Ford completa 97 anos de produção em série de automóveis no Brasil

Ford-fabrica-Brasil-historia-linha-montagem-modelo-T-Sao-Paulo-SP

Linha de montagem do Ford modelo T em São Paulo (SP)

A Ford completa este mês a incrível marca de 97 anos do início da produção em série de automóveis no Brasil. O modelo T foi o pioneiro, atingindo, em 1925, o número de 24.250 unidades vendidas no mercado brasileiro. Número que impressiona, mas que não reflete mais a marca no mercado nacional hoje.

A primeira linha de montagem funcionou no centro de São Paulo em 1919, inaugurando a indústria automotiva local. O seu sucesso levou a marca, dois anos depois, a mudar para uma sede própria no bairro do Bom Retiro, também na capital paulista, onde foi instalada uma unidade de produção nos mesmos moldes da sede da empresa em Detroit, nos Estados Unidos.

De acordo com a Ford, o modelo T se tornou um dos carros de maior sucesso de todos os tempos. Como produto de massa, teve 15 milhões de unidades produzidas entre 1908 e 1927 e “ajudou a colocar o mundo sobre rodas”. Foi eleito ainda o Carro do Século, como produto que melhor simboliza o nascimento da era do automóvel.

Ford-fabrica-Brasil-historia-rua-solon

Antiga fábrica da Ford em São Paulo

No Brasil, foi também o precursor da cultura automotiva. O modelo T tornou-se astro de diversas exposições de veículos, como o primeiro Salão do Automóvel, realizado na década de 1920, no Palácio das Indústrias, em São Paulo (SP). Em uma das edições, a Ford chegou a construir uma réplica da linha de montagem no evento. Na área de comunicação, o T foi responsável pelo início da propaganda de automóveis nos principais meios de comunicação da época.

Hoje, a Ford tem duas fábricas no Brasil, em São Paulo e na Bahia, além do apoio da planta da Argentina e de outras partes do mundo. A marca comercializa no Brasil o Ka, Ka+, (New) Fiesta, (New) Fiesta Sedan, Focus, Focus Sedan (Fastback), Fusion, EcoSport, Edge, Ranger, além de caminhões.

Ford-Focus-Fastback-2016

Ford Focus Fastback 2016

A linha de modelos é bem interessante e atraente, embora enfrente alguns desafios, como a defasagem do EcoSport em relação à concorrência; a falta de um câmbio automático moderno e confiável para toda linha de automóveis (o manual automatizado de dupla embreagem é bastante questionado) e preços mais agressivos, além da falta de ambição e de qualidade de boa parte das concessionárias da marca (o que reflete o trabalho de comunicação da companhia com o público em geral e com a imprensa).

Mas a Ford tem mais qualidades do que defeitos e, com ajustes específicos, pode se manter na quarta colocação do mercado nacional, conseguindo ficar à frente da Renault, Hyundai, Honda e Toyota. Para brigar com a Volkswagen (3ª colocada), seria necessário investir em mais modelos e opções, o que não irá num futuro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *