O que esperar do novo Fiat Argo 2018?

Fiat Argo 2018 HGT

Fiat Argo HGT 2018

A espera valeu a pena. O Fiat Argo 2018 finalmente chegou, ficou muito bonito e, principalmente, tem um grande potencial de mercado – exatamente o que a marca ítalo-brasileira precisa nesse momento, com urgência. Mas existe espaço para melhorar.

Curiosidade

Antes de seguir com o post, vale reparar como o mundo dá voltas! Conversei com muitas pessoas sobre o novo Fiat e cansei de ouvir as seguintes expressões. Quando foi lançado, o HB20 era o “Palio da Hyundai” e o “Gol da Hyundai”. Agora o Argo é considerado o “HB20 da Fiat”. Quem diria!?!

Várias opções

O Argo chega variado. São três opções de motor (1.0 6V, 1.3 8V e 1.8 16V); três de câmbio (manual de cinco marchas, manual automatizado de cinco velocidades e automático de seis marchas) e sete versões (Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, Precision 1.8, Precision 1.8 AT, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT).

Visual do Fiat Argo Precision 2018

Visual agrada. Foto: Fiat Argo Precision 2018

Os preços variam entre R$ 46.800 (Drive 1.0) e incríveis R$ 81.200 (HGT 1.8 AT com pintura metálica e todos os opcionais).

Quase três por um

Muitas opções para praticamente matar três carros de uma só vez. Na verdade, podemos dizer que o Argo substituí o Punto, uma vez que ele é um compacto premium. Entretanto, o lendário Palio praticamente dá adeus ao nosso mercado, já que apenas as suas versões mais simples continuarão existindo (por enquanto).

E, por que não, a novidade preenche também, não oficialmente, a lacuna deixada pelo Bravo, que deu adeus há algum tempo. É injusto dizer que o Argo substituí o Bravo, mas, levando em consideração os preços das versões 1.8 do novo Fiat, não é tanta loucura assim.

Visual do Fiat Argo Drive 1.3

Dianteira do Fiat Argo Drive 1.3 é bonita

Importância

O Argo é fruto de um grande investimento da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) na modernização do polo automotivo de Betim (MG). Ele é o (urgente) próximo passo da marca após o lançamento da bela e sem sucedida picape Toro e do ainda sem lugar (e quase sem propósito) Mobi.

Sua chegada é vital para ajudar a Fiat a recuperar o terreno perdido para a Chevrolet e para a Hyundai, que, com Onix e HB20, respectivamente, apresentaram produtos, em geral, superiores aos ofertados pela Fiat nos últimos anos.

Dianteira do Fiat Argo Drive 1.3 2018

Faróis lembram o do Mobi. Foto: Fiat Argo Drive 1.3 2018

Visual

O novo Argo é realmente bonito, mas não passa a sensação de ser inédito, uma vez que o seu interessante visual agressivo parece inspirado em muitos outros carros. O Tipo vendido na Europa é a principal referência, com toques do Mobi, Onix, Gol e do Opel Astra europeu.

Mas isso pouco importa. O que vale mesmo é que a Fiat, mais uma vez, acertou a mão com o design de um dos seus carros e, embora subjetivo, beleza é um forte argumento de vendas.

Traseira do Fiat Argo Drive 1.3 2018

Embora não seja inédita, traseira é o ponto alto do carro. Foto: Fiat Argo Drive 1.3 2018

Motores

O Argo Drive conta com os motores da família Firefly. Sem tanquinho auxiliar de partida a frio, o propulsor 1.0 6V de três cilindros desenvolve 72 cv de potência e 10,4 mkgf de torque com gasolina e 77 cv e 10,9 mkgf com etanol. Já o 1.3 8V de quatro cilindros gera 101 cv e 13,7 mkgf com o combustível fóssil e 109 cv e 14,2 mkgf com o derivado da cana-de-açúcar.

A motorização 1.8 16V E.TorQ VIS já é a mais atualizada desse propulsor (também usado no Renegade) e é capaz de gerar 135 cv de potência e 18,8 mkgf de torque com gasolina e 139 cv e 19,3 mkgf com etanol.

Motor 1.8 E.TorQ do Fiat Argo Precision 2018

Motor 1.8 E.TorQ do Fiat Argo Precision 2018 tem 135/139 cv

Câmbios

As versões Drive 1.0 e 1.3 vem de fábrica com câmbio manual de cinco marchas, assim com a Precision 1.8 e a HGT 1.8. O Argo Drive 1.3 pode ser equipado ainda com a transmissão manual automatizada GSR Comfort de cinco velocidades, que, segundo a Fiat, é a evolução da Dualogic Plus.

Já os acabamentos com motor 1.8 podem contar com o câmbio automático de seis marchas, a mesma caixa do Renegade e da picape Toro. É uma transmissão que funciona bem e que me agrada, diferente de praticamente todos os câmbios automatizados disponíveis hoje no mercado brasileiro.

Cambio automatizado GSR do Fiat Argo Drive 1.3 2018

Cambio automatizado GSR do Fiat Argo Drive 1.3 2018 é acionado por botões

Test drive

Infelizmente, pude fazer apenas um rapidíssimo test drive no Argo Drive 1.0 (1.105 kg). Mais pesado do que o Mobi (945 kg) e o Uno (1.010 kg), modelos que têm o mesmo motor, o novo Fiat teve desempenho razoável.

O bom propulsor Firefly de três cilindros é valente, mas não faz milagres. Acredito que os Argos 1.3 e 1.8 sejam bem mais interessantes. Pelo menos o ruído interno da motorização 1.0 é bem menos intenso no substituto do Punto (que nunca foi vendido com motor 1.0) se comparado a Mobi e Uno.

Painel do Fiat Argo Drive 1.0 2018

Central multimídia é opcional no Fiat Argo Drive 1.0 2018

Acabamento

Se por fora o Argo agrada, por dentro o novo Fiat também vai bem. Seu painel é interessante e, assim como seu design, parece ter sido inspirado em outros carros. O que mais chama a atenção é a central multimídia suspensa, tipo Mercedes-Benz, que se destaca, ficando em ótima posição.

Falando em posição, o motorista quase encontra uma excelente posição de dirigir, uma vez que o Argo oferece ajuste de altura do banco e do volante. O ajuste de profundidade da coluna de direção, presente no Punto, infelizmente, é ofertado apenas para as versões mais caras, prejudicando a ergonomia. Pelo menos os bancos do novo compacto são bem melhores do que o do Punto.

Banco traseiro do Fiat Argo Drive 1.3 2018

Banco traseiro do Fiat Argo Drive tem encosto de cabeça e cinco de três pontos para todos

Já o quadro de instrumentos é bom, especialmente das versões com motor 1.8. Outro ponto que também agrada é o acabamento em linhas gerais. Até a batida ao fechar a porta do Argo é mais grave, passando a sensação de solidez. A carroceria do modelo realmente parece ser bem superior ao dos irmãos mais velhos (Palio, Punto e Uno).

Espaço do Argo

Internamente, o espaço do Argo é honesto. Donos do Palio e do Punto vão comemorar a melhora, que não é considerável, mas é perceptível, especialmente na largura. Donos de Sandero também vão “comemorar a vitória”, uma vez que o Renault é mais espaçoso do que o novo Fiat.

Banco traseiro bipartido do Fiat Argo HGT Mopar Edition 2018 automático

“Luxo” para poucos: banco traseiro bipartido só esta disponível no Fiat Argo Precision e no HGT

Com 300 litros, o porta-malas do Argo está totalmente dentro do esperado, mas a marca italiana cometeu um erro inesperado, se levarmos em consideração o Mobi e o Uno: o banco traseiro bipartido é um item de série apenas nas versões Precision e HGT do Argo, não sendo oferecido nem como opcional para a Drive (1.0 e 1.3). Incrível…

Fiat Argo Drive 1.0 Argo Drive 1.3 Argo Drive 1.3 GSR Argo Precision 1.8 Argo Precision 1.8 AT Argo HGT 1.8 Argo HGT 1.8 AT
Potência (cv) 72/77 101/109 101/109 135/139 135/139 135/139 135/139
Torque (mkgf) 10,4/10,9 13,7/14,2 13,7/14,2 18,8/19,3 18,8/19,3 18,8/19,3 18,8/19,3
Câmbio MT 5 marchas MT 5 marchas MT automatizado 5 marchas MT 5 marchas Automático 6 marchas MT 5 marchas Automático 6 marchas
Comprimento (m) 3.998 3.998 3.998 3.998 3.998 3.998 3.998
Largura (m) 1.724 1.724 1.724 1.724 1.724 1.724 1.724
Altura (m) 1.503 1.501 1.500 1.505 1.507 1.505 1.507
Entre-eixos (m) 2.521 2.521 2.521 2.521 2.521 2.521 2.521
Altura do solo (cm) 15,5 14.9 14.6 15,3 15,7 15,7 15,6
Peso (kg) 1.105 1.140 1.148 1.229 1.264 1.243 1.279
Tanque 48 litros 48 litros 48 litros 48 litros 48 litros 48 litros 48 litros
Porta-malas 300 litros 300 litros 300 litros 300 litros 300 litros 300 litros 300 litros

Versões e preços do Fiat Argo 2018

Fiat Argo Drive 1.0 2018

Fiat Argo Drive 1.0

Fiat Argo Drive 1.0 – R$ 46.800 (completo: R$ 52.790)

Itens de série: direção elétrica progressiva, ar-condicionado, display de alta resolução no quadro de instrumentos, banco do motorista e volante com ajuste de altura, cintos de segurança retráteis de três pontos para todos os ocupantes, sistema Start&Stop, ISOFIX, travas elétricas e vidros dianteiros com acionamento elétrico.

Fiat Argo Drive 1.3 2018

Fiat Argo Drive 1.3 2018

Fiat Argo Drive 1.3 – R$ 53.900 (completo: R$ 59.800)

Adiciona à versão 1.0 sistema de monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia de 7″ com tela de alta definição sensível ao toque compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, volante com comandos do rádio e telefone e 2ª porta USB para o passageiro traseiro.

Fiat Argo Drive 1.3 GSR 2018

Fiat Argo Drive 1.3 GSR 2018

Fiat Argo Drive 1.3 GSR – R$ 58.900 (completo: R$ 63.600)

Além da transmissão manual automatizada de cinco marchas GSR (Gear Smart Ride) Comfort com paddle shift atrás do volante, acrescenta controles de tração e estabilidade, sistema Hill-Holder, ambient lights, cruise control (piloto automático), apoio de braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down e repetidores laterais.

Fiat Argo Precision 1.8

Fiat Argo Precision 1.8

Fiat Argo Precision 1.8 – R$ 61.800 (completo: R$ 72.800)

Itens do Argo Drive GSR mas com transmissão manual e adição de alarme, faróis de neblina, faróis com luz de posição a LED, rodas de liga leve com 15″ e banco traseiro bi-partido (60/40).

Design do Fiat Argo Precision 1.8 automático

Fiat Argo Precision 1.8 automático

Fiat Argo Precision 1.8 AT6 – R$ 67.800 (completo: R$ 78.800)

Acrescenta câmbio automático de seis marchas com paddle shifts, cruise control (piloto automático), apoio de braço para o motorista, volante revestido em couro e ambient lights.

Visual do Fiat Argo 2018 HGT automático

Fiat Argo 2018 HGT automático

Fiat Argo HGT 1.8 – R$ 64.600 (completo: R$ 72.700)

Precision + câmbio manual de cinco marchas, display multicolorido de 7″ de alta definição e personalizável no quadro de instrumentos; grade dianteira inferior com acabamento vermelho, spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda, ponteira de escapamento cromada, rodas de liga leve 16″; revestimento vermelho na parte central do painel.

Também traz calibração de suspensão e controle de estabilidade voltados para uma condução mais esportiva.

Fiat Argo 2018 HGT automático

Fiat Argo 2018 HGT automático

Fiat Argo HGT 1.8 AT6 – R$ 70.600 (completo: R$ 81.200)

HGT + câmbio automático de seis com paddle shifts junto ao volante, controle de velocidade (piloto automático) e apoio de braço para o motorista.

Série especial Opening Edition Mopar

Baseada na versão HGT 1.8 AT6 azul Portofino, essa série limitada a 1000 unidades traz um conjunto de acessórios Mopar: teto e retrovisores externos pintados de preto, aerofólio preto na tampa traseira; rodas de alumínio escurecidas (aro 16″), protetor de soleira das portas, tapetes de borracha e carpete, kit de alto-falantes de alta performance com 60 W e o badge “Mopar” nas colunas traseiras; e as três primeiras revisões inclusas.

Painel do Fiat Argo Precision 2018

Painel do Fiat Argo Precision 2018

Fiat não faz sentido

Se o Argo tem muita variedade, ele também sofre com algumas questões que realmente não dão para entender por parte da Fiat. Além do que comentei do banco traseiro bi-partido, pergunto:

  • Por que os Argos Drive 1.0 e Drive 1.3 não podem ser equipados com controles de tração e estabilidade? O Uno (mais barato) pode em todas as versões!
  • Por que o Argo Precision 1.8 (manual e AT) e o HGT 1.8 AT podem ser equipados com os kits Stile e Side Bags, enquanto o Argo HGT 1.8 (manual) pode apenas ser equipado ou com o kit Stile, ou com o kit Side Bags?
Painel do Fiat Argo Precision 1.8 automático

Fiat Argo Precision 1.8 pode ser equipado com câmbio automático de seis marchas

Resumo da obra

O Fiat Argo é o carro certo, mas que chega atrasado para ajudar a marca a reconquistar o terreno perdido para as concorrentes. Se seu lançamento tivesse sido em 2015/2016, com certeza ele teria sido um dos protagonistas na manutenção da posição de mercado da marca.

Mas é importante dizer que o Argo ainda chegou em tempo e tem muitas opções para conquistar um variado leque de clientes. Seu preço com motor 1.0 está ok. Por outro lado, as versões Drive 1.3 (manual e GSR) poderiam custar menos (até R$ 55.000), enquanto a Precision e a HGT jamais, em nenhum momento mesmo, poderiam ultrapassar o limite de R$ 70.000.

Fiat Argo 2018

Fiat Argo 2018 é muito bonito

Chance perdida, mas sucesso à vista

Acho que a Fiat perdeu uma valiosa chance de inovar mais uma vez, podendo ser a primeira marca a oferecer, num carro dessa categoria, além do Start&Stop, central multimídia, controles de tração e estabilidade e airbags laterais de série em todas as versões. Imaginem o Argo Drive 1.3 manual com todos esses equipamentos?

Ainda assim, o Argo vai vender bem porque a Fiat conseguiu unir várias qualidades de seus carros num único modelo, que ainda ficou muito bonito. Quando eu for testar a novidade, espero comprovar o que digo há cerca de 10 anos: “a Fiat sabe muito bem fazer carros compactos”.

Fotos: Fiat/Divulgação

Comentários (12)

  1. Renato, caro ele é. Mas os concorrentes tb são caros e até mais caros.
    Pegue o Onix LTZ 1.4 MT por exemplo. A versão equivalente do Argo que concorre com o Onix LTZ é a Drive 1.3 MT. O Argo é um pouco mais barato, e ainda é mais equipado, mais bem acabado, mais espaçoso, melhor montado, tem mais mala e acredito que o desempenho do 1.3 Firefly seja até um pouco melhor que o 1.4 da GM. Além disso, o Argo parece ser mais seguro (“indiretamente” a Fiat declarou 4 estrelas na Latin Ncap), e o Onix…bem, todos sabem do vexame…
    Ao Argo só falta um visual mais esportivo do LTZ, mas tem gente que nem se importa. Quem se importa, a MOPAR oferece uma infinidade de itens pra enfeitar o carro.
    Diante disso, pergunto: o Argo é caro, mas vale a pena perto dos concorrentes?

    • Sua observações são muito interessantes. Sobre a sua pergunta no final, eu responderia que depende de cada um, mas é certo que vale conhecer o Argo antes de tomar a decisão na hora de comprar um Onix ou outros concorrentes.

      Não entendi quando você disse “Ao Argo só falta um visual mais esportivo do LTZ”. Não seria ao Onix? Ou você diz uma versão ainda mais esportiva do Argo, que vai além da HGT?

  2. argo passa a impressão de ser mais moderno do que o onix, mas ainda acho o onix 1.4 um produto mais redondo do que o fiat. fiat caiu muito nos últimos tempos e o mobi veio comprovar como a marca está ruim. argo deve até vender bem, mas ainda é inferior aos concorrentes, q oferecem cambios manual e automatico sem essa porcaria de automatizado. argo ganha do hb20 em espaço interno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *