Alta Roda – Ponto de partida para o carro autônomo

Audi A8 autonomous car 2018

Audi A8 2018 – Autônomo

No próximo dia 14, quando se abrirem as portas do maior salão de automóveis do mundo em área de exposição, na cidade alemã de Frankfurt, o público verá o primeiro carro autônomo homologado para circular em vias públicas. Trata-se da nova geração do Audi A8, um dos sedãs grandes mais caros da indústria, que poderá se valer das novas regras de trânsito implantadas pela Alemanha em maio último, porém passível de revisão dentro de dois anos.

Continuar lendo

Alta Roda – Carros autônomos irreversíveis

Mercedes-Benz: carro autônomo

Os carros autônomos chegam ao nosso dia a dia e, cedo ou tarde, serão dominantes. Mas não haverá a tecnologia dominante. Há tempos essa Coluna apontou que os gigantes da teleinformática, em especial Google e Apple, acostumados a ganhar muito dinheiro e a enfrentar riscos relativamente baixos, teriam desagradáveis surpresas quando fizessem contas para produzir um veículo. Isso acabou se confirmando e ambas desistiram.

Continuar lendo

Alta Roda – Influências do passado no automobilismo de competição

Porsche Le Mans

Automobilismo de competição tem demonstrado longo histórico de contribuições aos automóveis convencionais utilizados em ruas e estradas de todo o mundo. Claro que categorias de ponta como Fórmula 1, protótipos do WEC (em inglês, Campeonato Mundial de Resistência) e de Rali desenvolvem projetos sofisticados cujas inovações são bastante caras e dificultam a migração direta para carros do dia a dia.

Continuar lendo

Alta Roda – Carro autônomo: devagar com o andor

Veículos conectados pelo sistema da Volvo

Veículos se detectam e se conectam no sistema da Volvo

Carro autônomo. Um desafiador mundo novo se aproxima com a possibilidade de os automóveis receberem equipamentos que permitirão direção semiautônoma, de início, e completamente autônoma em etapa mais distante. Existem muitas facetas positivas entre elas o aumento de segurança no tráfego, principalmente quando aumentar o número de veículos conectados entre si e com a infraestrutura urbana e rodoviária adequada. Isso se dará porque os humanos erram, ficam cansados, se distraem e avaliam mal as situações de risco.

Continuar lendo

Alta Roda – Dedos cruzados para o mercado automotivo brasileiro

Sinais ambíguos nesse começo de ano quanto à evolução do mercado automotivo brasileiro. Em janeiro passado, comparado ao mesmo mês de 2016, as vendas internas caíram 5,2% (147,2 mil unidades entre automóveis e comerciais leves e pesados). Número desanimador para quem acreditava que o País parou de cavar o fundo do poço. No entanto, a produção, puxada por crescimento expressivo de 56% no número de veículos exportados, subiu 17%.

Foto da concessionaria Toyota Osaka BH Pampulha

Continuar lendo

Alta Roda – Futuro da condução autônoma

O avanço da direção semiautônoma e, em futuro não distante, da condução autônoma completamente conectada a outros veículos e à infraestrutura parece mesmo irreversível. Isso a despeito de incidentes graves de percurso, ambos nos Estados Unidos, um fatal ocorrido com um Tesla; outro, mais recente, envolvendo um Volvo XC90 do Uber ao varar um semáforo vermelho (um pedestre aguardava na faixa, sem chegar a atravessar). Em ambos os casos, os motoristas poderiam ter intervindo, mas não o fizeram.

Continuar lendo

Alta Roda – Motores: centro do palco no Brasil

Renaul Sandero Expression EasyR automatizado

Renaul Sandero e Logan receberam novos motores 1.0 e 1.6

A forte guinada dos fabricantes de veículos em direção aos motores de três cilindros é reflexo direto das exigências de diminuição de consumo de combustível do programa Inovar-Auto (2013-2017). Considera-se como certa nova rodada de metas de eficiência energética a partir de 2018.

Continuar lendo

Alta Roda – Filão sem donos

ZF_Smart_Parking_Assist

Muito se comenta sobre sistemas de direção autônomos ou semiautônomos para revolucionar a maneira de guiar. Além de aumentar a segurança ativa/preditiva, aliviar o estresse no trânsito congestionado ou em monótonas viagens, o motorista poderá assumir o comando quando lhe for prazeroso. Essas tecnologias passarão por complexas regulamentações técnicas, legislativas e jurídicas, ainda em estudos profundos. Os grandes fabricantes mundiais de veículos trabalham com fervor nesse objetivo e estão numa verdadeira corrida tecnológica. Ninguém quer ficar para trás, mesmo sem enxergar bem o que está na linha de chegada.

Continuar lendo

Alta Roda – Japão faz suas apostas

Tradicional discrição do Japão no 44º Salão de Automóvel de Tóquio – aberto ao público até o próximo dia 8 – foi trocada por atitudes mais ousadas dos fabricantes locais e uma aposta no hidrogênio como alternativa às baterias dos carros elétricos. Na verdade, o governo do país incentiva fortemente essa tecnologia cuja principal vantagem é tempo de abastecimento (três a cinco minutos, contra horas de uma bateria), mas a infraestrutura, além de muito cara, precisa ser construída a partir do zero.

Continuar lendo

Estudo aponta que carro sem motorista vai representar 75% das vendas em 2035. Será?

carro-autonomo-Audi-TT-I-Robot-movie-future

A parcela das vendas globais de carros sem motorista (veículos autônomos) deve chegar a 75% do total das vendas em 2035. De 2025 a 2030 o crescimento de mercado saltará de 4% a 41%. Essa curiosa previsão é fruto de um estudo da EY (nova marca da Ernst & Young), na análise Deploying autonomous vehicles: Commercial considerations and urban mobility scenarios, que estima que 85% das vendas sejam na América do Norte, na Europa e na Ásia. Será mesmo que isso pode acontecer?

Continuar lendo