Montadoras preparam um tiro no pé: aumento de preços para 2016

Ford-New-Fiesta-Sedan-2014-SE-Titanium-Brasil-dianteira

Ford New Fiesta Sedan: a partir de R$ 59.990

Depois de anos de crescimento, com lucros nas alturas, com ápice em 2013, as montadoras de automóveis do Brasil irão terminar 2015 com uma das maiores quedas das últimas três décadas. Para tentar reverter essa situação, as companhias podem estar preparando um verdadeiro tiro no pé: aumento de preços para 2016.

Conforme reportagem da Exame, com informações de O Estado de S. Paulo, as montadoras deixariam os veículos mais caro no momento em que o consumo se retrai, o desemprego sobe e o crédito tende a ficar mais restrito. Embora o reajuste seja uma decisão de cada marca, todas elas passam, segundo analistas e executivos do setor, por uma forte pressão de custos.

De acordo com a consultoria Tendências, os carros 0 km devem subir no mesmo ritmo da inflação em 2016. Isso significa um aumento de, pelo menos, 5,8% no ano que vem. Essa “brilhante” estratégia já antecipa um cenário ainda pior para 2016, pois, segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o volume de veículos novos vendidos em 2016 deve cair 5% em relação à 2015, que praticamente vai cair 27% em comparação com 2014.

Mesmo com o meu apelo, a Honda é uma das que já prepara aumentos para 2016, que devem chegar a até 8%, segundo me informou um funcionário de uma concessionária da marca de Belo Horizonte. Todos os veículos comercializados pela companhia terão aumento, que pode ser menor de acordo com o modelo e a versão. Ou seja, se você pensa em comprar um City, como eu, já pode ir tirando o cavalo da chuva, pois seu bolso vai doer.

Honda-City-LX-2016

Honda City e seu irmão pesarão mais no bolso em 2016

Essa mesma reportagem lembra uma fala do vice-presidente de relações institucionais da Ford, Rogelio Golfarb, quando ele disse que “lucro é coisa do passado”. Com sinceridade, será mesmo? O carro mais barato da Ford no Brasil, Ka, custa a partir de R$ 41.590. Um New Fiesta Sedan parte de R$ 59.990, enquanto um EcoSport custa iniciais R$ 65.900 e um Focus hatch tem valor inicial de R$ 69.900.

As montadora devem ter cautela em 2016, pois pressionar o governo com ameças de demissões (oficialmente isso não acontece, mas, nos bastidores…) pode piorar ainda mais a situação. Todas as partes devem trabalhar juntas para o mercado voltar a se aquecer, sem que o consumidor, mais uma vez, pague o pato. Mas o consumidor deve também fazer a sua parte, não comprando (boicotando) carros que estejam com preços exorbitantes.

Quem sabe, no ano que vem, não seria o momento perfeito para a efetivação do tão sonhado programa de renovação de frota nacional, que retiraria os carros velhos, poluentes, gastadores e pouco seguros das ruas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *