Oportunidade e salvação: Nissan compra 34% da Mitsubishi

Nissan-Motor-Corporation-MitsubishiA Nissan comprou 34% das ações da Mitsubishi (Motors Corporation) por 237 bilhões de ienes (cerca de R$ 7,5 bilhões). Enquanto a primeira vê na transação uma oportunidade de expandir os seus negócios, a segunda vê uma salvação para não fechar as portas no futuro.

A aliança estratégica irá estender uma parceria já existente entre as empresas, sob a qual as duas empresas têm colaborado nos últimos cinco anos. A Nissan e a Mitsubishi concordaram em cooperar em áreas como compras, plataformas de veículos, compartilhamento de tecnologia, utilização conjunta de fábricas e mercados em crescimento.

“Esta é uma transação inovadora em que ambas as empresas ganham. Cria uma nova força dinâmica na indústria automotiva que irá cooperar intensivamente e gerar sinergias consideráveis. Seremos o maior acionista da Mitsubishi, respeitando a sua marca, a sua história e aumentando as suas perspectivas de crescimento. Iremos apoiar a Mitsubishi a enfrentar os seus desafios e recebê-los como o membro mais recente da nossa família alargada da Aliança”, afirmou Carlos Ghosn, CEO e Presidente Mundial da Nissan.

“Na sua história de parcerias bem-sucedidas, a Nissan Motor Co. desenvolveu um conhecimento profundo de maximização de benefícios através de parcerias de aliança. Este acordo irá criar valor acrescentado para as duas empresas progredirem em direção ao futuro. Iremos nos beneficiar no longo prazo ao aprofundar a nossa parceria estratégica, incluindo partilhar recursos no desenvolvimento, assim como compras conjuntas”, acrescentou Osamu Masuko, CEO e Presidente da Mitsubishi.

A Mitsubishi Motor Company e a Nissan esperam que a Mitsubishi Heavy Industries, Mitsubishi Corporation e The Bank of Tokyo – Mitsubishi UFJ mantenham uma parte significativa de participação coletiva na Mitsubishi Motors e que apoiem esta aliança estratégica. A transação está sujeita à assinatura do Acordo de Aliança definitivo. A assinatura do acordo de acionistas com os atuais acionistas do Grupo Mitsubishi será submetida às aprovações regulatórias e deverá ser assinado até ao final do mês de maio. A transação deverá estar concluída até ao final do ano.

A decisão da Nissan em adquirir uma participação estratégica na Mitsubishi marca à mais recente expansão do seu modelo de Aliança, construído à volta de 17 anos de um acordo de participações cruzadas com a Renault. A Nissan também adquiriu participações ou firmou parcerias com outros grupos automotivos, incluindo a Daimler e a AvtoVaz (dona da Lada).

Na prática, a Nissan acrescenta mais uma empresa no seu hall de alianças estratégicas, que tem como principal parceira a Renault, além da Infiniti e da Datsun. Para as marcas, essa será uma excelente oportunidade de explorar o que a Mitsubishi tem de bom, como a expertise em veículos off-road, o conhecimento muito específico de alguns mercados além de patentes.

Para a Mitsubishi, vender 34% de suas ações representa uma injeção financeira e um caminho para o futuro, que estava, cada vez mais, fadado ao não sucesso pensando no longo prazo (por diversas circunstâncias).

Agora é aguardarmos para saber quais serão os primeiros frutos práticos dessa transação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *