Conheça 28 opções de carros automáticos e automatizados até R$ 60.000 e ganhe conforto!

Hyundai-HB20-2016-cambio-automatico

Câmbio automático de seis marchas do Hyundai HB20 e HB20S

Se a lista anterior, com os carros automáticos até R$ 50.000, os mais baratos do Brasil, ficou curta, agora temos um leque de opções muito mais amplo! Você pensa em comprar um carro automático? Então conheça 28 opções até R$ 60.000 e ganhe conforto!

Para facilitar a organização dos modelos, separei os carros em duas categorias: hatches e sedãs. É importante dizer que, nas duas listas, estão veículos equipados com câmbio automático tradicional, com quatro ou seis marchas, e CVT (continuamente variável – parece uma marcha infinita), além da transmissão manual automatizada (Dualogic, I-Motion e Easy´R), que nada mais é do que um câmbio manual normal, mas sem o pedal da embreagem, que usa um “robozinho” (um programa de computador) para fazer as trocas de marcha. Esse sistema exige praticamente os mesmos cuidados (manutenção) de uma transmissão manual.

Vantagens e desvantagens dos câmbios: AUTOMÁTICO X AUTOMATIZADO
Automático (tradicional e CVT) Automatizado (Dualogic, I-Motion e Easy´R)
+ Mais confortável + Mais barato para comprar
+ Trocas de marchas mais suaves + Manutenção mais barata (em teoria)
Mais caro para comprar Trocas de marchas com trancos

A ordem dos carros abaixo está por preço, começando pelo mais barato e descendo para o mais caro. Todos eles têm pintura sólida (mais em conta) e quatro portas. A cotação de preço foi feita no dia 18/09/2016 no site de cada marca. Deixei algumas montadoras de fora, como a Chery, porque elas não listam os valores de seus modelos online.

Diferente da lista que fiz em 2013, agora deixei cada carro o mais barato possível, sem acrescentar nenhum opcional, mesmo que isso implique em alguma situação curiosa. Não custa lembrar que todos os automóveis nacionais saem de fábrica com airbag duplo frontal e freios com sistema ABS.

Com as atualizações da linha 2017, acrescentei as versões Way e Sporting do Uno, que também figuraram na lista de carros automáticos até R$ 50.000, mas como linha 2016. Mas vamos ao que interessa.

HATCHES

Volkswagen Cross up I-Motion - automatizado 2017

Volkswagen Cross up I-Motion

Volkswagen cross up! 1.0 12V I-Motion – R$ 51.610
Um dos mais modernos e eficientes aqui da lista, o cross up!, um up vestido para aventuras, é o mais barato da lista, embora seja bem caro pagar mais de R$ 50.000 num carro 1.0 com câmbio manual automatizado de cinco marchas. Pelo menos o propulsor três cilindros, que desenvolve 75 cv e 9,7 mkgf de torque com gasolina e 82 cv e 10,4 mkgf com etanol é interessante. O porta-malas do pequeno Volkswagen tem capacidade para 285 litros.

Entre os principais equipamentos de série, destaco airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência); palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; sistema de partida a frio sem tanque auxiliar de gasolina; direção elétrica; computador de bordo com 10 funções; sistema de alarme com comando remoto; sensor de estacionamento traseiro; porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço; banco do motorista e coluna de direção com ajuste de altura; airbag duplo; apoios de cabeça para todos os ocupantes, 4 alto-falantes e 2 tweeters; alavanca do freio de mão revestida em couro; alerta sonoro de faróis acesos; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; chave tipo “canivete” com controle remoto; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de carga; console central com porta-copo; desembaçador. limpador e lavador do vidro traseiro; encosto do banco traseiro rebatível; retrovisores externos em “chrome effect” (exceto cor prata sírius), elétricos e com luzes indicadoras de direção integradas; faróis com máscara escurecida; faróis e lanterna de neblina; fixação da cadeirinha de criança com sistema ISOFIX / top tether; frisos laterais com inscrição “cross”; para-choques dianteiro e traseiro com ilha central em “chrome effect”; para-sol com espelho para o passageiro; rack de teto longitudinal em “chrome effect”; rodas de liga leve aro 15″ “Zurique” com pneus de baixa resistência ao rolamento 185/60 R15; sistema de som com rádio AM/FM, CD-player, bluetooth, MP3 player e entradas USB, auxiliar e para iPod; soleira das portas dianteiras com aplique em alumínio; tampa do porta-malas com abertura elétrica “push button”; tapetes de carpete; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas dianteiras e traseiras; vidros dianteiros elétricos; volante revestido em couro com aplique cromado; entre outros.

Kia-Picanto-manual-2016

Kia Picanto automático

Kia Picanto 1.0 12V AT – R$ 51.990
Com 77 cv de potência e 9,6 mkgf de torque com gasolina e 80 cv e 10 mkgf com etanol, o Picanto é a prova que carros 1.0 também podem ser equipados com câmbio automático, mesmo que seja com uma caixa ultrapassada de apenas quatro marchas (mas melhor do que as transmissões automatizadas). O porta-malas do pequeno coreano leva 292 litros.

Entre seus principais equipamentos de série, destaque para abertura interna da tampa de combustível; ar-condicionado; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro rebatível e bipartido (60/40); bancos do motorista e passageiro com porta-revistas no encosto; bluetooth com controle de chamada no volante; chave tipo canivete, com travamento e abertura de portas a distância; iluminação no porta-malas; maçanetas internas com pintura metalizada; odômetro digital com medições parciais A e B, tempo de viagem e Eco Driving Mode On/Off; para-sóis com espelhos e porta-ticket para o motorista; porta-objetos nas portas dianteiras e console central; rádio CD/MP3 player com entrada auxiliar e USB + 4 alto falantes; revestimento de couro no volante e na alavanca de câmbio; tomada auxiliar de energia 12 V (console central); travamento elétrico central das portas e porta-malas; vidros com comando elétrico nas 4 portas; volante com regulagem de altura e controle de som; antena eletrônica externa no teto; espelhos retrovisores externos com regulagem e rebatimento elétricos, aquecimento e setas com Led; maçanetas externas cromadas; para-choques e espelhos retrovisores na cor do veículo; rodas de liga leve aro 14”; Airbag duplo frontal; cintos de 3 pontos para todos; limpador, lavador e desembaçador no vidro traseiro; direção com assistência elétrica progressiva; freios com ABS e EBD; indicador de condução econômica – Eco Driving (se ativado Eco On); brake light; sistema Isofix.

Fiat Uno Way 1.3 2017 com câmbio Dualogic Plus automatizado

Fiat Uno Way 1.3 2017 com câmbio Dualogic Plus automatizado

Fiat Uno Way 1.3 8V Dualogic Plus – R$ 51.990
Com a recente mudança da linha 2017, Uno Way 1.3 é a opção mais barata da Fiat com câmbio manual automatizado, no caso, o pouco eficiente Dualogic Plus (Plus é a evolução do Dualogic). Como no irmão “esportivo”, o pequeno quadrado aventureiro agora conta com o novíssimo motor 1.3 8V, de quatro cilindros, que, sem tanquinho de partida a frio, gera bons 101 cv de potência e 13,7 mkgf de torque com gasolina e 109 cv e 14,2 mkgf com etanol, mantendo o mesmo espaço de antes no porta-malas: 280/290 litros (dependendo da posição do encosto do banco traseiro).

Entre os itens de fábrica mais importantes, destaque para borboletas (paddle shift) atrás do volante; ar-condicionado + para-brisas degradê; banco traseiro rebatível (Flip and Fold) com 2 posições para o encosto, barras longitudinais no teto; bolsa porta-objetos nas portas dianteiras; bolsa porta-revista no encosto dos bancos dianteiros; brake light; calotas integrais exclusivas Way; chave desmodrômica; check quadro de instrumentos (Welcome Moving); cintos de segurança dianteiros retráteis de 3 pontos com regulagem de altura; cintos de segurança laterais traseiros retráteis de 3 pontos; comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do tanque de combustível; computador de bordo A e B (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso); console central com porta-objetos e porta-copos; console porta objetos no teto; conta-giros; limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro; direção elétrica; Drive by Wire (controle eletrônico da aceleração); econômetro; espelho no para-sol lado motorista e do passageiro; faróis com máscara negra; faróis de neblina; Fiat Code 2ª geração; Follow me home; frisos laterais das portas com inscrição Way; ganchos de fixação de carga no porta-malas; airbag duplo (motorista e passageiro); freios ABS com EBD e ESS (sinalização de frenagem de emergência); controles de estabilidade (ESC) e tração (ASR + TC); Hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida); sistema Start&Stop (desligamento/acionamento automático do motor); indicadores de temperatura da água e de troca de marchas (Shift up/down); Lane Change (função que auxilia a sinalização das trocas de faixa); maior altura em relação ao solo; moldura nas caixas de roda na cor cinza; My Car Fiat (personaliza várias funções do carro); palhetas com tecnologia Flat Blade; pára-choques na cor do veículo; porta-óculos; porta-luvas iluminado; predisposição para rádio (2 alto-falantes dianteiros, 2 alto-falantes traseiros, 2 tweeters e antena); quadro de instrumentos iluminado com display LCD de alta resolução equipado com computador de bordo com comandado por teclas no volante; retrovisores externos na cor do veículo, com comando interno mecânico e luzes indicadoras de direção integradas; rodas de aço estampado 5.5 x 14″ + pneus de uso misto (péssimos para boa média de consumo) 175/70 R14; tomada 12V; travas elétricas + trava automática das portas a 20 km/h; vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento; e volante com regulagem de altura.

Renaul Sandero Expression EasyR automatizado

Renault Sandero Expression Easy’R

Renault Sandero Expression 1.6 8V Easy’R – R$ 52.070
Preço mais atraente e bom espaço interno, aliados a um motor 1.6 8V, que desenvolve 98 cv de potência e 14,5 mkgf de torque com gasolina e 106 cv e 15,5 mkgf com etanol, são as principais armas do Sandero conquistar o consumidor, uma vez que seu câmbio manual automatizado de cinco marchas não é dos melhores (saudades da transmissão automática anterior de apenas quatro marchas). O porta-malas é um dos melhores entre os hatches: 320 litros.

O modelo sai de fábrica com ajuste de altura do volante, luz no porta-malas, vidros elétricos dianteiros com one touch e anti esmagamento; sistema multimídia MEDIA Nav Evolution com tela touchscreen 7″, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB com Eco Coaching e Eco Scoring; computador de bordo, comandos do sistema de som satélite (atrás do volante); trava elétrica; limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, ar-condicionado, direção hidráulica, sensor de estacionamento, airbag duplo frontal, freios com sistema ABS; retrovisor e maçanetas externas na cor da carroceria, rodas de 15″; banco do motorista com regulagem em altura; comando de abertura das portas por radiofrequência; alarme; apoios de cabeça traseiros (2) reguláveis em altura; brake light; sistema CAR – travamento automático a 6 km/h; trava para crianças nas portas traseiras; pneu estepe no interior, na parte inferior do porta-malas; abertura interna da tampa do combustível; abertura interna do porta-malas; acelerador eletrônico; alarme sonoro de advertência de luzes acesas; banco traseiro com encosto rebatível; para-sol do passageiro com espelho de cortesia; porta-copo / objetos no console central dianteiro e traseiro; temporizador do limpador do para-brisa ; tomada de energia (12 volts) na parte dianteira; coluna central com acabamento na cor preta (exceto se o veículo for na cor preta); difusores de ar laterais na cor cromo; frisos cromados na grade dianteira; puxadores internos das portas cromados; maçanetas externas na cor da carroceria e internas na cor cromo brilhante; manopla da alavanca de câmbio com detalhe cromado.

Volkswagen-up-move-high-red-white-black-I-Motion-Brasil-2015

Volkswageb High up I-Motion

Volkswagen high up! 1.0 12V I-Motion – R$ 52.390
Um up 1.0 custar mais caro do que um Sandero 1.6 é uma das “obras de arte” da Volkswagen. Mas, como comentei, o pequeno alemão é um dos veículos mais moderno, eficientes e seguros dessa lista. Seu motor de três cilindros, que desenvolve 75 cv e 9,7 mkgf de torque com gasolina e 82 cv e 10,4 mkgf com etanol, é econômico e tem desempenho interessante. O porta-malas leva 285 litros.

A lista de equipamentos de série é composta por airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência); palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; sistema de partida a frio sem tanque auxiliar de gasolina; direção elétrica; computador de bordo com 10 funções; sistema de alarme com comando remoto; sensor de estacionamento traseiro; porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço; banco do motorista e coluna de direção com ajuste de altura; apoios de cabeça para todos os ocupantes; 4 alto-falantes e 2 tweeters; alerta sonoro de faróis acesos; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; chave tipo “canivete” com controle remoto; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de carga; console central com porta-copo; desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro; encosto do banco traseiro rebatível; espelhos retrovisores externos na cor do veículo, com ajuste elétrico e com luzes indicadoras de direção integradas; faróis com máscara escurecida; faróis e lanterna de neblina; fixação da cadeirinha de criança com sistema ISOFIX/ top tether; indicador digital da temperatura externa; maçanetas das portas na cor do veículo; para-sol com espelho para o passageiro; rodas de liga leve aro 15″ “são paulo” com pneus de baixa resistência ao rolamento 185/60 R15; sistema de som com rádio AM/FM, CD-player, bluetooth, MP3 player e entradas USB, auxiliar e para iPod; tampa do porta-malas com abertura elétrica “push button”; tapetes de carpete; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas dianteiras e traseiras; vidros dianteiros elétricos, entre outros.

Volkswagen-Gol-2017

Volkswagen Gol 2017 tem câmbio manual automatizado I-Motion

Volkswagen Gol Comfortline 1.6 8V I-Motion – R$ 52.390
O Gol atingiu o auge da sua vida no Brasil com a linha 2017. Ele nunca foi tão bom quanto agora, mas é superado por vários concorrentes. O que ele precisava para compensar era ter seu preço mais baixo e trocar o motor 1.6 8V, que desenvolve 101 cv e 15,4 mkgf com gasolina e 104 cv e 15,6 mkgf com etanol, pelo mais moderno e econômico 1.6 16V (ou pelo 1.0 turbo de três cilindros); e a limitada transmissão manual automatizada de cinco marchas por uma automática tradicional. O porta-malas do ex-campeão de vendas do Brasil tem capacidade para 285 litros.

O Gol sai de fábrica com airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência); palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; direção hidráulica; computador de bordo; apoios de cabeça para todos os ocupantes, 4 alto-falantes e 2 tweeters; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; banco do motorista com ajuste de altura; banco traseiro com encosto rebatível; chave tipo “canivete”; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, limitador de carga e regulagem de altura; desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro; retrovisores e maçanetas das portas na cor do veículo; retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas; faróis de neblina; faróis simples com máscara negra; frisos laterais na cor do veículo; iluminação no porta-malas; brake light; para-sol com espelho iluminado para motorista e passageiro; rodas de aço aro 15″ com calotas “Gabro” com pneus 195/55 R15; porta-revistas nos encostos dos bancos dianteiros; retrovisores com comando interno manual; sistema infotainment “Media Plus” com bluetooth, MP3 e entradas USB, SD-card e auxiliar; tampa do porta-malas com abertura elétrica; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas; vidros dianteiros elétricos, entre outros.

Foto do Fiat Uno Sporting 2017

Fiat Uno Sporting 2017 Dualogic Plus

Fiat Uno Sporting 1.3 8V Dualogic Plus – R$ 53.690
Por mais de R$ 53.000, o Uno Sporting é uma opção cara para um veículo equipado com a limitada transmissão manual automatizada Dualogic Plus, de cinco marchas. A Fiat tenta compensar esse erro de valores com a adoção de mais equipamentos de série e do novo motor 1.3 8V, que desenvolve 101 cv de potência e 13,7 mkgf de torque com gasolina e 109 cv e 14,2 mkgf com etanol, ao seu carro, que tem ainda capacidade para 280/290 litros (dependendo da posição do encosto do banco traseiro) no porta-malas.

O hatch ítalo-brasileiro vem equipado, de série, com volante com alavancas de seleção das marchas tipo borboleta (paddle shift); ar-condicionado + para-brisas degradê; banco traseiro rebatível (Flip and Fold) com 2 posições para o encosto; comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do tanque de combustível; computador de bordo A e B (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso); direção elétrica; faróis de neblina; Follow me home; airbag duplo; freios ABS com EBD e ESS (sinalização de frenagem de emergência); controles de estabilidade (ESC) e tração (ASR + TC), Hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida); Lane Change (função que auxilia a sinalização das trocas de faixa); predisposição para rádio (2 alto-falantes dianteiros, 2 alto-falantes traseiros e antena); quadro de instrumentos iluminado com display LCD de alta resolução equipado com computador de bordo comandado por teclas no volante; retrovisores externos com comando interno mecânico; retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas; tomada 12V; travas elétricas + trava automática das portas a 20 km/h; vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento; volante com regulagem de altura; rodas de liga leve 6.0 x 15″ + pneus super “verde” 185/60 R15 de alta aderência e durabilidade; sistema Start&Stop (desligamento/acionamento automático do motor), entre outros.

Toyota-Etios-XS-White-Pack-2016

Toyota Etios XS 1.5 automático

Toyota Etios XS 1.5 AT – R$ 54.510
Se o Etios X 1.3 é o automático mais barato do Brasil, o Etios XS 1.5 está, literalmente, no “meio do bolo”. Como o visual não ajuda muito, nem o painel central (mesmo digital), a Toyota ataca seu adversários com uma mecânica super confiável e com a eficiência do motor 1.5 16V, que gera 102 cv e 14 mkgf com gasolina e 107 cv e 14,4 mkgf com etanol. O porta-malas tem 270 litros de capacidade.

Entre os itens de série, a lista é composta por aerofólio traseiro, espelhos retrovisores externos elétricos na cor do carro, grade dianteira na cor do carro, maçanetas externas na cor do carro, para-choques dianteiro e traseiro na cor do carro, rodas de aço 14” com calotas integrais, limpador e lavador do vidro traseiro, luz auxiliar de freio (brake light), acabamento preto na coluna central; acabamento dos bancos em tecido, painel digital Smart Screen em full TFT, console central com dois porta-copos dianteiros e um traseiro, encostos de cabeça traseiros laterais e central, difusores de ar com acabamento cromado; ajuste de altura do banco do motorista, ar-condicionado com filtro anti pólen, banco traseiro rebatível (somente encosto), chave com comando de abertura e fechamento das portas, direção com assistência elétrica progressiva, vidros elétricos dianteiros (auto-down para motorista) e traseiros, travas elétricas, descansa-braços no assento do motorista, abertura elétrica do porta-malas, controle de velocidade de cruzeiro e computador de bordo com função Eco Wallet e consumo médio de combustível; sistema Isofix, freios ABS com EBD, alarme de advertência de portas abertas, faróis acesos, sistema de alarme, cinto de segurança (motorista e passageiro) e cintos dianteiros de três pontos com pré-tensionador e limitador de força, cintos traseiros laterais e central de três pontos; sistema de áudio Toyota Play com CD Player, função MP3, entrada USB e Bluetooth.

Nissan March SV CVT 2017

Nissan March SV CVT 2017

Nissan March SV 1.6 16V CVT – R$ 54.590
O March é um dos carros mais divertidos de dirigir desse post por causa do seu conjunto motor e câmbio automático CVT (talvez o melhor aqui do post), aliado ao baixo peso. O propulsor 1.6 16V desenvolve 111 cv de potência e 15,1 mkgf de torque com gasolina e etanol (não importa a proporção), enquanto o posta-malas leva 265 litros.

A lista de itens de série é composta por ar-condicionado; direção elétrica progressiva com regulagem de altura; computador de bordo; banco do motorista Comfort Seat com ajuste de altura; airbag duplo; freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); conta-giros; tampa de combustível com abertura interna; vidros dianteiros e traseiros elétricos com função “one touch down” para o motorista; travas elétricas das portas e porta-malas; chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e porta-mala; retrovisores externos na cor da carroceria com regulagem elétrica; rodas de liga leve 15″; CD Player MP3/RDS, entrada para iPod, USB, 4 alto-falantes e conexão Bluetooth streaming; comandos de áudio e telefone no volante; aerofólio com brake light integrado; faróis de neblina dianteiros; e revestimento dos bancos com acabamento SV, entre outros.

Chevrolet Onix LT 2017

Chevrolet Onix LT 2017

Chevrolet Onix LT 1.4 8V AT – R$ 54.790
Caro para um carro 1.4, o Onix se salvou com a chegada da linha 2017, que o tornou mais econômico. Seu motor, que desenvolve 98 cv e 13 mkgf com gasolina e 106 cv e 13,9 mkgf com etanol, é até legal, mas superado, enquanto sua transmissão automática de seis marchas é boa. Suas principais virtudes, como pude comprovar, são numerosas, em especial, a “segurança comercial”. O pota-malas leva 280 litros.

Os principais equipamentos de série do carro mais vendido do Brasil em 2016 são airbag duplo, alarme anti-furto, monitoramento de pressão de pneus, sistema de freios com ABS e EBD, espelhos retrovisores externos na cor do veículo, faróis com máscara negra, maçanetas externas na cor do veículo, ar-condicionado, direção elétrica progressiva, trava elétrica nas portas; vidro elétrico nas portas dianteiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento/abertura automática pela chave; banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro rebatível; abertura do porta malas por controle remoto; volante com controle das funções do rádio e telefone; sistema multimídia MyLink, com tela de LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, radio AM/FM, entradas USB e auxiliar, função Audio Streaming, conexão bluetooth para celular e configurações do veículo; roda de aço aro 15″ com calotas integrais; sensor de estacionamento traseiro; tecnologia OnStar; volante com revestimento premium e controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, entre outros.

Foto do Fiat Palio Essence 1.6 2017

Fiat Palio Essence 2017 Dualogic Plus

Fiat Palio Essence 1.6 16V Dualogic Plus – R$ 55.140
Fruto de um projeto ultrapassado, o Palio luta para se manter competitivo, ainda mais depois dos constantes aumentos de preços praticados pelo Fiat, especialmente no último ano. O motor 1.6 16V, com 115 cv e 16,2 mkgf com gasolina e 117 cv e 16,8 mkgf com etanol, torna o carro gostoso e até divertido de dirigir, mas com câmbio manual, uma vez que o automatizado de cinco marchas não é dos melhores. O porta-malas leva 280 litros.

Os principais equipamentos de série são piloto automático; volante com alavancas de seleção das marchas tipo borboleta (paddle shift); volante revestido em couro com comandos do rádio; ar-condicionado + para-brisas degradê; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro rebatível com 2 posições para o encosto; chave canivete com telecomando para abertura das portas, vidros e porta-malas; comando interno de abertura da tampa do tanque de combustível; computador de Bordo A e B (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso); direção hidráulica; faróis de neblina; Fiat Code 2ª geração; Follow me home; airbag duplo (motorista e passageiro); ABS com EBD; Lane Change (auxilia nas trocas de faixa); retrovisores externos elétricos com tilt down; rádio Connect CD MP3/WMA integrado ao painel com RDS, entrada USB, viva-voz bluetooth e função audio streaming; tomada 12V; travas elétricas + Trava automática das portas a 20 km/h; vidros elétricos dianteiros com one touch e anti esmagamento; volante EAS – Energy Absorbing System; volante com regulagem de altura, entre outros.

Volkswagen Fox Comfortline I-Motion automatizado 2017

Volkswagen Fox Comfortline I-Motion 2017

Volkswagen Fox Comfortline 1.6 8V I-Motion – R$ 55.290
O Fox tem um dos projetos mais interessantes aqui do post, mas que é limitado pelo ultrapassado motor 1.6 8V, que gera 101 cv e 15,4 mkgf com gasolina e 104 cv e 15,6 mkgf com etanol, e pelo ineficiente câmbio automatizado I-Motion de cinco marchas. O porta-malas tem 270 litros de capacidade.

A lista de itens de série é composta por airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD; palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; direção elétrica; computador de bordo; sistema de alarme com comando remoto; sensor de estacionamento traseiro; 4 alto-falantes e 2 tweeters; acendimento automático do cluster ao abrir a porta do motorista; sistema de abertura elétrica do porta-malas pelo logotipo; banco do motorista com ajuste milimétrico de altura; banco traseiro rebatível (encosto e assento); aerofólio traseiro na cor do veículo; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; chave tipo “canivete” sem controle remoto; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de carga; coluna de direção com ajuste de altura e profundidade; compartimento de bagagens com iluminação; desembaçador, lavador e limpador do vidro traseiro; retrovisores elétricos (com til down do lado direito), com luzes indicadoras de direção integradas e maçanetas das portas na cor do veículo; faróis e lanterna de neblina; faróis duplos com máscara escurecida; frisos laterais na cor do veículo; gaveta sob o banco do motorista; para-choque na cor do veículo com detalhe pintado em “Siberian”; para-sol com espelho iluminado para motorista e passageiro; porta-luvas com iluminação; porta-objeto removível no console central; porta-revistas nos encostos dos bancos dianteiros; rodas de aço aro 15″ com pneus de baixa resistência a rolagem e pneus 195/55 R15; sistema infotainment “Media Plus” com rádio AM/FM, CD-Player, bluetooth, MP3 Player e entradas USB, SD-Card e auxiliar; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas e porta-malas (sem controle remoto); vidros elétricos; volante multifuncional com comandos do sistema de som e “I-System”; entre outros.

Hyundai HB20 Comfort Plus 1.6 automatico

Hyundai HB20 Comfort Plus 1.6 automático

Hyundai HB20 Comfort Plus 1.6 16V AT – R$ 55.905
Pequeno por fora e por dentro, eficiente, divertido e caro: esse é o HB20 com o seu interessante câmbio automático de seis marchas. O motor 1.6 16V desenvolve 122 cv de potência e 16 mkgf de troque com gasolina e 128 cv e 16,5 mkgf com etanol. O porta-malas leva 300 litros.

O HB20 sai da fábrica de Sorocaba (SP) equipado de série com acabamento em preto fosco nas molduras das portas e coluna B, exceto para veículos na cor preta; airbag duplo; alarme perimétrico; apoio de braço para o motorista; ar-condicionado; banco do motorista com regulagem de altura; calotas de 15″, modelo Palm, pneus 185/60 R15; chave principal tipo canivete com telecomando de travamento das portas e porta-malas; comando interno de abertura do tanque de combustível; computador de bordo com 7 funções: autonomia, consumo médio em km/l, consumo instantâneo em km/l, tempo de viagem, hodômetro parcial (x2) e aviso de revisão; destravamento automático das portas em caso de acidente; direção hidráulica; espelho de cortesia no para sol para motorista e passageiro; faróis com máscara; fixação ISOFIX com top tether para cadeirinha de bebê; freios ABS com EBD; lanternas indicadoras de direção nos retrovisores; maçanetas externas na cor da carroceria e internas de cromo acetinado; painel de instrumentos Supervision Cluster; rádio blueAudio integrado ao painel com conexão Bluetooth, streaming de áudio, MP3 player, conexões USB e auxiliar e comandos de áudio e telefonia no volante; retrovisores externos na cor do carro com ajuste elétrico; travamento automático das portas e do porta-malas a 15 km/h; travas elétricas nas portas e porta-malas; vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch (descida) para motorista, entre outros.

Painel do Renault Sandero Dynamique EasyR automatizado

Renault Sandero Dynamique Easy´R automatizado

Renault Sandero Dynamique 1.6 8V Easy’R – R$ 56.200
O preços continua e bom espaço interno continuam sendo a aposta da Renault com a versão mais refinada do Sandero, que poderia custar um pouco menos pela ineficiência do câmbio manual automatizado de cinco marchas. Ruidoso, o motor 1.6 8V, que desenvolve 98 cv de potência e 14,5 mkgf de torque com gasolina e 106 cv e 15,5 mkgf com etanol, é até interessante, mas poderia ser melhor. O porta-malas é um dos maiores entre os hatches: 320 litros.

O hatch da Renault vem equipado de fábrica com ajuste de altura do volante, luz no porta-malas, vidros elétricos dianteiros e traseiros com one touch e anti esmagamento; sistema multimídia MEDIA Nav Evolution com tela touchscreen 7″, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB com Eco Coaching e Eco Scoring; computador de bordo, comandos do sistema de som satélite (atrás do volante); trava elétrica; limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, ar-condicionado automático, direção hidráulica, sensor de estacionamento, airbag duplo frontal, freios com sistema ABS; retrovisor e maçanetas externas na cor da carroceria, rodas de liga-leve 15″; banco do motorista com regulagem em altura; comando de abertura das portas por radiofrequência; alarme; apoios de cabeça traseiros (3) reguláveis em altura; brake light; sistema CAR – travamento automático a 6 km/h; trava para crianças nas portas traseiras; pneu estepe no interior, na parte inferior do porta-malas; abertura interna da tampa do combustível; abertura interna do porta-malas; acelerador eletrônico; alarme sonoro de advertência de luzes acesas; banco traseiro com encosto rebatível; para-sol do passageiro com espelho de cortesia; porta-copo / objetos no console central dianteiro e traseiro; temporizador do limpador do para-brisa ; tomada de energia (12 volts) na parte dianteira; coluna central com acabamento na cor preta (exceto se o veículo for na cor preta); difusores de ar laterais na cor cromo; frisos cromados na grade dianteira; puxadores internos das portas cromados; maçanetas externas na cor da carroceria e internas na cor cromo brilhante; manopla da alavanca de câmbio com detalhe cromado; retrovisores com regulagem elétrica e repetidor da seta; banco traseiro com encosto rebatível bipartido 1/3 – 2/3; bolsas integradas na parte traseira dos bancos dianteiros; piloto automático com limitador e regulador de velocidade de cruzeiro; medidores do painel de instrumentos com moldura cromada; molduras cromadas dos faróis de neblina; volante revestido em couro e faróis de neblina.

Volkswagen-Gol-Voyage-2017-painel

Painel do Volkswagen Gol Highline 2017

Volkswagen Gol Highline 1.6 8V I-Motion – R$ 58.070
Mesmo no auge da sua carreira (não da sua vendas), com diversas qualidades, o Gol fica devendo perante os concorrentes – até internos, da própria VW. O preço da versão Highline afugenta o consumidor, uma vez que o carro vem equipado com 1.6 8V, que desenvolve 101 cv e 15,4 mkgf com gasolina e 104 cv e 15,6 mkgf com etanol, e com o limitado câmbio automatizado de cinco marchas. Por quase R$ 60.000, o modelo merecia o bom propulsor 1.6 16V (ou 1.0 turbo) associado a uma transmissão automática Tiptronic. O porta-malas tem capacidade para 285 litros.

O robusto veterano da Volkswagen tem como principais itens de série airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência); palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; direção hidráulica; computador de bordo; sistema de alarme com comando remoto; sensor de estacionamento traseiro; apoios de cabeça para todos os ocupantes; 4 alto-falantes e 2 tweeters; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; banco do motorista com ajuste de altura; banco traseiro com encosto rebatível; chave tipo “canivete” com comando remoto; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, limitador de carga e regulagem de altura; coluna de direção com ajuste de altura e profundidade; console central com porta-copos; desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro; direção hidráulica; retrovisores e maçanetas das portas na cor do veículo; retrovisores externos elétricos com função tilt-down no lado do passageiro e com luzes indicadoras de direção integradas; faróis de neblina; faróis simples com máscara negra; frisos laterais cromados; iluminação no porta-malas; lanternas traseiras escurecidas; brake light; para-sol com espelho iluminado para motorista e passageiro; pedaleiras esportivas; rodas de liga leve aro 15″ com Pneus 195/55 R15; porta-revistas nos encostos dos bancos dianteiros; sistema “infotainment” “Composition Touch” com MirrorLink; tampa do porta-malas com abertura elétrica; tapetes em carpete; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas; vidros elétricos; volante multifuncional revestido de couro com comandos do sistema de som, “I-System” e paddle shift, entre outros.

Citroen C3 Tendance automatico 2017

Citroen C3 Tendance automático 2017

Citroën C3 Tendance 1.6 16V AT – R$ 58.590
O C3 se apoia no desempenho do motor 1.6, que desenvolve 115 cv de potência e 15,5 mkgf de torque com gasolina e 122 cv e 16,4 mkgf com etanol, e no seu acabamento para conquistar o consumidor, uma vez que o seu preço é alto e que o seu câmbio automático tenha apenas quatro marchas (melhor apenas do que os automatizados). O porta-malas tem capacidade para 300 litros.

O franco brasileiro vem, de série, com airbag duplo, break light, chave de ignição transcodificada (transponder); faróis de neblina dianteiros e traseiros; freios com ABS e REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem); limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro; travamento automático das portas com veiculo em movimento; travas das portas e porta-malas com comando à distância na chave; travas manuais de segurança para crianças das portas traseiras; ar-condicionado; computador de bordo; direção elétrica; porta-luvas com refrigeração; preparação para som (antena, chicote elétrico, cabeamento e telas para auto-falantes); radio AM/FM, MP3, Bluetooth, com entrada USB e auxiliar e comando satélite no volante; retrovisores externos do motorista e do passageiro com regulagem elétrica; tomada 12 V dianteira (lado do condutor); volante com regulagem de altura e profundidade; para-brisa Zenith com ocultador manual; vidros elétricos dianteiros e traseiros e vidro do motorista com dispositivo um toque e anti-esmagamento; banco do motorista com regulagem de altura; bancos traseiros rebatíveis com encosto fracionável (1/3, 2/3); para-choques dianteiros e traseiros na cor da carroceria; rodas em liga leve 15″; retrovisores na cor da carroceria; entre outros.

Nissan March SL CVT 2017

Nissan March SL CVT 2017

Nissan March SL 1.6 16V CVT – R$ 58.990
A Nissan acredita cegamente no seu eficiente e interessante câmbio automático do tipo CVT para pedir quase R$ 60.000 num March. Por mais que o hatch tenha alguns equipamentos interessantes, o preço é elevado. O motor 1.6 16V gera 111 cv de potência e 15,1 mkgf de torque com gasolina, etanol ou com a combinação dos dois combustíveis. O porta-malas leva 265 litros de capacidade.

O hatch da marca japonesa sai da fábrica do de Resente (RJ) equipado com ar-condicionado digital automático; direção elétrica progressiva com regulagem de altura; computador de bordo; banco do motorista Comfort Seat com ajuste de altura; airbag duplo; freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); conta-giros; tampa de combustível com abertura interna; vidros dianteiros e traseiros elétricos com função “one touch down” para o motorista; travas elétricas das portas e porta-malas; chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e porta-mala; retrovisores externos na cor da carroceria com regulagem elétrica; rodas de liga leve 16″ com acabamento Inner Black; Nissan Multi-App com rádio AM/FM, CD e DVD Player, MP3 com display 6,2″ colorido e plataforma Android; comandos de áudio e telefone no volante; aerofólio com brake light integrado; faróis de neblina dianteiros; revestimento dos bancos em tecido especial premium SL; câmera de ré integrada; alarme perimétrico e maçanetas externas cromadas, entre outros.

Toyota Etios XLS 1.5 automatico 2017

Toyota Etios XLS 1.5 automático 2017

Toyota Etios XLS 1.5 AT – R$ 59.590
A Toyota aposta muito alto na qualidade mecânica do Etios ao pedir quase R$ 60.000 por tele. Como falei, o trunfo é o motor 1.5 16V, que desenvolve 102 cv e 14 mkgf com gasolina e 107 cv e 14,4 mkgf com etanol, enquanto o câmbio automático é o mais eficiente entre os que tem apenas quatro marchas. O porta-malas tem 270 litros de capacidade.

aerofólio traseiro, espelhos retrovisores externos elétricos na cor do carro, grade dianteira na cor do carro, maçanetas externas na cor do carro, para-choques dianteiro e traseiro na cor do carro, roda de liga leve aro 15”, limpador e lavador do vidro traseiro, brake light, acabamento preto na coluna central, faróis de neblina dianteiros, grade dianteira com acabamento cromado, painel digital Smart Screen em full TFT, console central com dois porta-copos dianteiros e um traseiro, encostos de cabeça traseiros laterais e central, difusores de ar com acabamento cromado, volante revestido em couro, espelhos retrovisores elétricos com pisca integrado; ajuste de altura do banco do motorista, ar-condicionado com filtro anti pólen, banco traseiro rebatível (somente encosto), chave com comando de abertura e fechamento das portas, direção com assistência elétrica progressiva, vidros elétricos dianteiros (auto-down para motorista) e traseiros e travas elétricas, descansa-braços no assento do motorista, abertura elétrica do porta-malas, controle de velocidade de cruzeiro, computador de bordo com função Eco Wallet e consumo médio de combustível; sistema Isofix, freios ABS com EBD, alarme de advertência de portas abertas, faróis acesos, sistema de alarme, cinto de segurança (motorista e passageiro), cintos dianteiros de três pontos com tensionador, limitador de força, cintos traseiros laterais de três pontos, airbag duplo para motorista e passageiro; dois alto-falantes e dois tweeters, sistema de áudio Toyota Play, função MP3, entrada USB, Bluetooth e conexão smartphone.

Painel dos Chevrolet Onix e Prisma LTZ 2017 automáticos

Painel do Chevrolet Onix LTZ 2017 automático

Chevrolet Onix LTZ 1.4 8V AT – R$ 59.790
Enquanto ainda estiver vendendo bem, a Chevrolet vai continuar pedindo praticamente R$ 60.000 pelo Onix 1.4, mesmo que na sua versão topo de linha. O destaque é para o acabamento um pouco melhor, para a lista de equipamentos mais recheada e para o câmbio automático de seis marchas. Atualizado, o propulsor tem 98 cv e 13 mkgf com o combustível fóssil e 106 cv e 13,9 mkgf com o derivado da cana-de-açúcar. O porta-malas leva 280 litros.

A lista de equipamentos de série do Onix é composta por airbag duplo, alarme, monitoramento de pressão de pneus; sistema de freios com ABS com EBD; faróis com máscara negra; maçanetas externas na cor do veículo, ar-condicionado, direção elétrica progressiva; trava elétrica nas portas; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro rebatível; abertura do porta malas por controle remoto; volante com controle das funções do rádio e telefone; Sistema MyLink, com tela de LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM/FM, entradas USB e auxiliar, função audio streaming, conexão Bluetooth para celular e configurações do veículo; sensor de estacionamento traseiro; faróis de neblina; luz de posição em LED; espelhos retrovisores externos elétricos na cor do veículo; faróis, grade frontal e maçanetas internas com detalhes cromados; roda de alumínio aro 15″ com superfície usinada; computador de bordo; vidro elétrico nas portas dianteiras e traseiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento/abertura automática pela chave; tecnologia OnStar; piloto automático (controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, entre outros.

Fiat-500-Cult-2014-Brasil

Fiat 500 Cult Dualogic Plus

Fiat 500 Cult 1.4 8V Dualogic Plus – R$ 59.900
Dono do visual mais charmoso desse post, o 500 é o único representante com duas portas (não existe opção de quatro portas). Ele é seguro e bem equipado, mas fica devendo em desempenho e consumo, pois o ultrapassado o motor 1.4 8V, que gera 85 cv e 12,4 mkgf com gasolina e 88 cv e 12,5 mkgf com etanol, embora muito confiável, é ruidoso, fraco e beberrão para o carro. Além disso, o lendário Fiat não merecia ser equipado com o ineficiente câmbio manual automatizado de cinco marchas. Que saudades do 500 1.4 16V Multiair equipado com transmissão automática de seis velocidades, viu? O porta-malas do pequeno italiano fabricado no México tem capacidade para apenas 185 litros.

Os principais itens de série são controles de estabilidade (ESP) e tração (ASR), ar-condicionado; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro bipartido; bancos dianteiros com dispositivo Easy entry e memória lado motorista; chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas; comando elétrico de abertura do porta-malas e da tampa do tanque de combustível; computador de Bordo A e B (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso); direção elétrica com dois programas de condução – (Tecla Sport); FPS (Fire Prevention System): Fuel cut off (sistema integrado à centralina e ao airbag que corta a injeção de combustível no caso de colisão frontal ou lateral), válvula antirrefluxo de combustível, acabamento interno com materiais antipropagação de chamas; faróis com regulagem elétrica de altura; Follow me home; airbag duplo (motorista e passageiro); ABS com EBD, BAS e ESS (sinalização de frenagem de emergência); Hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida); quadro de instrumentos com display de cristal líquido (relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa); repetidor lateral nos pára-lamas dianteiros; retrovisores externos elétricos na cor do veículo; rádio CD MP3 com RDS e entrada auxiliar; tomada 12V; travas elétricas + Trava automática das portas a 20 km/h; vidros elétricos dianteiros com one-touch (descida) lado motorista e passageiro; volante com regulagem de altura, entre outros.

SEDÃS

Toyota Etios Seda X 1.5 automatico 2017

Toyota Etios Seda X 1.5 automático 2017

Toyota Etios Sedã X 1.5 AT – R$ 53.990
Se o visual é o ponto fraco do Etios Sedã, o modelo contra-ataca sendo o sedã automático mais barato do Brasil – embora pudesse custar menos. Para um carro que custa mais de R$ 53.000, eu esperava mais alguns equipamentos. Mas esse fator é compensado pelo ótimo motor 1.5 16V, que desenvolve 102 cv e 14 mkgf com gasolina e 107 cv e 14,4 mkgf com etanol, e pelo porta-malas de 562 litros de capacidade. Confiabilidade mecânica também é um ponto alto, incluindo o câmbio automático – o melhor de apenas quatro marchas do mercado.

Entre os principais itens de série, destaco espelhos retrovisores externos elétricos na cor do carro, grade dianteira na cor do carro, maçanetas externas na cor do carro, para-choques dianteiro e traseiro na cor do carro, rodas de aço 14” com calotas integrais; acabamento dos bancos em tecido, maçanetas internas cromadas, painel digital Smart Screen em full TFT, volante com acabamento prata fosco, para-sol com espelho cortesia para motorista e passageiro, revestimento completo do porta-malas, porta-malas com iluminação; ajuste de altura do banco do motorista, ar-condicionado com filtro anti pólen, banco traseiro rebatível (somente encosto), chave com comando de abertura e fechamento das portas, direção com assistência elétrica progressiva, vidros elétricos dianteiros (auto-down para motorista) e traseiros, travas elétricas; sistema ISOFIX, freios ABS com EBD, alarme de advertência de portas abertas, faróis acesos, cinto de segurança (motorista e passageiro) e cintos dianteiros de três pontos com pré-tensionador e limitador de força, cintos traseiros laterais e central de três pontos; antena Short-Pole, entre outros.

Renault Logan Expression EasyR automatizado

Renault Logan Expression EasyR automatizado

Renault Logan Expression 1.6 8V Easy’R – R$ 55.000
O Logan se apoia no bom espaço interno e no volume do porta-malas (510 litros) para conquistar o consumidor, uma vez que o seu preço não seja mais tão agressivo (embora ele seja o segundo sedã mais em conta para dar férias ao seu pé esquerdo). O visual também ajuda, mas o câmbio manual automatizado de cinco marchas não é dos melhores. O motor desenvolve 98 cv de potência e 14,5 mkgf de torque com o combustível fóssil e 106 cv e 15,5 mkgf com o derivado da cana-de-açúcar.

O Logan Expression sai da fábrica da Renault no Paraná com sistema multimídia MEDIA Nav Evolution com tela touchscreen 7″, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB com Eco Coaching e Eco Scoring; ar-condicionado; banco do motorista com regulagem em altura; comando de abertura das portas por radiofrequência; direção hidráulica; travas elétricas das portas; vidros dianteiros e traseiros elétricos; abertura interna do reservatório do combustível; abertura interna do porta-malas; acelerador eletrônico; banco traseiro com encosto rebatível; computador de bordo; conta-giros; iluminação do porta-malas; luz interna na dianteira do teto; iluminação do porta-luvas; para-sol do motorista e do passageiro com espelho de cortesia; porta-copo / objetos no console central dianteiro e traseiro; sensor de estacionamento; tomada de energia (12 volts); puxadores internos das portas cromados; maçanetas externas na cor da carroceria; manopla da alavanca de câmbio com detalhe cromado; para-choque dianteiro e traseiro e retrovisores externos na cor da carroceria; revestimento completo do porta-malas; calotas integrais aro 15″ com pneus 185/65 R15; airbag duplo; alarme; brake light; desembaçador do vidro traseiro; freios ABS; sistema CAR – travamento automático a 6 km/h; trava para crianças nas portas traseiras, entre outros.

Volkswagen Voyage Comfortline I-Motion automatizado 2017

Volkswagen Voyage Comfortline I-Motion automatizado 2017

Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 8V I-Motion – R$ 55.650
Mesmo com a evolução da linha 2017, o Voyage ainda sofre com o espaço interno mais limitado e com o porta-malas menor em relação aos concorrentes (embora 480 litros seja uma boa capacidade). O sedã entrega o jeito Volkswagen de ser, com muito mais qualidades do que defeitos. Bom mesmo seria que o motor 1.6 8V, que gera 101 cv e 15,4 mkgf com gasolina e 104 cv e 15,6 mkgf com etanol fosse substituído pelo mais moderno 1.6 16V da marca. O sedã da Volks também merecia um câmbio automático tradicional ao invés do manual automatizado de cinco marchas.

airbag duplo, freios com sistema ABS com EBD e ESS (alerta de frenagem de emergência); palhetas do limpador de para-brisas com melhor performance; direção hidráulica; computador de bordo; apoios de cabeça para todos os ocupantes, 4 alto-falantes e 2 tweeters; antena; ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; aerofólio traseiro na cor do veículo; banco do motorista com ajuste de altura; banco traseiro com encosto rebatível; chave tipo “canivete”; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, limitador de carga e regulagem de altura; desembaçador do vidro traseiro; retrovisores (com luzes indicadoras de direção integradas) e maçanetas das portas na cor do veículo; faróis de neblina; faróis simples com máscara negra; frisos laterais na cor do veículo; iluminação no porta-malas; lanternas traseiras escurecidas; brake light; para-sol com espelho iluminado para motorista e passageiro; rodas de aço aro 15″ com calotas “Gabro” com pneus 195/55 R15; porta-revistas nos encostos dos bancos dianteiros; retrovisores com comando interno manual; sistema “infotainment” “Media Plus” com bluetooth, MP3 e entradas USB, SD-card e auxiliar; tampa do porta-malas com abertura elétrica; tomada 12V no console central; travamento elétrico das portas; vidros dianteiros elétricos, entre outros.

Toyota-Etios-2017-hatch-sedan-painel

Toyota Etios Sedã XS 2017 automático

Toyota Etios Sedã XS 1.5 AT – R$ 57.310
No mundo ideal, o Etios Sedã XS deveria custar o preço da versão X, balanceando um valor mais baixo com uma lista de equipamentos mais recheada.  Como isso não acontece, a diferença de preço será meramente para ter mais itens, o que, do meu ponto de vista, compensa o investimento. A confiabilidade e eficiência do motor 1.5 16V, que gera 102 cv e 14 mkgf com gasolina e 107 cv e 14,4 mkgf com etanol, atrai muito o consumidor – oposto ao que acontece com o design do sedã. O outro ponto alto é o porta-malas: 562 litros. O câmbio automático é o confiável e ultrapassado de quatro marchas.

O Etios XS tem equipado de série com espelhos retrovisores externos elétricos na cor do carro, grade dianteira na cor do carro, maçanetas externas na cor do carro, para-choques dianteiro e traseiro na cor do carro, rodas de aço 14” com calotas integrais, brake light, acabamento preto na coluna central; acabamento dos bancos em tecido, console central com dois porta-copos dianteiros e um traseiro, encostos de cabeça traseiros laterais e central, difusores de ar com acabamento cromado, revestimento completo do porta-malas, porta-malas com iluminação e exclusivo painel digital Smart Screen em full TFT; ajuste de altura do banco do motorista, ar-condicionado com filtro anti pólen, banco traseiro rebatível (somente encosto), chave com comando de abertura e fechamento das portas, direção com assistência elétrica progressiva, vidros elétricos dianteiros (auto-down para motorista) e traseiros, travas elétricas, descansa-braços no assento do motorista, computador de bordo com função Eco Wallet e consumo médio de combustível, abertura interna do porta-malas e controle de velocidade de cruzeiro; sistema ISOFIX, freios ABS com EBD, alarme de advertência de portas abertas, faróis acesos e cinto de segurança (motorista e passageiro), cintos dianteiros de três pontos com pré-tensionador e limitador de força, cintos traseiros laterais e central de três pontos, sistema de alarme e limitador de força, cintos traseiros laterais de três pontos; dois alto-falantes e dois tweeters, sistema de áudio Toyota Play com CD Player, função MP3, entrada USB e Bluetooth.

Nissan-cambio-automatico-CVT-Xtronic-March-Versa-Brasil

Câmbio automático CVT do Nissan Versa e March SV é o melhor aqui do post

Nissan Versa SV 1.6 16V CVT – R$ 58.490
Com o melhor câmbio desse post (juntamente com o irmão March), o Versa também se destaca pelo espaço interno, mas tem um porta-malas menor do que da maioria dos concorrentes (embora não seja pequeno: 460 litros). O motor 1.6, que tem 111 cv e 15,1 mkgf, é bom. Faltava ao japonês fabricado no Rio de Janeiro ser mais barato como antes.

A lista de equipamentos da versão SV do Versa vem equipado com ar-condicionado; direção elétrica progressiva; computador de bordo; vidros dianteiros e traseiros elétricos; freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); banco do motorista Comfort Seat com ajuste de altura; rodas de liga-leve 15”; airbag duplo; conta-giros; painel de instrumentos Fine Vision; rádio CD Player com entrada auxiliar para MP3 Player/Ipod, conector USB e Bluetooth, comandos de áudio e telefone no volante; acabamento dos bancos em camurça; banco traseiro rebatível; acabamento em prata na manopla; moldura cromada nas janelas; revestimento das portas em tecido e cintos de segurança traseiros, laterais e central retráteis de 3 pontos.

Chevrolet Prisma LTZ 2017

Chevrolet Prisma LT 2017

Chevrolet Prisma LT 1.4 8V AT – R$ 58.990
Se a Chevrolet pede quase R$ 60.000 pelo Onix topo de linha, ela faz o mesmo com o Prisma intermediário. Para compensar o preço altíssimo para um carro 1.4 (que desenvolve 98 cv e 13 mkgf com o combustível fóssil e 106 cv e 13,9 mkgf com o derivado da cana-de-açúcar), a marca tornou o modelo mais bonito e eficiente na linha 2017, mantendo o bom câmbio automático de seis marchas. A lista de equipamentos é boa, mas poderia ser mais recheada. O porta-malas leva bons 500 litros.

Airbag duplo; alarme; monitoramento de pressão de pneus; sistema de freios com ABS, e EBD; espelhos retrovisores externos na cor do veículo; faróis com máscara negra; maçanetas externas na cor do veículo e internas cromadas; roda de aço aro 15″ com calotas integrais; abertura do porta malas por controle remoto; ar-condicionado; direção elétrica progressiva; sensor de estacionamento traseiro; trava elétrica nas portas; vidro elétrico nas portas dianteiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento/abertura automática pela chave; volante com controle das funções do rádio e telefone; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro rebatível; sistema MyLink, com tela de LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM/FM, entrada USB e auxiliar, função audio streaming, conexão Bluetooth para celular e configurações do veículo; tecnologia OnStar; controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, entre outros.

Renault Logan Dynamique EasyR automatizado

Renault Logan Dynamique Easy´R automatizado

Renault Logan Dynamique 1.6 8V Easy’R – R$ 59.050
Beirando R$ 60.000, o Logan merecia um câmbio automático de verdade no lugar do automatizado de cinco marchas. O acabamento um pouco melhor e a lista de equipamentos mais completa ajudam o sedã da Renault na versão Dynamique, que também valoriza o bom espaço interno e o volume do porta-malas (510 litros) como diferenciais de venda. Mas o preço, realmente, espanta um pouco o consumidor. O motor 1.6 desenvolve 98 cv de potência e 14,5 mkgf de torque com o combustível fóssil e 106 cv e 15,5 mkgf com o derivado da cana-de-açúcar.

A versão topo de linha do Logan vem, de fábrica, com sistema multimídia MEDIA Nav Evolution com tela touchscreen 7″, navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth, USB com Eco Coaching e Eco Scoring; ar-condicionado automático; banco do motorista com regulagem em altura; comando de abertura das portas por radiofrequência; direção hidráulica com regulagem de altura; travas elétricas das portas; vidros dianteiros e traseiros elétricos; abertura interna do reservatório do combustível; abertura interna do porta-malas; acelerador eletrônico; banco traseiro com encosto rebatível; computador de bordo; conta-giros; iluminação do porta-malas; luz interna na dianteira do teto; iluminação do porta-luvas; para-sol do motorista e do passageiro com espelho de cortesia; porta-copo / objetos no console central dianteiro e traseiro; sensor de estacionamento; tomada de energia (12 volts); puxadores internos das portas cromados; maçanetas externas na cor da carroceria; manopla da alavanca de câmbio com detalhe cromado; para-choque dianteiro e traseiro e retrovisores externos na cor da carroceria; revestimento completo do porta-malas; rodas em liga-leve aro 15″ com pneus 185/65 R15; airbag duplo; alarme; brake light; desembaçador do vidro traseiro; freios ABS; sistema CAR – travamento automático a 6 km/h; trava para crianças nas portas traseiras; bancos CCT (Cover Carving Technology); retrovisores com regulagem elétrica; vidros dianteiros e traseiros elétricos; banco traseiro com encosto rebatível bipartido 1/3 – 2/3; bolsas integradas na parte traseira dos bancos dianteiros; indicador de temperatura externa; limitador de velocidade; controlador de velocidade de cruzeiro; molduras cromadas dos faróis de neblina; repetidor nos espelhos retrovisores; volante revestido em couro; apoios de cabeça com regulagem de altura para todos os ocupantes; faróis de neblina, entre outros.

Hyundai HB20S Comfort Plus 1.6 automatico

Hyundai HB20S Comfort Plus 1.6 automático

Hyundai HB20S Comfort Plus 1.6 16V AT – R$ 59.935
Uma das melhores opções de sedãs desse post também é a mais cara. O HB20S tem o espaço interno mais limitado e o menor porta-malas aqui da categoria dos automáticos (embora 450 litros não seja pequeno). Por outro lado, tem bom desempenho, ótimo câmbio automático de seis marchas e um conjunto que, definitivamente, deu certo. O motor 1.6 16V desenvolve 122 cv de potência e 16 mkgf de torque com gasolina e 128 cv 16,5 mkgf com etanol.

O HB20S vem equipado, de série, com abertura do porta malas pela chave canivete; airbag duplo; alarme perimétrico; apoio de braço para o motorista; ar-condicionado; banco do motorista com regulagem de altura; calotas de 15″, modelo Palm, pneus 185/60 R15; chave principal tipo canivete com telecomando de travamento das portas e porta-malas; comando interno de abertura do porta-malas; comando interno de abertura do tanque de combustível; destravamento automático das portas em caso de acidente; direção hidráulica; espelho de cortesia no para sol para motorista e passageiro; faróis com máscara negra; fixação ISOFIX com top tether para cadeirinha de bebê e assento infantil; freios ABS com EBD; lanternas indicadoras de direção nos retrovisores; maçanetas externas na cor da carroceria; painel de instrumentos Supervision Cluster; rádio blueAudio integrado ao painel com conexão Bluetooth, streaming de áudio, MP3 player, conexões USB e auxiliar e comandos de áudio e telefonia no volante; retrovisores externos na cor da carroceria com ajuste elétrico; travamento automático das portas e do porta-malas a 15 km/h; travas elétricas nas portas e porta-malas com comandos na chave; vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch (descida) para motorista, entre outros.

Câmbio automático de seis marchas dos Chevrolet Prisma e Onix LT e LTZ 2017

Câmbio automático de seis marchas dos Chevrolet Prisma e Onix 2017

Resumo da obra

Dos 28 carros automáticos e automatizados dessa lista, pelo menos 13 deveriam fazer parte do post anterior, dos veículos até R$ 50.000. Isso mostra como automóveis no Brasil estão muito caros. Volkswagen up! 1.0 automatizado I-Motion, Fiat Uno Way 1.3 Dualogic Plus, Kia Picanto automático, Renault Sandero e Volkswagen Gol são apenas alguns exemplos.

Mas, como essa é a realidade do nosso mercado, vamos às melhores opções. Por questão de gosto pessoal, eu não escolheria nenhum veículo automatizado, tipo de câmbio que não me agrada, embora eu reconheça que eles evoluíram nos últimos anos. Logo, entre os 28 carros automáticos e automatizados, meus escolhidos são:

ESCOLHIDOS
HATCHES SEDÃS
1. Nissan March SV 1.6 CVT – R$ 54.590 1. Toyota Etios Sedã X 1.5 AT – R$ 53.990
2. Toyota Etios XS 1.5 AT – R$ 54.510 2. Toyota Etios Sedã XS 1.5 AT – R$ 57.310
3. Chevrolet Onix LT 1.4 AT – R$ 54.790 3. Nissan Versa SV 1.6 CVT – R$ 58.490

March SV seria a primeira opção pelo ótimo câmbio CVT, associado ao bom motor 1.6 16V e ao preço relativamente em conta entre os hatches. Etios XS é o segundo pela confiança na marca Toyota e pela eficiência do motor, mas fica para trás no câmbio e no painel. Onix LT vem em terceiro pelo câmbio CVT e qualidade geral do veículo – carro mais vendido do Brasil em 2016 -, mas perde por ser caro para um automóvel 1.4. HB20 figura virtualmente em quarto, só não entrando no Top 3 pelo preço alto.

Entre os sedãs, o Etios Sedã toma a ponta pela relação custo/benefício (preço deveria ser mais baixo) associada ao eficiente motor 1.5 16V. Versa vem em seguida pelo espaço interno, bom motor 1.6 e ótima transmissão CVT. Se o Nissan custasse menos de R$ 54.000, seria a primeira opção, com certeza. Prisma e HB20S também são opções interessantes, mas cara demais.

Para fechar, entre os 28, por gosto e situação de vida atual, Nissan March SV 1.6 CVT seria o escolhido.

Comentários (4)

  1. O Etios é realmente melhor mas é feio demais e por isto prefiro o HB20S. Já para os HATCHES eu não vejo sentido em ter um automático mas cada um sabe de sí. É FATO!V

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *