Ford New Fiesta tem seus preços reposicionados para cima e para baixo

Ford New Fiesta Titanium 2017

Algumas versões do Ford New Fiesta ficaram mais baratas

O Ford New Fiesta teve seus preços reposicionados com foco no consumidor e nas últimas tendências do mercado. Ou seja, algumas versões ficaram mais baratas (ótimo!), enquanto outras ficaram mais caras (péssimo!).

Segundo a marca norte-americana, “a proposta é repassar aos consumidores as variações de custos do modelo em decorrência dos novos rumos da economia e, especialmente, da cotação menor do Dólar em relação ao Real, que impacta componentes importados exigidos neste segmento”.

Parte boa

Na nova lista, as versões com o câmbio manual automatizado de dupla embreagem registram uma redução de até R$ 3.900 em relação ao preço anterior. Nas versões com transmissão manual, a economia chega a R $2.200.

A maior queda de preço foi na versão 1.6 SEL Powershift, que agora sai por R$ 63.190 (era R$ 67.090). No New Fiesta 1.6 Titanium Powershift a redução foi de R$1.200, para R$ 68.990. O topo de linha EcoBoost Titanium Plus Powershift, com motor 1.0 turbo, a redução foi de R$ 500, cotado a R$ 73.990.

Ford New Fiesta Titanium

Ford New Fiesta Titanium

Manual

Os modelos com câmbio manual do New Fiesta também trazem reduções de preço. A versão 1.6 SEL ficou R$ 2.200 mais em conta e agora é vendida por R$ 58.590. No modelo 1.6 SEL Style, a economia é de R$ 1.500 com o valor remarcado para R$ 59.790.

“Realizamos um reposicionamento significativo nos preços do New Fiesta, sobretudo nas versões ‘automáticas’, tornando o nosso hatch premium ainda mais competitivo com as últimas tendências do segmento”, diz Fernando Pfeiffer, gerente de Marketing de Produto da Ford.

Parte ruim

O sr. Pfeiffer estaria totalmente correto se o New Fiesta não tivesse também sofrido aumento de preço que varia de R$ 1.070 a R$ 1.500 dependendo da versão.

O modelo SE 1.6 manual, o de entrada da linha, subiu de R$ 52.590 para R$ 53.660, enquanto o acabamento seguinte, SE Style 1.6 manual, teve seu preço elevado em R$ 1.270.

Já o New Fiesta Titanium 1.6 manual subiu de R$ 64.090 para R$ 65.490, enquanto o Titanium Plus Powershift teve seu valor elevado de R$ 71.590 para R$ 73.090.

Modelo Ford Preço atual Preço antigo Variação
New Fiesta SE 1.6 R$ 53.660 R$ 52.590 R$ 1.070
New Fiesta SE Style 1.6 R$ 56.590 R$ 55.320 R$ 1.270
New Fiesta SEL 1.6 R$ 58.590 R$ 60.790 – R$ 2.200
New Fiesta SEL Style 1.6 R$ 59.790 R$ 61.290 – R$ 1.500
New Fiesta SEL 1.6 Powershift R$ 63.190 R$ 67.090 – R$ 3.900
New Fiesta Titanium 1.6 R$ 65.490 R$ 64.090 R$ 1.400
New Fiesta Titanium 1.6 Powershift R$ 68.990 R$ 70.190 – R$ 1.200
New Fiesta Titanium Plus 1.6 Powershift R$ 73.090 R$ 71.590 R$ 1.500
New Fiesta Titanium Plus 1.0 Powershift R$ 73.990 R$ 74.490 – R$ 500

Restante permanece igual

No mais, o New Fiesta continua com seu espaço interno limitado, visual interessante e conjunto mecânico legal, especialmente com câmbio manual.

Desde a versão de entrada, SE 1.6, o New Fiesta vem equipado, de série, com ar-condicionado, direção elétrica, Ford Easy-Start, airbag duplo frontal, freios ABS com EBD, alarme volumétrico; My Connection Gen. 3 (rádio AM/FM com entrada USB, conexão Bluetooth e controle p/ Ipod); espelhos retrovisores elétricos; trava elétrica das portas com controle remoto; vidros elétricos dianteiros um toque p/ baixo/cima (motorista/passageiro); faróis com máscara negra; computador de bordo; pneus 195/55 R15 com calotas integradas, espelhos retrovisores com luz indicadora de direção; banco traseiro bipartido (60/40); cinto de três pontos e apoio de cabeça para todos os passageiros, entre outros.

Motores

Debaixo do capô, tudo igual também. O motor 1.6 16V Sigma desenvolve 125 cv de potência e 15,8 mkgf de torque com gasolina e 128 cv e 16 mkgf com etanol. Já o 1.0 turbo EcoBoost de três cilindros gera 125 cv e 17,3 mkgf apenas com gasolina.

Ford-New-Fiesta-hatch-Brasil-recorde-SE-Titanium

Dianteira continua sendo o ponto alto visual do Ford New Fiesta

Resumo da obra

O New Fiesta é um ótimo carro, mas que esbarra em limitações por estar posicionado no lugar errado da tabela – alto demais. O reajuste de preço até tentou corrigir um pouco isso, mas parece não deverá ter o efeito necessário, pois outros valores subiram.

Seu porte o credencia a brigar com outro adversários, mas a Ford prefere colocá-lo num local inadequado. Com isso, ele não consegue demostrar todo o seu potencial, amargando vendas baixas e sofrendo com a péssima fama do câmbio de dupla embreagem PowerShift, fonte de muita dor de cabeça para seus donos.

Mesmo com o problema da transmissão aparentemente consertado, a imagem do modelo ficou muito arranhada, chegando num ponto que talvez nem um bem feito trabalho de gerenciamento de crise de imagem reverteria a baixa reputação do modelo por causa do PowerShift.

Não é à toa que a Ford deverá equipada a nova geração do New Fiesta com a melhor escolha possível: um câmbio automático tradicional.

Ainda assim, tiro parcialmente o chapéu para a Ford por ter reduzido o preço do seu carro. Não tiro completamente porque o New Fiesta também ficou mais caro.

Eu realmente gostaria que a Ford fosse a pioneira em reduzir os preços do seus carros, servindo de exemplo para todas as outras marca. Mas o Ka 2018 me mostrou qual é a realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *