2.0 TFSI começa a ser vendida em ainda dezembro.

O Audi A3 Sedan Attraction 1.4 flex tem, como principais equipamentos de série, direção eletromecânica, ar-condicionado, faróis bixenônio com ajuste automático de altura e limpadores, sensor de estacionamento traseiro, lanternas de LEDs, bancos dianteiros com ajuste de altura, sistema start-stop, rádio MMI com alto-falantes, computador de bordo e bluetooth, rodas de alumínio de 16″ e freio de estacionamento eletrônico.

A versão Ambiente tem o mesmo motor 1.4 flex, mas conta com uma lista de itens mais recheada, com os citados acima além de sensores de luz e chuva, volante multifuncional com aletas para trocas de marchas (paddle shift) e rodas de 17″ – tamanho inadequado para as “ótimas” ruas brasileiras.

Audi-Q3-2016

Audi Q3

Além do A3 Sedan citado pelo presidente e CEO, o Q3 foi outro que colaborou muito com o crescimento da companhia por aqui. O objetivo da Audi é atingir a marca de 30 unidades vendidas no Brasil até 2020. Para isso, a empresa pretende expandir a sua rede de concessionárias para 70 casas.

Uma delas está prevista para 2016 em Belo Horizonte. Com um planejamento visando um crescimento de 20% diante a 2015, a Audi Center BH está investindo também em uma nova concessionária, que deve funcionar já à partir de janeiro de 2016, na Avenida Antônio Carlos, 6366.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *