Novo Chevrolet Cruze 2017 chega bem mais bonito, equipado e moderno. Marca chuta o balde com os preços

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-novo

Como a nova geração do Chevrolet Cruze ficou legal, viu?!? Não fui convidado para o lançamento do veículo, mas isso não me impediu de, durante a viagem no tempo à bordo do Classic, ir a Rosário, na Argentina, onde o carro é fabricado, para conhecê-lo mais de perto! E eu gostei mesmo! Já como linha 2017, o modelo ficou bem mais bonito, equipado e moderno, com um conjunto mecânico muito interessante e, aparentemente, confiável (assim espero). Sem dúvida eu pensaria seriamente em ter um exemplar na minha garagem se a marca não tivesse chutado o balde com os preços do sedã. Uma pena.

Modelo global de maior sucesso comercial da Chevrolet no mundo com mais de quatro milhões de unidades emplacadas, o Cruze 2017 começou a ser vendido nesse mês com valores iniciais sugeridos variando entre R$ 89.990 e R$ 107.450.

Chevrolet-Cruze-2017-visual-cupe

Visual cupê do Chevrolet Cruze 2017 agrada muito

Visual de cupê com quatro portas

O que mais chamou a minha atenção na nova geração do sedã foi o seu o visual, que realmente parece um cupê de quatro portas. A silhueta do veículo é marcada pela queda mais acentuada do teto em direção ao porta-malas (daí vem o cupê), que tem tampa curta e alta como a linha de cintura do sedã. As rodas de alumínio tem 17″ – não muito adequadas às nossas ruas lunares.

Influenciado pelos novos Impala e Malibu, o Cruze continua com os faróis e a grade superior integrados, sob o conceito “dual grille”, com entradas de ar bipartidas. A dianteira é bem mais bonita e elaborada do que a geração anterior do modelo, mesmo depois da fraca reestilização que ele recebeu.

Na traseira, as lanternas lembram as do Camaro, pela disposição das lâmpadas e pela assinatura luminosa que cria à noite. Enquanto o para-choque é marcado por vincos e por defletores nas extremidades. No teto chama a atenção um discreto aerofólio que integra a terceira luz de freio.

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-automatico

Chevrolet Cruze 2017 é bem mais bonito do que a geração anterior

Mas a parte de trás poderia ter ficado melhor ser os designers da Chevrolet do Brasil não tivessem incluído uma barra dourada, totalmente desnecessária. A grafia do “turbo” na tampa do porta-malas também não combina com o veículo, parecendo vinda do Onix ou ainda do extinto (por aqui) Sonic.

O desenho da segunda geração do Cruze também é resultado dos testes de otimização aerodinâmica feitos em túneis de vento, permitindo um bom coeficiente de arrasto: Cx 0,30.

Se comparado a o Cruze anterior, a nova geração ficou ligeiramente maior: 62 mm mais comprido, 9 mm mais alto e seu entre-eixos é 15 mm maior que o antecessor. Na prática, o espaço é parecido, com vantagem para a nova geração, embora eu, com meus 1,97 cm, não tenha me sentido muito confortável no banco traseiro (e quem vai no centro atrás sofre com o desconforto para as pernas).

Chevrolet-Cruze-2017-motor-turbo-flex

Motor 1.4 16V turboflex promete bom desempenho e boa média de consumo

Potência e consumo turboflex

Todas as versões da nova geração do Cruze são equipadas com motor 1.4 16V Ecotec turboflex, que desenvolve 150 cv de potência e 24 mkgf de torque com gasolina e 153 cv e 24,5 kgfm com etanol. Toda linha contam também com a já conhecida transmissão automática de seis marchas da Chevrolet, que recebeu uma nova calibração para o novo sedã.

A GM enfatiza os 9s necessários para ele ser acelerado de 0 a 100 km/h. Mas o que a marca realmente valoriza do seu conjunto mecânico é a média de consumo, “similar à de veículos 1.0”: segundo dados da General Motors, alinhados com o Inmetro, o carro faz 7,6 km/l com etanol e 11,2 km/l com gasolina na cidade e 9,6 km/l com derivado da cana-de-açúcar e 14 km/l com o combustível fóssil na estrada – média cerca de 30% mais econômica que o modelo de geração anterior (1.8 16V), o que não é difícil, pois o Cruze antigo bebia demais.

Chevrolet-Cruze-2017-LT

Dianteira do novo Chevrolet Cruze ficou mais moderna

Os segredos do modelo para essa melhora expressiva de consumo em relação ao antigo Cruze se devem, principalmente, à injeção direta de combustível, ao cabeçote com coletor de escape integrado, além de bloco e cárter também de alumínio, o comando variável de válvulas e o sistema Stop/Start, que desliga momentaneamente o motor enquanto o veículo para no semáforo, por exemplo.

Outra contribuição vem da plataforma: 25% mais rígida em torção e 21% mais leve que a do seu antecessor – são quase 100 kg a menos (tudo isso graças à adoção de materiais mais nobres, como o alumínio e ligas de aço mais resistentes).

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-interior-painel

Painel do Chevrolet Cruze 2017 é um dos pontos altos do carro

Por dentro, mais conforto

As novas proporções e dimensões do Cruze 2017 possibilitaram um pouco mais de espaço interno e mais conforto aos ocupantes.

O painel continua com o conceito “dual-cokpit” que separa bem a área destinada ao motorista e ao passageiro dianteiro. A direção elétrica conta com regulagem de altura e profundidade. Multifuncional, o volante agora agrupa teclas na parte dianteira e traseira, permitindo um maior número de integrações com o veículo.

O quadro de instrumentos traz os principais dados do veículo e pode vir com um computador de bordo de última geração. Conta com tela colorida de 4,2” e cinco modos de visualização: informações gerais do veículo, como pressão dos pneus, vida útil do óleo e distância do carro da frente; informações do sistema de áudio; informações do sistema de telefonia; informações sobre o sistema de navegação e um menu configurável que permite, por exemplo, exibir a velocidade de maneira digital.

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-painel-quadro-instrumentos

Detalhe para a tela do sistema de estacionamento automático

O computador de bordo possui a função ECO que auxilia o motorista a dirigir de maneira a privilegiar o menor consumo de combustível – é até possível consultar o desempenho do carro neste quesito nos últimos 50 quilômetros percorridos.

Na parte superior central do painel está a mais nova geração do sistema multimídia da Chevrolet, o MyLink 2, com tela de 8” capacitiva de alta definição, além de Android Auto e Apple CarPlay, que permitem maior integração com o smartphone do usuário. Comando de voz e navegação embarcada estão disponíveis.

O revestimento premium dos bancos e dos painéis das portas é inédito: preto na LT e cinca na LTZ. Nos dois, uma luz de LED azul agora emoldura os comandos do multimídia e do ar-condicionado digital, facilitando a localização das teclas principalmente à noite.

Chevrolet-Cruze-2017-visual-dianteira

Chevrolet acertou a mão na dianteira

Equipamentos e preços

O Chevrolet Cruze 2017 vem traz controle eletrônico de tração e de estabilidade, freios ABS com EBD e PBA (frenagem de emergência), direção elétrica, luz de condução diurna, controle de cruzeiro, abertura e fechamento dos vidros por controle remoto, tomada de 12V também para os ocupantes traseiros, revestimento premium dos bancos, OnStar e sistema isofix de fixação de cadeirinha infantil.

O assistente de partida em rampas, o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, a câmera de ré, o sensor de estacionamento, o sistema de áudio de alta definição e o multimídia MyLink também passam a ser equipamentos de série na versão LT.

Chevrolet-Cruze-2017-visual-traseira

Tirando o emblema “Turbo” e a barra prateada, traseira agrada bastante

A versão topo de linha (LTZ) soma airbags laterais e de cortina, faróis com regulagem de altura e luz de condução diurna em LED, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, abertura das portas por sensor de aproximação na chave e partida por botão no painel, acionamento da ignição por controle remoto, retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, retrovisor interno eletrocrômico, multimídia MyLink com GPS integrado, acabamento da grade e das maçanetas externas em cromo, rodas escurecidas.

“A novidade para a versão LTZ do Novo Cruze é um pacote Hi-Tech jamais, que coloca o sedã médio da Chevrolet no mesmo patamar tecnológico de modelos premium importados de preço e categoria superiores”, explica Hermann Mankle, diretor de marketing da Chevrolet.

O pacote se destaca pelos seguintes itens:

  • Assistente de permanência na faixa
  • Alerta de colisão frontal
  • Alerta de ponto cego
  • Sistema de estacionamento automático
  • Farol alto inteligente
  • Carregador de celular sem fio
  • Banco do motorista com ajustes elétricos

O assistente de permanência na faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “lê” as faixas da via e faz eventuais correção na trajetória do veículo ao perceber que ele está saindo involuntariamente da pista.

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-painel-alerta-colisao

Tela do altera de colisão frontal

O alerta de colisão frontal permite ao motorista estabelecer, com ajuda da eletrônica, uma distância mínima em relação ao veículo à frente, podendo, por exemplo, ser alertado caso o outro automóvel sofra uma redução de velocidade repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do parabrisa, um alarme soa pelos alto-falantes do carro.

O alerta de ponto cego auxilia o motorista em mudanças de faixa. Uma luz acende no retrovisor externo atentando da presença ou da aproximação de um outro automóvel ou de uma motocicleta em tráfego lateral.

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-alerta-ponto-cego

Altera de ponto cego no retrovisor

O sistema de estacionamento automático ajuda o motorista a estacionar em vagas paralelas e perpendiculares. Radares e sensores espalhados pela carroceria identificam os obstáculos em volta e o volante esterça sozinho. Ao condutor, basta seguir as instruções no computador de bordo de quando acelerar e frear o veículo, por exemplo.

Chevrolet-Cruze-2017-sensor-estacionamento-lateral

Detalhe para o sensor do sistema de estacionamento automático

Já o sistema de iluminação conta com faróis altos inteligentes, sistema que altera o facho de acordo com o tráfego para não ofuscar, por exemplo, a visão do motorista do veículo que vem em sentido contrário.

Outro sistema interessante que chega ao Cruze 2017 é compartimento no console central com tecnologia capaz de carregar o smartphone via indução eletromagnética. Basta colocar o telefone compatível com essa tecnologia neste espaço para que sua bateria seja recarregada sem a necessidade de fios.

O computador de bordo colorido no centro do quadro de instrumentos permite ao condutor configurar e monitorar as mais variadas funções do veículo, como a pressão de cada um dos pneus, níveis de uso do óleo e da bateria; enquanto um avançado sistema orienta a dirigir da forma mais econômica, mostrando inclusive a evolução recente neste quesito.

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ-interior-OnStar

Chevrolet Cruze 2017 conta com sistema OnStar

Para a versão 2017 do Cruze, o OnStar soma aos serviços de emergência, segurança, proteção patrimonial, concierge e conectividade a nova versão do aplicativo com o alerta de valet (o dono recebe uma mensagem caso o manobrista se distancie mais de 500 metros com o carro). Exclusividade que estreia no OnStar do sedã é a orientação de navegação feita por meio de setas na tela do computador de bordo e comando de voz.

O Novo Cruze chega com seis opções de cores, entre elas quatro metálicas inéditas: Branco Abalone, Vermelho Edible Berries, Cinza Satin Steel e Preto Ouro Negro. O Branco Summit e o Prata Switchblade completam o catálogo. A garantia do veículo é de três anos.

Chevrolet Cruze LT 2017 – R$ 89.990
Principais equipamentos de série: airbags frontais e laterais; controle de tração e estabilidade; freios ABS com EBD; assistente de partida em rampa; start-stop (sistema que desliga e religa o motor em paradas rápidas); rodas de liga leve aro 17; faróis de neblina; ar-condicionado com displays digitais; coluna de direção ajustável em altura e profundidade; controlador automático de velocidade; direção com assistência elétrica; computador de bordo; volante multifuncional; sistema de monitoramento de pressão dos pneus; OnStar; sistema multimídia com tela de sete polegadas e MyLink 2; e sensor de estacionamento traseiro.

Chevrolet-Cruze-2017-visual-coupe

Novo Chevrolet Cruze LTZ 2017

Chevrolet Cruze LTZ 2017 – R$ 96.990
Principais equipamentos de série: Itens da versão LT com a adição de luz diurna de LED (DHR); mais dois airbags de cortina; sensor crepuscular (que acende e apaga automaticamente os faróis de acordo com a luz externa); espelho interno com função eletrocrômica; retrovisores externos elétricos com rebatimento; botão de ignição (partida sem chave); sensor de chuva; regulagem de altura dos faróis; detalhes internos e externos cromados; sensor de estacionamento dianteiro; rodas de liga leve aro 17 escurecidas; computador de bordo com display digital no quadro de instrumentos; MyLink com tela de oito polegadas e GPS 3D no painel, além de comandos do OnStar no sistema multimídia.

Chevrolet Cruze LTZ+ 2017 – R$ 107.450 (pacote R7F)
Principais equipamentos de série: LTZ com alerta de colisão frontal e de ponto cego; assistente de permanência na faixa (que avisa o motorista e até movimenta o volante automaticamente em caso de escapadas da faixa); indicador de distância do veículo à frente; sistema de estacionamento automático (park-assist); banco do motorista com regulagem elétrica, carregador de celular por indução e farol alto adaptativo (que identifica veículos à frente e diminui o farol automaticamente).

Chevrolet-Cruze-2017-LTZ

Se não fosse pelo altíssimo preço, Chevrolet Cruze 2017 venderia muito mais

Resumo da obra

Eu gostei muito mesmo da nova geração do Chevrolet Cruze! Acho que a marca acertou a mão e tem tudo para ter mais um grande representante no segmento de sedãs médios no Brasil! Bonito, bem acabado, com uma boa lista de equipamentos de série, um pouco mais de espaço interno, ótimo desempenho e a promessa de boa média de consumo de combustível. Além de uma unidade para testar por alguns dias, o que mais eu poderia pedir?

Além da sonhada carroceria hatch, a resposta é simples: bom preço. Os maiores adversários do Cruze 2017 serão o Toyota Corolla (especialmente depois da reestilização), novo Honda Civic, Nissan Sentra 2017 e os altíssimos preços pedidos pela Chevrolet.

A marca tem a convicção, e deixa isso claro nas campanhas e nos comerciais, que o Cruze pode bater de frente com o Audi A3 Sedan e Mercedes-Benz Classe C. Por mais o sedã da GM tenha evoluído, e muito, eu não tenho dúvidas: por mais de R$ 105.000, Mercedes e Audi são mais carros. 

Comentários (4)

  1. in off – parizzi a fiat tirou de linha o freemont, weekend, todas as versoes do doblo e ducato, uno furgao e as versoes 1.6 do palio e grand siena de linha agora em julho. e assim termina a morte em massa de seus modelos defasados. pro começo de 2017 quem saira de linha sao todas as versoes do palio, grand siena e punto. todos eles serao substituidos pelo novo punto e grand siena. no 2° semestre de 2017 saira de linha as versoes trekking e adventure da strada pra chegada da nova strada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *